Júnior Cavalcanti

Durante o dia de hoje, o blog em parceria com o instituto Múltipla publicou inúmeros cenários para governo do Estado, Presidente, popularidade das gestões, poder de transferência, dentre outros inúmeros dados. Os Números de registros da pesquisa foram o PE 03562/2018 e BR 00402/2018 e repercutem em todo o Estado.

Como já divulgado, utilizou-se o método de amostragem estratificada proporcional de conglomerados, selecionados com probabilidade proporcional ao tamanho (PPT) em três estágios.

Perfil da amostra: Masculino 46,7%, Feminino 53,3%; 16 a 24 anos 16,7%, 25 a 34 anos 22,5%, 35 a 44 anos 21,3%, 45 a 59 anos 23,5%, 60 anos ou mais 16,0%; Até Fundamental completo 51,7%, Médio (completo e incompleto) 40,7%, Superior (completo e incompleto) 7,6%; Até 01 salário mínimo 70,7%, De 01 a 05 salários mínimos 26,5% e acima de 05 salários mínimos 2,8%.

A amostra foi composta por 600 entrevistas aplicadas na população que tenha título de eleitor, more e vote no estado de Pernambuco e distribuída da seguinte forma: Capital 18,0%, Região Metropolitana 24,2%, Zona da Mata 14,6%, Agreste 25,2% e Sertão 18,0%. O intervalo de confiança estimado é de 95% para uma margem de erro para mais ou para menos de 4,1%.

Como na pesquisa anterior, o blog divulga com exclusividade os gráficos e dados da pesquisa. 

Dados de pesquisa Pernambuco

Nill Júnior

Desabamento de prédio no centro de São Paulo

Desabamento de prédio no centro de São PauloFoto: Rovena Rosa / Agência Brasil

Passadas mais de 48 horas do incêndio e desabamento do antigo prédio da Polícia Federal no largo do Paissandu, no centro de São Paulo, os Bombeiros mudaram a estratégia de operações sobre os escombros e consideram muito improvável encontrar pessoas ainda com vida.

“Não digo impossível porque sempre há esperança, mas é muito improvável. São condições incompatíveis com a vida”, disse o capitão Robson Mitsuo, que anunciou a decisão dos Bombeiros.

desabamento em si, a temperatura de mais de 600º, e o tempo passado desde o início da ocorrência foram determinantes para a decisão das equipes sobre a mudança de operação.

Leia também:
Cães usados na busca em prédio de SP que desabou não encontram vítimas
Mobilização e solidariedade após desabamento de prédio em SP
Desabamento em SP: há 34 desaparecidos; retirada dos escombros deve durar uma semana

Os Bombeiros chegaram a considerar a possibilidade de haver bolsões vitais no subsolo do edifício, mas ela foi descartada após buscas das equipes por meio de um acesso aberto a partir do prédio vizinho ao desmoronamento.

Os trabalhos continuam com o uso de maquinário pesado, com o intuito de agilizar a remoção dos escombros. Prossegue também o resfriamento da estrutura, que ainda apresenta focos de incêndio, além da atenção visual à presença de possíveis vítimas.
“A qualquer sinal as máquinas vão parar e serão feitas buscas manuais e com cães farejadores”, completa Mitsuo.

Cerca de 78 agentes e diversas viaturas, incluindo retroescavadora, trator e martelete permanecem na área do desmoronamento, realizando trabalhos em três frentes: busca e salvamento, rescaldo do incêndio e liberação de via. Os escombros somam cinco andares de altura.

O prazo de 48 horas segue um protocolo estabelecido internacionalmente para buscas. Os Bombeiros dizem que até uma semana depois é possível encontrar possíveis sobreviventes, mas a possibilidade é drasticamente reduzida após o prazo protocolar.

O outro prédio atingido parcialmente pelo incêndio segue sob monitoramento, por meio de detectores de movimento que acusam qualquer sinal de deslocamento na estrutura.

A Prefeitura de São Paulo trabalha com o número de quatro desaparecidos: Ricardo, conhecido como “Tatuagem”, e uma mãe, Selma, e seus dois filhos. Na praça No largo do Paissandu, dezenas de pessoas que moravam na ocupação continuam acampadas ao longo da madrugada.

Movimentos populares e religiosos estiveram presentes ao longo da noite na praça para entregar doações aos acampados, entre roupas e alimentos prontos para consumo, como sopas.

G1

O ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF), rejeitou pedido da defesa de Luiz Inácio Lula da Silva para suspender na Justiça Federal do Paraná processo contra o ex-presidente sobre a reforma de um sítio em Atibaia (SP).

A defesa fez o pedido baseada em decisão da semana passada da Segunda Turma do STF, que determinou retirar do juiz Sérgio Moro, da Justiça Federal do Paraná, trechos da delação de ex-executivos da construtora Odebrecht sobre Lula.

A maioria dos ministros considerou que as informações dadas pelos delatores da Odebrecht a respeito do sítio de Atibaia e do Instituto Lula não têm relação com a Petrobras e, portanto, com a Operação Lava Jato, conduzida por Moro. O caso do sítio, no entanto, continuou sob a responsabilidade o juiz.

Ao negar a solicitação da defesa, Toffoli disse que o pedido ultrapassa o que foi decidido pela Segunda Turma do Supremo e, portanto, não tem “plausibilidade jurídica”.

