Júnior Cavalcanti

Para este ano, o desafio  será subir para os 95% o  percentual de vacinação contra pólio no Estado

Para este ano, o desafio será subir para os 95% o percentual de vacinação contra pólio no EstadoFoto: Bruno Campos/Arquivo Folha

A coordenação estadual do Programa Nacional de Imunização(PNI) solicitou uma revisão dos bancos de dados da imunizaçãode poliomielite de 2018 e indicou que os municípios que estão com baixo percentual de vacinação para a doença façam uma busca ativa de crianças que podem estar sem a proteção. As medidas foram tomadas depois que um relatório do Ministério da Saúde (MS) apontou nacionalmente que várias cidades estariam aquém da meta de imunização, que é de 95%, no ano passado, o que representaria risco de reintrodução da enfermidade no Brasil.

Em Pernambuco, cinco municípios foram elencados com índice abaixo de 50%: Cortês e Palmares, na Mata Sul; Frei Miguelinho e Correntes, no Agreste; e Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana do Recife. Segundo essas prefeituras, a má avaliação é reflexo de desconformidades no sistema de inserção de dados e os percentuais acabaram sendo consolidados sem a real situação das cidades.

“Essas notícias que vêm sendo veiculadas não refletem a realidade da cobertura vacinal do nosso município. O que houve foi uma falha da implantação do Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunização (SI-PNI), que foi comunicado à 3ª Gerência Regional de Saúde e ao Ministério da Saúde. A nossa cobertura hoje é superior a 60%, conforme nossos livros de registro”, justificou o secretário de Saúde de Cortês, Pedro Oliveira. Ele confirmou que a busca pela imunização ainda está abaixo do ideal e, por isso, está reforçando com as mães a atualização do cartão, não descartando a realização de uma busca ativa nas comunidades.

Em Jaboatão, a superintendente de Vigilância em Saúde, Vânia Freitas, também relatou problemas na transferência de dados do município para o MS. “A pessoa digita e ele não é cumulativo. Quando você faz a transferência [de dados] de um mês para outros e, porventura, deixou de digitar alguma coisa no mês anterior, ele não entra no mês posterior. Não entra no sistema de informação do ministério, o que acaba gerando problema de registro”, comentou. Vânia informou que a cidade já começou a revisar os registros depólio dos seis primeiros meses de 2018, a convocar os pais de crianças na faixa alvo da imunização e levará a imunização para as creches nos próximos dias.

Em Correntes, a secretária de saúde Maria Lúcia Santos também reclamou da forma de alimentação do sistema e informou que mais de 90% do grupo alvo foi vacinado em 2017. Já o secretário de Saúde de Frei Miguelinho, José Luiz, contabilizou que a imunização de pólio na cidade foi superior a 100%. “Passamos o dia trabalhando nesses dados. Fizemos uma revisão nos cartões de vacina um a um. constatamos apenas falha no sistema de informação. Tínhamos 133 crianças nessa faixa da vacina e conseguimos vacinar 149 crianças, porque, às vezes, vem alguém de outro município”, justificou.

A coordenadora estadual do PNI, Ana Catarina de Melo, comentou que os dados de vacinação de 2017 já não podem mais ser inseridos. “Todos os municípios do Estado foram comunicados desde dezembro que o sistema de 2017 finalizaria em 30 de abril [de 2018]. O ano de 2017, que é essa base de análise que o MS fez, não tem mais como ser ajustado. Todo mundo sabe que a vacina é feita mensalmente e os registros devem ser mensais. O município tem até o 5ª dia útil seguinte para lançar no sistema. Mesmo assim, acreditamos que há sim falha no registro, ou seja, criança com vacina, mas sem registro”, enfatizou.

Em 2017, o percentual de vacinação de pólio no Estado foi de 82%. Para este ano, o desafio será subir para os 95% ou mais, principalmente com este alerta dado pelos números passados. Uma campanha nacional será deflagrada de 6 a 24 de agosto, com o “Dia D” no dia 18.

O Ministério da Saúde esclareceu que estados e municípios devem manter o SI-PNI devidamente atualizado para que a pasta tenha a real situação das coberturas das vacinas. Caso haja divergência nos dados, disse, cabe aos gestores locais informar ao Ministério da Saúde para a correção de possíveis erros.