“A presente reclamação, neste exame preliminar, ao pretender submeter diretamente ao controle do Supremo Tribunal Federal a competência do juízo de primeiro grau para ações penais em que o reclamante figura como réu, cujo substrato probatório não foi objeto de exame na PET nº 6.780 [petição que deu origem à decisão da Segunda Turma], parece desbordar da regra da aderência estrita do objeto do ato reclamado ao conteúdo da decisão supostamente afrontada. Nesse contexto, por não vislumbrar plausibilidade jurídica para sua concessão, indefiro o pedido de medida liminar”, decidiu.

Toffoli citou ainda que a decisão de remeter depoimentos da Odebrecht para a Justiça de São Paulo foi isolada. O ministro ressaltou que a turma não tirou a competência de Sérgio Moro para o caso do sítio.

“Dessa feita, determinou-se o encaminhamento isolado de termos de depoimento que originariamente instruíam procedimento em trâmite no Supremo Tribunal Federal à Seção Judiciária de São Paulo, bem como que, em relação a esses termos de depoimento – e não em relação a ações penais em curso em primeiro grau – fossem oportunamente observadas as regras de fixação, de modificação e de concentração de competência”, afirmou o ministro.

O ministro também escreveu na decisão que o Ministério Público ainda pode tentar argumentar que as delações da Odebrecht sobre o sítio em Atibaia têm ligação com os desvios na Petrobras.

“Em suma, não se subtraiu – e nem caberia fazê-lo – do Ministério Público o poder de demonstrar o eventual liame – a ser contrastado pelo reclamante nas instâncias ordinárias e pelas vias processuais adequadas – entre os supostos pagamentos noticiados nos termos de colaboração e fraudes ocorridas no âmbito da Petrobras, bem como em momento algum se verticalizou a discussão sobre a competência do juízo reclamado para ações penais em curso em desfavor do reclamante, máxime considerando- se que essa matéria jamais foi objeto da PET nº. 6.780.”

Depois da decisão da Segunda Turma do STF, os advogados pediram para Moro enviar o processo contra Lula para São Paulo, mas o juiz rejeitou. Na segunda (30), a defesa de Lula entrou no Supremo para que o tribunal obrigasse o envio do processo. A defesa protocolou uma reclamação, tipo de processo usado para pleitear o cumprimento de uma decisão tomada pelo STF, seja em turma ou plenário.

Os advogados de Lula alegaram que a decisão de Moro foi uma “clara afronta” ao entendimento da Segunda Turma.

No entanto, Toffoli não reconheceu no ato de Moro uma eventual afronta ao STF. “Neste juízo de delibação, não vislumbro a apontada ofensa à autoridade do Supremo Tribunal Federal”, escreveu o ministro.

Registro do ator na delegacia, após a detenção por embriaguez

Registro do ator na delegacia, após a detenção por embriaguezFoto: David Irikura/TV Globo

O ator Fábio Assunção foi preso mais uma vez, desta vez, na manhã desta quinta-feira (3) após bater em dois carros na Alameda Franca, nos Jardins, em São Paulo. Segundo informações do G1, ele foi levado para uma delegacia e autuado por embriaguez ao volante. Como ninguém ficou ferido, ele deve pagar fiança e responder em liberdade.

Segundo a Polícia Militar, Fábio bateu nos outros veículos, a PM foi acionada e quando chegou ao local, ele se recusou a fazer o teste do bafômetro, mas apresentava sinais de embriaguez. O ator também se recusou a ir ao Instituto Médico Legal para fazer exame clínico. Em junho de 2017, o ator foi preso em uma festa de São João em Arcoverde.

Vacinação contra a gripe

Vacinação contra a gripeFoto: Pedro Ventura/ Agência Brasil

Sobe o número de pacientes diagnosticados com as influenzas A H1N1 e H3N2 em Pernambuco. Já são 23 pacientes atestados com H1N1, sendo sete que desenvolveram síndrome respiratória aguda grave (SRAG), número que representa um aumento de 600% em relação à semana anterior, quando foi registrado um caso.

Os dados foram divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde (SES), na última quarta-feira (2), e levam em consideração os registros de janeiro até o dia 21 de abril. O H3N2 já acumula oito confirmações que tiveram SRAG e mais nove com sintomas mais leves, que não precisaram de internação. O número geral de pessoas internadas por SRAG de etiologias diversas e ainda em investigação subiu 18%. As mortes também.

Leia também:
Pernambuco registra primeira morte de paciente com H1N1 este ano
Estudante morre com suspeita de H1N1 em Petrolina

Até agora, dois pacientes morrerem devido à síndrome respiratória aguda grave, ambos com exames positivos para o vírus H1N1. O primeiro óbito foi de paciente, que já tinha comorbidades, de 45 anos, do Recife, que faleceu em 24 de abril. A morte mais recentemente confirmada foi de uma paciente de 74 anos, também com comorbidade, que faleceu no dia 17 de abril. Ela era residente em Jaboatão dos Guararapes.