Os estabelecimentos da Região Metropolitana do Recife funcionarão em esquema especial durante o jogo da Seleção Brasileira

Os estabelecimentos da Região Metropolitana do Recife funcionarão em esquema especial durante o jogo da Seleção BrasileiraFoto: AFP | Arte: Folha de Pernambuco

seleção brasileira enfrentará a Bélgica pelas quartas de final da Copa do Mundo nesta sexta-feira (06) às 15h. Em função do jogo, diversos estabelecimentos comerciais, shoppings centers e repartições públicas terão seu funcionamento afetado. Confira abaixo o que abre e fecha nesta sexta.

Leia também:
Confira locais para assistir ao jogo entre Brasil e Bélgica
Suécia vence Suíça e vai às quartas da Copa do Mundo

Bancos
Os bancos funcionarão das 9h às 13h.

Comércio de Rua
As lojas na área central do Recife receberam orientação da Câmara de Dirigentes Lojistas e do Sindilojas para fecharem 30 minutos antes da partida e retomarem as atividades 30 minutos após o fim do jogo.

Shopping Recife
As lojas podem fechar 30 minutos antes do início do jogo e é obrigatório retornarem suas atividades 30 minutos após o jogo.

Shopping Tacaruna
As lojas podem fechar 30 minutos antes do início do jogo e retornarem suas atividades 30 minutos após o término do jogo. Praça de alimentação fechada.

Shopping Guararapes
O Shopping fechará 30 minutos antes do início do jogo e reabrirá 30 minutos após o término do jogo; Cinema funcionará conforme programação.

Shopping Plaza
Encerra todas as suas operações 30 minutos antes do jogo e retorna suas atividades 30 minutos após o término do jogo.

RioMar Shopping
As lojas fecham 30 minutos antes do início do jogo e retornam 30 minutos após o término do jogo; praça de alimentação funcionará normalmente; cinema conforme programação.

Shopping Boa Vista
As lojas podem fechar 30 minutos antes do início do jogo e retornar 30 minutos após o término do jogo; Praça de alimentação funcionará normalmente; cinema, conforme programação.

Paço Alfândega
As lojas podem fechar 30 minutos antes do início do jogo e retornar 30 minutos após o término do jogo. Praça de Alimentação funcionará normalmente. Haverá transmissão ao vivo do jogo na praça central.

Paulista North Way Shopping
As lojas fecham 30 minutos antes do início do jogo e retornam 30 minutos após o término do jogo. As lojas que quiserem podem atender os clientes que estejam dentro do shopping durante este horário.

Shopping Costa Dourada
As lojas fecham 30 minutos antes do início do jogo e retornam 30 minutos após o término do jogo. Praça de Alimentação funcionará normalmente; cinema, conforme programação.

Patteo Olinda Shopping
As lojas fecham 30 minutos antes do início do jogo e retornam 30 minutos após o término do jogo.

Camará Shopping
As lojas fecham 30 minutos antes do início do jogo e retornam 30 minutos após o término do jogo; Praça de alimentação fechada no horário do jogo; cinema, conforme programação.

Museu da Cidade do Recife
O museu localizado no Forte das Cinco Pontas, no bairro de São José, área central da cidade, funcionará em horário especial, das 9h às 12h. A exposição em cartaz, “Cinco Pontas”, reúne achados arqueológicos e documentos sobre a importância da edificação em diversos momentos históricos da capital pernambucana. A entrada é gratuita.

Detran-PE
Todas as unidades do Detran em Pernambuco, bem como a sede, o Ciretrans e a Unidade de Táxi (Duat), funcionarão até as 13h.

Ciro Gomes

                                               Ciro Gomes Foto: Divulgação

Pré-candidato à Presidência da República, o ex-governador Ciro Gomes (PDT-CE) chamou nesta quarta-feira (4) o presidente Michel Temer de quadrilheiro e foi vaiado por empresários ao dizer que vai rediscutir a reforma trabalhista. A industriais de todo o país reunidos em evento da CNI (Confederação Nacional da Indústria), Ciro disse não ter poder para revogar a reforma trabalhista, mas que seu compromisso é retomar a discussão. Ele chamou a mudança na legislação feita pelo Congresso de “selvageria” e disse estar do lado dos trabalhadores.

“Meu compromisso com as centrais sindicais é botar esta bola de volta para o meio de campo.” Neste momento, foi vaiado. “Pois é, vai ser assim mesmo. Se quiserem presidente fraco, escolham um desses aí que vêm com conversa fiada para vocês”, reagiu Ciro à plateia. “Confiança não é simpatia. Confiança é não mentir”, disse o pré-candidato, que ao final do encontro, pediu desculpas por qualquer “veemência”, mas afirmou aos jornalistas não ter se sentido agredido.