Em relação aos demais casos de internamento de SRAG por Influenza A (H1N1 e H3N2), a SES informou que a maioria se encontra na faixa etária de zero a nove anos, com sete ocorrências. Segundo a gerente de Prevenção de Doenças Imunopreveníveis da SES, Ana Antunes, apesar da alta nos números nas duas últimas semanas, o comportamento geral das influenzas ainda está dentro do considerado habitual para o período.

Ela destacou ainda que as notificações de SRAG de forma geral ainda estão inferiores ao mesmo período de 2017, quando 513 adoecimentos foram registrados. “Esses dados de agora não querem dizer que todos tenham adoecido na última semana. Na verdade, boa parte dos casos é de março, mas só agora saíram os resultados dos exames”, justificou sobre o salto nas estatísticas.

Um fator, no entanto, chama mais a atenção: a prevalência conjunta dos vírus H1N1 e H3N2. “Não temos um predominando em cima do outro. Em anos anteriores, você tinha um predomínio nítido de um deles. Agora estão as duas ocorrendo ao mesmo tempo, o que é um pouco diferente do que vínhamos detectando”, comentou. Em 2017, por exemplo, Pernambuco não notificou nenhum caso da H1N1, mas apenas de H3N2. Os impactos dessa dupla participação e protagonismo viral ainda não podem ser mensurados.

Ana Antunes chamou atenção da população para uma onda de boatos sobre um novo tipo de gripe e da ineficácia da vacina de influenza. Áudios atribuídos a médicos têm promovido terror nas redes sociais. “Isso não procede. Na verdade, o que está circulando são ciclos de influenza que já tiveram circulação anteriores e a vacinação que está sendo utilizada contempla essas cepas. A mensagem que deixo para a população é quem está nos grupos prioritários busque o posto e tome a vacina”, tranquilizou.

Sobre a imunização, que iniciou no último dia 23 de abril, o balanço até ontem mostra que poucos buscaram a dose de proteção. Ao todo, 147.163 pessoas buscaram a vacina, o que representa 6,1% do total de 2.399.361 pernambucanos inclusos nos grupos prioritários. A campanha de vacinação contra a influenza segue até o dia 1º de junho, sendo o Dia D em 12 de maio.

   Grupos prioritários

público-alvo da vacina é composto por crianças de seis meses a cinco anos, gestantes, puérperas (mulheres em pós-parto), idosos maiores de 60 anos, profissionais das redes pública e privada de educação e de saúde, indivíduos de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade, funcionários do sistema prisional, além de portadores de doenças crônicas não transmissíveis.

Após o registro de mortes por afogamento na região, o Sargento J. Coelho, do Corpo de Bombeiros de Afogados da Ingazeira faz o alerta de alguns cuidados indispensáveis, principalmente com crianças, e com pessoas que não sabem nadar.

O bombeiro afirma que as chuvas acumularam boa carga em açudes de pequeno porte e barragens, tornando um atrativo aos banhistas e oferecendo perigos que podem ser fatais.

De acordo com o Sargento J. Coelho, o Estado já apresenta um número expressivo de afogamentos neste começo de ano. O ideal é, em primeiro lugar, procurar um local conhecido e onde exista, movimento de pessoas. É importante o banhista conhecer a profundidade e não se alimentarem de maneira pesada, pois as congestões são muito comuns.

O governo entrou na fase final da seleção dos dados que serão alardeados nas propagandas que vão marcar os dois anos da gestão de Michel Temer. O Planalto decidiu fazer versões segmentadas das peças, destacando pontos para o Nordeste e também para setores específicos da economia, como o agronegócio. A ofensiva publicitária é uma nova tentativa de tirar a popularidade do emedebista das cordas a dois meses das convenções que vão definir os candidatos à Presidência.

Aos eleitores nordestinos, o governo pretende alardear a finalização do trecho leste da transposição do rio São Francisco e os números do Bolsa Família. O discurso para os produtores rurais vai enfatizar as safras recordes recentes.

Os ambientalistas também estão na mira da publicidade governista. No recorte sugerido pela equipe de comunicação, a propaganda deve dizer que Temer entregou mais quilômetros quadrados de unidades de conservação do que seus antecessores somados.

(Daniela Lima – Painel, FSP)

Operação Porto Seguro, da Polícia Civil

Operação Porto Seguro, da Polícia CivilFoto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

Uma organização criminosa voltada para a prática dos crimes de homicídio, tráfico de drogasassociação ao tráfico, roubo porte e posse ilegal de arma de fogo é o alvo da Operação Porto Seguro, deflagrada pela Polícia Civil de Pernambuco (PCPE) na manhã desta quinta-feira (3). Estão sendo cumpridos 11 mandados de prisão e nove mandados de busca e apreensão domiciliar em Recife, Ipojuca e Sirinhaém..

As investigações começaram em janeiro de 2017 e foram presididas pelo titular da 14ª Delegacia de Homicídios, o delegado Ermírio Azevedo. Cerca de 60 policiais civis – entre delegados, comissários, agentes e escrivães – participaram desta que é a 11ª operação de repressão qualificada do ano da PCPE.

Os detalhes preliminares serão divulgados pelo chefe da Polícia Civil, o delegado Joselito Kerhle, ainda nesta quinta na sede da Divisão de Homicídios da Região Metropolitana Sul, em Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana do Recife.

Hospital da Restauração

Hospital da RestauraçãoFoto: Rafael Furtado

Morreu no Hospital da Restauração, área Central do Recife, na madrugada desta quarta-feira (2), Josefa Maciera Leite Silva, de 20 anos, que teve 70% de seu corpo queimado pelo ex-companheiro, na última quinta-feira (26), no município deIbimirim, no Sertão do Estado.

De acordo com a assessoria de imprensa do HR, a causa damorte foi falência múltipla dos órgãos devido à gravidade dos ferimentos causados pelas chamas.

Leia também:
Homem é preso por matar esposa com enxada no Agreste
Após dois anos de investigação, é preso homem que simulou suicídio da esposa

Marionsman da Conceição Ferreira, de 24 anos, ex-companheiro de Josefa, é o principal suspeito do crime. Insatisfeito com o término do relacionamento, o homem teria ateado fogo na casa e na mulher, mas acabou sendo queimado após a vítima o abraçar.

Ainda de acordo com o hospital, o estado de saúde de Mariosman é considerado estável. Ele teve 40% do corpo queimado e está internado na unidade de saúde, onde está sob custódia da Polícia Civil.

Relembre o caso
O crime ocorreu no centro de Ibimirim, no Sertão. Segundo a Polícia Civil, Mariosman teria convidado Josefa para conversar. Dentro da residência, ele jogou gasolina nos móveis e no corpo da mulher que, desesperada, agarrou-se ao homem e acabou o queimando também. Ainda de acordo com a polícia, uma testemunha que estava dentro da residência conseguiu arrombar a porta e pedir socorro.

O caso foi registrado pela Delegacia de Plantão de Arcoverde e a denúncia será investigada pelo delegado de Ibimirim, Raphael Oliveira.

Caso foi destaque no programa Cidade Alerta, da Record

A Polícia Civil cumpriu hoje mandado de prisão contra Tarcísio Gomes da Silva, no Sítio Oitis, Afogados da Ingazeira. Ele desferiu oito facadas contra sua companheira Antônia Carmem, em crime que aconteceu em São Paulo no dia 7 de janeiro deste ano. Ele, que está prestes a completar 28 anos, é natural de Tabira.

Na investida, os policiais fizeram um cerco numa propriedade rural e efetuaram a prisão eficientemente. Após os procedimentos  de praxe ele  foi recolhido à Cadeia Pública de Afogados da Ingazeira.

O caso teve grande repercussão em São Paulo, inclusive com matéria no programa Cidade Alerta, da Record. Apesar da chamada do apresentador Luiz Bacci, Antonia conseguiu sobreviver quase que milagrosamente. Após cirurgia, passou dias internada, chegou a contrair meningite, mas sobreviveu.

A operação foi coordenada pelo delegado Ubiratan Rocha, com a equipe que contou com o Escrivão Marcos Antonio e os agentes  Paulo Maychrovicz, Inario Rafael, Isabela Guedes, Roger Dantas e Damião Canuto.

O Mandado de Prisão foi expedido no processo n° 0000134-41.2018.8.26.0052.01.0001-23, pelo Juiz de Direito da comarca de São Paulo Adilson Paukoviski Simoni. “Já entrei em contato com o Delegado responsável pelo caso em São Paulo. Estamos enviando os documentos para que ele envie uma equipe de São Paulo que deverá levá-lo para responder pelo crime”, disse o Delegado ao blog.

Armas apreendidas com o idoso

Armas apreendidas com o idosoFoto: Divulgação/PMPE

Um idoso de 70 anos foi preso com duas armas por volta das 22h dessa terça-feira (1°) na zona rural da cidade de Santa Maria da Boa Vista, no Sertão de Pernambuco. Policiais militares da 7ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM) realizavam uma operação de combate a roubos e homicídios na região.

No bar de propriedade do idoso os policiais encontraram uma espingarda calibre 12 com oito cartuchos intactos no fundo falso de uma mesa. Ele admitiu ser o dono da arma e em seguida entregou um revólver calibre 38 com 15 munições. O idoso foi entregue à Delegacia de Polícia Civil de Cabrobó, também no Sertão.

Leia também:
Polícia Militar apreende arma de fogo no bairro de Casa Forte 
Idoso é atropelado por moto na avenida Norte

Por Basília Rodrigues

Em cada dez brasileiros ouvidos, quase oito, ou seja 78%, defendem o fim do foro privilegiado. É o que aponta um levantamento do Ibope, encomendado pela Avaaz, uma rede de mobilização internacional. A CBN teve acesso em primeiro mão à pesquisa. Ainda de acordo com o estudo, 12% acham que o foro privilegiado tem que continuar, e 10% não souberam responder a pergunta.

A regra pode mudar nesta quarta-feira, quando o Supremo Tribunal Federal se reúne pra decidir não o “fim”, mas restrições ao foro, que só valeria pra atos praticados durante o mandato atual e que tenham a ver com a função. É que hoje qualquer acusação contra autoridades é julgada em cortes especiais. No caso do presidente da República, de deputados e senadores, esse lugar é o STF. Se for governador, só no Superior Tribunal de Justiça.