Em entrevista após o evento, ao ser questionado sobre o episódio, se mostrou desconfortável. Quando comparada a reação da plateia à fala dele e à de seu adversário Jair Bolsonaro (PSL-RJ), que foi aplaudido diversas vezes, disse que são “sinais dos tempos”. O presidenciável demonstrou incômodo com a insistência dos repórteres neste assunto e em perguntas que abordavam seu temperamento. “Escrevam o que vocês quiserem. Já estou acostumado”, afirmou, indagando a uma das jornalistas quem era o dono do veículo para o qual ela trabalha.

Críticas aos poderes
Antes do momento mais acalorado da palestra, o presidenciável disse que, eleito, quer promover reformas nos seis primeiros meses de governo. Sobre a reforma da Previdência, ele voltou a propor consulta popular. “Não vamos sair do atoleiro sem um amplo diálogo. […] Não estamos virando o jogo. Estamos afundando estrategicamente como nação”, afirmou Ciro, que disse que pretende agir “pesadamente” em questões de juros e taxa de câmbio e defendeu subsídios agrícolas.

No campo político, Ciro disse que o poder político de Brasília está desmoralizado e que parte do Congresso é vista como corrupta. “No Executivo nem se fala. Na minha opinião, há um quadrilheiro na Presidência da República”, disse o ex-governador. Ciro Gomes criticou também o Judiciário, que, para ele, extrapola suas funções. “A quem serve uma democracia onde um presidente da República nomeia um ministro e um ministro do Supremo Tribunal Federal, exorbitando frontalmente a Constituição, por liminar, proíbe este ministro de tomar posse? O Judiciário brasileiro precisa voltar para o seu quadrado. O Ministério Público brasileiro precisa voltar para o seu quadrado”, afirmou Ciro, sendo aplaudido pelos empresários.

Por duas vezes, recentemente, a Justiça impediu ministros de tomar posse. Em 2016, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi impedido de assumir um ministério quando nomeado pela então presidente Dilma Rousseff. No início deste ano, no governo Temer, a deputada Cristiane Brasil (PTB-RJ) não conseguiu assumir o Ministério do Trabalho.

Questionado sobre essa colocação, Ciro disse em entrevista que não mudaria o critério de escolha ou número de ministros do STF e voltou a fazer críticas.
“O colapso do poder político democrático pela desmoralização da Presidência da República, pela desmoralização da maioria do Congresso, tem permitido essa intrusão completamente descabida”, afirmou o presidenciável. “Esta anarquia já passou do limite.”

A presidente do PT, Gleisi Hoffmann (PR), divulgou nota nesta quarta (4) em protesto contra a decisão da CNI de não convidar um representante petista para a sabatina com pré-candidatos ao Planalto. “Ao excluir um representante do ex-presidente Lula, a CNI deixa de conhecer as ideias e propostas de quem reúne as melhores condições de pacificar o país e retomar o caminho do desenvolvimento”, diz o texto.

Preso em Curitiba desde abril, Lula deve ficar inelegível pela Lei da Ficha Limpa e o PT terá que indicar um nome para substitui-lo nas urnas. Até lá, porém, insistirá que o ex-presidente é candidato e reivindicará que um representante dele participe das sabatinas e debates.

O médico Denirson Paes e a esposa, Jussara Paes

                                        Foto: Reprodução/Facebook

corpo do médico cardiologista e advogado Denirson Paes da Silva, de 54 anos, foi encontrado esquartejado e carbonizado dentro de uma cacimba na casa onde morava, no condomínio Torquato Castro, na Estrada de Aldeia, em Camaragibe, Região Metropolitana do Recife, na tarde desta quarta-feira (4). A esposa, a farmacêutica Jussara Paes, e um filho do casal de 23 anos foram levados para prestar depoimento na Delegacia de Camaragibe no início da noite desta quarta e autuados em flagrante por ocultação de cadáver. A delegada Carmem Lúcia está encarregada do caso.

Segundo nota da Polícia Civil de Pernambuco divulgada no início da noite, a esposa do médico havia registrado um Boletim de Ocorrência, no último dia 20 de junho, sobre o desaparecimento do médico, alegando que a vítima teria viajado para fora do País e não retornado. “Durante as investigações, a delegada desconfiou da participação da mulher e de um dos filhos do casal, de 23 anos, no desaparecimento do médico e solicitou um mandado de Busca e Apreensão na residência da família”, informou a nota da Polícia.