A pesquisa perguntou também se mudar a regra pode ter impacto na imagem do Judiciário: 45% dos entrevistados disseram que não mudaria nada, mas 36% responderam que passariam a confiar mais na Justiça. Para 77%, o fim do foro privilegiado ajudaria a combater a impunidade no Brasil. Para o coordenador da Avaaz, Diego Casaes, isso mostra que cada vez mais pessoas não aguentam mais ver a palavra “privilégio” associada a autoridades, como políticos e magistrados:

“Nossos políticos já têm privilégios demais: salários altos, passagens aéreas, alguns têm carro privativo. Mas acabar com o foro privilegiado dá sensação de que os cidadãos, de fato, vão ver que os políticos são um pouco mais parecidos com pessoas normais. E não uma elite de pessoas ‘superprivilegiadas’”, avaliou o coordenador.

O Ibope Inteligência realizou as entrevistas por telefone com mil brasileiros com 18 anos ou mais, entre os dias 23 e 25 de abril, em todo país. Pessoas de diversos níveis de renda e escolaridade foram questionadas. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança utilizado é de 95%, de acordo com a pesquisa.

Site da Receita Federal

Site da Receita FederalFoto: Arquivo / Agência Brasil

Quem perdeu o prazo para enviar a Declaração do Imposto de Renda Pessoa Física poderá fazê-lo a partir das 8h desta quarta-feira (2). O contribuinte será multado em 1% do imposto devido por mês de atraso (limitado a 20% do imposto total) ou em R$ 165,74, prevalecendo o maior valor. Não será necessário baixar um novo programa. O sistema automaticamente gerará a guia para o pagamento do tributo, acrescido da multa.

Neste ano, o total de contribuintes que enviaram a Declaração do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) foi 29.269.987, um crescimento de 1,63% em relação ao ano passado. O número superou a expectativa do Fisco de receber 28.800.000 declarações. Em 2017, 28.524.560 contribuintes haviam entregado o documento dentro do prazo.

O pagamento das restituições começa em 15 de junho e vai até 17 de dezembro, em sete lotes mensais. Quanto antes o contribuinte tiver entregado a declaração com os dados corretos à Receita, mais cedo será ressarcido. Têm prioridade no recebimento pessoas com mais de 60 anos de idade, contribuintes com deficiência física ou mental e os que têm doença grave.

Leia também:
Imposto de Renda: 3,9 milhões ainda não declararam
Evite erros na declaração de Imposto de Renda

Quem for pagar o Imposto de Renda atrasado não precisa se preocupar em incluir os juros e as multas. O próprio sistema fará a atualização dos valores na hora de imprimir a guia. O programa de preenchimento da declaração do Imposto de Renda da Pessoa Física de 2018, ano base 2017, está disponível no site da Receita Federal.

Também é possível preencher e enviar o documento por meio do aplicativo Meu Imposto de Renda para tablets e celulares. Por meio do aplicativo, é possível ainda fazer retificações depois do envio da declaração.

Extrato

De acordo com o Fisco, o contribuinte pode acompanhar o processamento da declaração do serviço Meu Imposto de Renda, disponível no Centro Virtual de Atendimento (e-CAC), no site da Receita. Por meio do extrato, é possível verificar pendências e fazer uma declaração retificadora para evitar cair na malha fina.

Neste ano, está obrigado a declarar quem recebeu rendimentos tributáveis, em 2017, em valores superiores a R$ 28.559,70. No caso da atividade rural, deve declarar quem teve receita bruta acima R$ 142.798,50.

Também estão obrigadas a declarar as pessoas físicas residentes no Brasil, que receberam rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma foi superior a R$ 40 mil, que obtiveram, em qualquer mês, ganho de capital na alienação de bens e direitos, sujeito à incidência do imposto ou que realizaram operações em bolsas de valores, que pretendem compensar prejuízos com a atividade rural, que tiveram, em 31 de dezembro de 2017, a posse ou a propriedade de bens e direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 300 mil, que passaram à condição de residentes no Brasil em qualquer mês e assim se encontravam em 31 de dezembro, ou que optaram pela isenção do IR incidente sobre o ganho de capital com a venda de imóveis residenciais para a compra de outro imóvel no país, no prazo de 180 dias contados do contrato de venda.

Resultado de imagem para reforma trabalhistaAs mudanças na legislação trabalhista não se refletiram na geração de empregos no país e acabaram fragilizando o vínculo empregatício, disseram líderes sindicais que participaram ontem  (1º) de manifestação no Rio de Janeiro que marcou o Dia do Trabalho.

O ato reuniu cerca de 200 pessoas, na Praça XV, no centro da cidade, a maioria ligada a centrais sindicais, sindicatos e empresas estatais. O presidente regional da Central Única dos Trabalhadores (CUT-RJ), Marcelo Rodrigues, declarou que a nova legislação trabalhista foi uma agressão e não criou empregos formais.

Enquanto busca o apoio do PT para a reeleição, o governador Paulo Câmara (PSB) passou a ser questionado por sua posição em relação ao impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), em 2016. O Jornal do Commércio compilou declarações públicas de Paulo entre dezembro de 2015 e agosto de 2016, que mostram como o pensamento do governador evoluiu durante as fases do processo de impedimento da petista.

Nas últimas semanas, os deputados de oposição Bruno Araújo (PSDB) e Mendonça Filho (DEM) afirmaram ter conversado mais de uma vez com Paulo e com o prefeito do Recife, Geraldo Julio (PSB), sobre o impeachment da ex-presidente. Em nota divulgada no dia das declarações dos parlamentares, último dia 20, o governador negou os encontros. A oposição, vale lembrar, pode se favorecer por uma candidatura própria do PT, já que assim as chances de levar a disputa ao segundo turno aumentam.

Nas primeiras declarações, Paulo deixava claro a posição contra o impeachment. “Não há ainda motivo para afastamento por crime de responsabilidade da presidente”, afirmou à Rádio Jornal , em 10 de dezembro de 2015.

Em 17 de março de 2016, o governador começou a cobrar celeridade do processo, depois que Dilma foi gravada em conversa com o ex-presidente Lula (PT) sobre a posse como ministro do petista, já investigado pela Lava Jato.

A declaração mais dura de Paulo sobre o impeachment ocorreu em 22 de março de 2016, quando ele disse que, se os fatos contra Dilma fossem comprovados, tornariam “muito difícil” a continuidade do governo. “Não se trata só de pedaladas, e sim de outros fatos. Fatos graves que precisam ser apurados, que precisam ser responsabilizados”, registrou, na ocasião.

Em 11 de abril, o PSB, que tem Paulo como vice-presidente nacional, decidiu votar contra Dilma. Quando o impeachment passou na Câmara, no dia 17, o governador ressaltou a “robustez e equilíbrio das instituições democráticas”.

No Congresso, o PSB votou majoritariamente pelo impeachment: 29 dos 32 deputados federais e cinco dos sete senadores apoiaram a deposição de Dilma. Dentre eles, todos os cinco deputados do partido em Pernambuco e o senador Fernando Bezerra Coelho (hoje no MDB), que na época integrava a legenda.

Paulo Câmara liberou três secretários que tinham mandato de deputado para participar da votação. André de Paula (PSD) e Danilo Cabral (PSB)engrossaram o coro do impeachment. Sebastião Oliveira (PR) se absteve.

No dia 6 de maio de 2016, Dilma visitou a Transposição do Rio São Francisco, em Cabrobó, no Sertão pernambucano, ao lado do governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), onde repetiu que era vítima de um golpe. Sete dias depois, Paulo afirmou que a admissibilidade do processo de impeachment seguiu as normas constitucionais.

Quando o Senado depôs Dilma, em 31 de agosto de 2016, o governador disse que o afastamento de um presidente não era algo a ser comemorado. Mas defendeu que era a hora de “virar a página” e se queixou de que “muita coisa se desarrumou nesses últimos anos”.

Esclarecimento

No último ano, porém, o PSB iniciou uma reaproximação com o PT, de olho no forte apelo que Lula ainda tem junto ao eleitorado pernambucano e se afastando do impopular governo de Michel Temer (MDB). O JC procurou o governador Paulo Câmara e o PSB-PE. Através das assessorias de imprensa, os dois afirmaram que a resposta sobre o assunto era a nota divulgada no último dia 20, na qual afirmava que nem Paulo nem Geraldo Julio negociaram o impeachment de Dilma.

(Fonte: Jornal do Commercio)

Bombeiros continuam combate a focos de incêndio no prédio que desabou em São Paulo (Foto: Reprodução/TV Globo)

Ao todo, 44 moradores ainda não foram localizados após o desabamento do prédio no Largo do Paissandu, no Centro de São Paulo, informou o Corpo de Bombeiros na manhã desta quarta-feira (2). Não se sabe se eles estavam ou não no edifício durante o acidente.

Dentre essas pessoas, há uma desaparecida: trata-se de um homem que estava sendo resgatado por bombeiros no momento da queda do prédio. Também não há informação sobre possíveis mortos.

O prédio era ocupado por 372 pessoas, de 146 famílias, segundo o Corpo de Bombeiros. De acordo com a prefeitura, 320 pessoas foram cadastradas como desabrigadas após o desabamento e 40 delas buscaram atendimento na assistência social.

Buscas e outras ações

Ainda de acordo com o major Max Schroeder, o trabalho dos bombeiros vai ser concentrar em três frentes: o rescaldo e o resfriamento do local para evitar outros focos de incêndio, as buscas pelo desaparecido, que já duram quase 30 horas, e a liberação de algumas vias da região. Uma retroescavadeira estava sendo usada para retirar alguns escombros do local.

Os bombeiros devem levar 48 horas para começar a mexer na estrutura do edifício, e a estimativa é que os trabalhos no local durem ao menos uma semana. Nas buscas, as equipes de resgate vão usar câmeras instaladas em drones. Elas são capazes de detectar calor e reconhecer a temperatura da pele humana, localizando, assim, alguma pessoa com sobrevida.

Responsabilidade por prédio que desabou em SP é discutido entre governo e prefeitura

Responsabilidade por prédio que desabou em SP é discutido entre governo e prefeitura

MP investiga

Após o desabamento, o Ministério Público de São Paulo reabriu a investigação sobre as condições estruturais do prédio. A promotoria de Habitação e Urbanismo chegou a pedir, em 16 de março deste ano, o arquivamento do inquérito após a Defesa Civil vistoriar o prédio de 24 andares e afirmar que não havia risco estrutural na edificação.