Durante toda a tarde desta quarta, equipes da Polícia Militar isolaram o local para que polícia científica, bombeiros e Instituto de Medicina Legal (IML) pudessem atuar nas investigações. Para a retirada do corpo da cacimba, que tem cerca de 25 metros de profundidade e estava seca, foi necessário o auxílio do Corpo de Bombeiros.A ossada foi levada para o Instituto Médico Legal (IML), na área central do Recife, para coleta de material e envio para análise de DNA. Peritos criminais voltaram ao local do crime na noite desta quarta para colher material genético e usar o luminol, um composto orgânico usado para achar vestígios de sangue em cenas de crime. Eles passaram a tarde dentro da casa realizando as investigações.

Peritos passaram a tarde colhendo evidências da morte do médico na casa onde ele morava, em Aldeia

Peritos passaram a tarde colhendo evidências da morte do médico na casa onde ele morava, em Aldeia – Crédito: Cortesia/Whatsapp

Outro filho do casal também foi à delegac, acompanhando a mãe e o irmão. A Polícia Civil informou que falará à imprensa sobre o caso em entrevista coletiva na tarde desta quinta-feira (5), a partir das 15h, no auditório da Sede Operacional da PCPE, no bairro da Boa Vista, no Centro do Recife.

De acordo com moradores, o médico, que se formou pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) em 1989costumava passear com o cachorro diariamente, mas estava desaparecido havia 20 dias. “Ele era um senhor sério que sempre andava pelo condomínio com o cachorro”, contou uma das moradoras. Uma semana antes da localização do corpo, o cão foi encontrado morto.

Carreira
Denirson Paes trabalhava no ambulatório do Pronto-Socorro Cardiológico Universitário de Pernambuco (Procape), no bairro de Santo Amaro, área central do Recife. Segundo um colega de profissão do médico, ele também já trabalhou na emergência do Procape e está na unidade de saúde desde que foi inaugurada, há 11 anos. Anteriormente, a vítima trabalhou no Hospital Universitário Oswaldo Cruz, também em Santo Amaro.

Por meio de nota, o gestor executivo do Procape, Ricardo Lima, lamentou a morte do colega e disse que ele estava de férias e deveria retornar às atividades nesta quinta (5). “Dr. Denirson era profissional responsável, educado, carinhoso com os doentes e com os colegas. Homem simples e cumpridor dos seus deveres. Nunca presenciei alguma queixa relacionada a ele”, disse.

Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe), por meio de nota (confira abaixo), lamentou a morte do médico e ressaltou o profissionalismo da vítima. “Era um ótimo profissional e tinha um excelente conceito junto à categoria médica”, disse o Cremepe.

   Relato de vizinhos

Os moradores ainda contam que a esposa da vítima afirmou que o homem tinha viajado, porém a família dele desconfiou do desaparecimento e acionou a polícia. Ainda segundo moradores, as imagens das câmeras de segurança do condomínio foram solicitadas e não tinham registrado a saída do médico nem dos carros dele. Além disso, ao chegar à casa nesta quarta, a polícia teria encontrado documentos, roupas e mala do médico, mais evidências de que ele não teria viajado.

Ainda segundo os moradores, dois funcionários da casa prestaram depoimento à Polícia. Um deles contou que a esposa da vítima o chamou dias atrás para fechar, com cimento, uma cacimba que já estaria fechada com uma tampa bastante pesada para ser carregada por uma pessoa só. O funcionário teria notado mau cheiro, e a mulher alegou que um gato tinha morrido dentro da cacimba. O segundo funcionário contou à polícia que o médico, pouco antes de desaparecer, tinha explicado a ele que não precisaria mais de seus serviços porque estaria se separando e iria morar no Recife.

Confira a nota de pesar do Cremepe na íntegra:

“É com imenso pesar que o Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe) vem a público informar o trágico falecimento do médico Denirson Paes da Silva, que estava desaparecido há cerca de 20 dias e hoje (04/07) o corpo foi encontrado num condomínio em Aldeia, Camaragibe, Região Metropolitana do Recife. A polícia ainda não sabe o motivo deste bárbaro assassinato.

Denirson Paes da Silva era médico cardiologista (CRM 9516), formado pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e atuou no Pronto Socorro Cardiológico de Pernambuco (Procape). Era um ótimo profissional e tinha um excelente conceito junto à categoria médica.”

Vigilantes que prestam serviço às Gerências Regionais de Saúde (Geres) de Afogados da Ingazeira, Serra Talhada e Arcoverde que são contratados da empresa Mandacaru Vigilância, reclamam que estão entrando para três meses de salários atrasados.

Além disso, são seis sem receber o ticket alimentação. Eles  entraram em estado de greve por tempo indeterminado.