O arquivamento havia sido pedido pelo promotor Marcus Vinicius Monteiro dos Santos. No documento, ele mencionava que “não foram constatadas anomalias que implicassem riscos naquela edificação, embora a instalação elétrica estivesse em desacordo com as normas aplicáveis, assim como o sistema de combate a incêndio”.

A Defesa Civil fará vistoria em 70 imóveis ocupados em São Paulo para saber em que condição estão.

Arte mostra detalhes do incêndio em prédio que desabou no Centro de SP (Foto: Juliane Souza/Editoria de Arte/G1)Arte mostra detalhes do incêndio em prédio que desabou no Centro de SP (Foto: Juliane Souza/Editoria de Arte/G1)

Arte mostra detalhes do incêndio em prédio que desabou no Centro de SP (Foto: Juliane Souza/Editoria de Arte/G1)

Abertura do período de atividades ocorreu no parque da Jaqueira, com atrações educativas para crianças

Abertura do período de atividades ocorreu no parque da Jaqueira, com atrações educativas para crianças Foto: Paulo Maciel

As ações educativas que marcam o Movimento Maio Amarelo 2018 foram iniciadas nessa terça (1º), com objetivo de chamar atenção para o alto índice de acidentes de trânsito. O primeiro ato, promovido pelo Departamento Estadual de Trânsito de Pernambuco (Detran-PE), foi realizado no Parque da Jaqueira, no bairro das Graças, com o lançamento do CD “Cantando a Cidadania no Trânsito”.

O CD contém sete faixas com músicas interpretadas pelo cantores Luciano Magno, André Rio, Cristina Amaral, Geraldinho Lins, Nena Queiroga, e participação do rapper Zé Brown, com conteúdo temático ensinando cidadania e estimulando o comportamento seguro no trânsito para crianças e adolescentes, o qual servirá de instrumento de trabalho dos professores em sala de aula. A programação também contou com o Teatro de fantoches da Turma do Fom Fom, manipulados pelos próprios arte-educadores, cada um com seu personagem, onde foram feitas esquetes interagindo com as crianças presentes, de hora em hora, além de contação de histórias e oficinas com desenhos.

A próxima ação do Movimento Maio Amarelo será no realizada na próxima sexta-feira (4), em parceria com o aplicativo 99 Táxi, com uma blitz educativa voltada para o uso do cinto de segurança no banco de trás. Os cinco mil motoristas da plataforma de transporte receberão um kit contendo: capa para o encosto de cabeça com frase alertando a necessidade do uso do cinto de segurança no banco de trás; carta do Detran alertando para os perigos pelo não uso do cinto e qual a infração que está sendo cometida; e fitinhas amarelas para colocar no retrovisor do carro, em adesão à Campanha de conscientização; kit com água para os passageiros, saco de lixo automotivo e outros. Ainda com App99, acontecerá um ciclo de palestras com meta de atingir cerca de 2.000 motoristas cadastrados no aplicativo, ao longo de todo o ano.

As palestras terão inicio na próxima terça-feira (8), na sede da 99 Táxi, com turmas de 30 alunos, manhã e tarde. O tema abordado será “Segurança no Trânsito e Direção defensiva”, com duração de uma hora e meia, ministrada por um analista de trânsito do Detran-PE. Ao final, eles receberão uma certificação do Detran contendo a foto do motorista, que deverá ser plastificada e colocada no veículo. Durante todo o mês de maio, serão realizadas mais de cem ações, já programadas em parceria com órgãos e empresas.

Leia também:
Inspeção para troca de propriedade do veículo agora pode ser feita por empresas em Pernambuco
Habilitação da primeira motorista de Pernambuco é destaque de novo memorial do Detran

Segundo o diretor presidente do Detran-PE, Charles Ribeiro, até o final do mês, a educação de trânsito do órgão, coordenada por Luciana Carvalho, estará promovendo atividades para estimular o cidadão a refletir sobre as responsabilidades e os riscos ao transitar por vias urbanas, seja como motorista, pedestre, ciclista e motociclista.

Energia elétrica

Energia elétricaFoto: Reprodução

Com a entrada no mês de maio, os consumidores sentirão um aumento nas contas de luz. A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) mudou a bandeira tarifária de verde para amarela.

valor cobrado com a alteração será de R$ 1 a cada 100 kilowatt hora (kWh) consumidos. Segundo a Aneel, a mudança ocorre em razão do final do período chuvoso.

Leia também:
Aneel define bandeira amarela para a energia em maio
Com privatização da Eletrobras, deputados temem energia mais cara 

Com o início do período seco, cai o volume de chuva sobre os reservatórios das principais usinas hidrelétricas geradoras do país. Com isso, há a necessidade de se fazer uso da energiaproduzida pelas usinas termelétricas, que têm maior custo de produção.

Composto pelas cores verde, amarela e vermelha (patamar 1 e 2), o sistema de bandeiras foi criado, de acordo com a Aneel, para sinalizar aos consumidores os custos reais da geração de energia elétrica.

Com a adoção da bandeira amarela, a Aneel aconselha os consumidores a adotar hábitos que contribuam para a economia de energia, como tomar banhos mais curtos utilizando o chuveiro elétrico, não deixar a porta da geladeira aberta e não deixar portas e janelas abertas em ambientes com ar-condicionado.

Plenário do Supremo Tribunal Federal

Plenário do Supremo Tribunal FederalFoto: Carlos Moura/SCO/STF

Supremo Tribunal Federal (STF) retoma nesta quarta-feira (2) o julgamento sobre a restrição ao foro por prorrogativa de função, conhecido como foro privilegiado, para deputados e senadores. Até o momento, há maioria de oito votos a favor, portanto faltam as manifestações de três ministros.

No entendimento dos favoráveis, os parlamentares só podem responder a um processo na Corte se as infrações penais ocorreram em razão da função e cometidas durante o mandato. Caso contrário, os processos deverão ser remetidos para a primeira instância da Justiça.

Leia também:
STF decide nesta semana sobre fim do foro privilegiado a parlamentares
Foro privilegiado deve cair, diz Gilmar Mendes

julgamento começou no dia 31 de maio de 2017 e foi interrompido por dois pedidos de vista dos ministros Alexandre de Moraes e Dias Tóffoli, que será o próximo a votar. O relator, Luís Roberto Barroso, votou a favor da restrição ao foro e foi acompanhado pelos ministros Marco Aurélio, Rosa Weber, Cármen Lúcia, Edson Fachin, Luiz Fux e Celso de Mello. Faltam os votos de Toffoli, Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski.

De acordo com o voto de Barroso, o foro por prerrogativa dos deputados, previsto no Artigo 53 da Constituição, deve ser aplicado somente aos crimes cometidos durante o exercício do cargo e relacionados às funções desempenhadas. O voto do ministro também prevê que o processo continuará na Corte se o parlamentar renunciar ou para assumir um cargo no governo após ser intimado para apresentar alegações finais.

Banco do Brasil de Sertânia (Foto: Reprodução/Google Street View)
O anuncio foi dado no programa institucional da Prefeitura de Sertânia, que vai ao ar na Rádio Sertânia FM, que o Banco do Brasil desativado desde o dia 7 de novembro de 2016, quando foi alvo de criminosas, volta a funcionar no município na próxima quinta-feira 03/05, com movimentação financeira.

Relembre o caso

Na madrugada de (07) de novembro de 2016 a agência do Banco do Brasil em Sertânia foi alvo de uma tentativa de assalto, quando um grupo de criminosos tentou explodir o cofre com dinamite, mas sem sucesso na investida.

Começaram nesta segunda-feira (30) as inscrições para o concurso para a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa).

O edital prevê 63 vagas para cargos de nível médio, técnico e superior em todo o Estado. As inscrições podem ser feitas até o dia 4 de junho através do site fgvprojetos.fgv.br/concursos/compesa2018.

As taxas de inscrição para o concurso da Compesa variam entre R$ 69,00 e R$ 89,00. Os salários vão de R$ 1.442,36 a R$ 6.743,28, de acordo com as vagas pretendidas.

Vagas e salários

Podem concorrer às 15 vagas de analista de saneamento, com salários de R$ 6.743,28, os engenheiros, cartográfico, eletrônico, químico, civil e eletrônico. Para às 9 vagas de analista de gestão, com salários de R$ 6.107,67, podem concorrer os administradores com habilitação em gestão de pessoas, analistas de tecnologia da informação, enfermeiros do trabalho.

No nível técnico, podem concorrer às 11 vagas de assistentes de saneamento e gestão, podem concorrer técnico em contabilidade e os técnicos operacionais com habilitação em desenho técnico, topografia, mecânica e edificações. Os salários são de R$ 2.108,48.

Já para concorrer às 28 vagas de nível médio, com salários de 1.442,36, é preciso ter experiência em assistência de gestão e serviços comerciais

De acordo com o edital do concurso da Compesa, o candidato poderá realizar inscrição para vagas diferentes, desde que os turnos de prova sejam distintos. A as provas para nível superior está prevista para o dia 22 de julho, das 8h às 12h. As provas para os níveis médio e técnico serão aplicadas no mesmo dia, das 14h30 às 18h30.

Um prédio de 24 andares desabou durante um incêndio no Largo do Paissandu, na região da República, Centro de São Paulo, na madrugada desta terça-feira (1). O incêndio começou no 5º andar e se espalhou rapidamente.

O incêndio começou por volta das 1h30. No prédio funcionou uma repartição pública, que já estava desativada. Sem uso, atualmente abrigava uma ocupação irregular. Segundo a Defesa Civil, cerca de 50 famílias viviam no local.

O coronel Max Mena, do Corpo de Bombeiros, contou que o homem que caiu quando o prédio desabou já estava com equipamento de segurança. Ele não foi mais localizado. Os bombeiros chegaram a dizer que ainda que havia possibilidade de que três pessoas estivessem desaparecidas, mas não foi divulgado um balanço oficial.

Durante a madrugada, os bombeiros chegaram a afirmar que o homem que caiu era considerado morto, mas pela manhã esclareceram que buscas serão feitas. “A experiência diz não é fácil encontrar alguém com vida”, comentou o capitão Marcos Palumbo, porta-voz do Corpo de Bombeiros em São Paulo.

O Corpo de Bombeiros faz um mapeamento da área para iniciar a retirada dos escombros. Segundo o tenente André Elias, o segundo prédio atingido pelo fogo não corre risco de desabamento e todos os moradores já foram retirados do local.