De acordo com relatos de vigilantes, a empresa contratada pela Secretaria de Saúde de Pernambuco pagou um mês de salário e de ticket alimentação.

No entanto não dá nenhum prazo para que sejam quitados os salários e os restantes dos tickets que estão em atraso.

O problema também estaria ocorrendo nas outras Geres do Estado. Além dos vigilantes da saúde, também estariam com salários atrasados merendeiras e porteiros contratados para prestar serviços às Gerências Regionais de Educação (GRE’s).

O Ministério do Trabalho disse que já tem conhecimento do caso, e reconheceu o atraso dos pagamentos.

Também que a empresa foi autuada e a partir daí serão aplicadas as multas.

Além disso, um relatório foi enviado ao MinistérioPúblico, que está preparando uma ação nesse sentido.

A Secretaria Estadual de Saúde informou que está impedida “legalmente” de fazer repasses para a empresa Mandacaru Vigilância, por determinação da Justiça do Trabalho. Um rolo…

O relato é de Anchieta Santos para o blog.

Devido à escolha do dia 4 de agosto para a realização da Convenção Nacional do Partido da República (PR), o deputado federal e presidente estadual do PR, Sebastião Oliveira, decidiu.

Anunciou que vai realizar, em 5 de agosto, dia seguinte ao evento de Brasília, a Convenção Estadual da sigla.

Em Pernambuco, os republicanos vão se reunir, na sede de partido, às 10h.

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) negou, hoje, dois pedidos de exceção de suspeição feitos pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Os recursos solicitavam o afastamento do juiz federal Sérgio Moro da condução do processo de recebimento de propina através de obras em um sítio em Atibaia, e de outro, sobre desvio de recursos através da compra de terreno para a construção do Instituto Lula.

As ações tramitam na 13ª Vara Federal de Curitiba, a primeira instância da Lava Jato, e ainda não tiveram sentença.

A decisão foi unânime. A defesa ainda pode recorrer com o recurso de embargos de declaração. O TRF-4 já havia julgado outros pedidos de suspeição contra Moro, todos negados.

Para embasar o pedido de afastamento do juiz dos processos, a defesa alegou Moro não poderia fazer os julgamentos, devido à sua participação em um evento promovido pelo grupo empresarial Lide, em Nova York, em maio deste ano. O juiz foi palestrante do evento.

O grupo é fundado pelo ex-prefeito de São Paulo João Dória (PSDB). Dória atualmente é presidente licenciado do comitê executivo do grupo. A defesa cita, inclusive, uma fotografia de Moro e Dória, tirada durante um jantar ao longo do evento.

Antes de ser julgada pelo TRF-4, a suspeição já havia passado pelo julgamento do próprio Moro, que rejeitou o pedido. “Não vislumbro motivo para suspeição ou impedimento na realização delas [palestras] para associações ou organizações de empresários, sem que haja qualquer referência concreta aos casos pendentes e especialmente quando o objetivo é tratar do relevante papel do setor privado para redução da corrupção”, disse o juiz na decisão.

Lula cumpre pena determinada pela 13ª Vara Criminal de Curitiba, e confirmada pelo TRF-4, em outro processo, que julgou denúncias de recebimento de propina através da compra e de reformas de um apartamento no Guarujá. O ex-presidente foi condenado a 12 anos e 1 mês, por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Ele está preso na sede da Polícia Federal de Curitiba

A Petrobras anunciou nesta quarta-feira (4) que aumentou em média de 4,4% o chamado gás de cozinha, referente a um botijão de 13 quilos de Gás Liquefeito de Petróleo (GLP).

O novo preço, sem tributos, será de R$ 23,10 na refinaria. No acumulado do ano o GLP 13 Kg acumula queda de 5,2% em relação a dezembro de 2017 informou a estatal. Os novos preços entram em vigor nesta quinta-feira (5).

Pelo levantamento de preços da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), o preço médio do botijão de 13 kg ao consumidor no Brasil é de R$ 68,28, sendo o maior preço de R$ 115,00 e o menor de R$ 50,00.
O gás de cozinha começou a ter reajuste trimestral em janeiro deste ano, “para suavizar os repasses da volatilidade dos preços ocorridos no mercado internacional para o preço doméstico”, disse a Petrobras na época.
Em nota no seu site, a empresa apontou como motivos o ajuste à alta da cotação internacional do GLP, que subiu 22,9% entre março e junho, período em que a desvalorização do real frente ao dólar foi de 16%.

Segundo a Petrobras, o impacto ao consumidor brasileiro seria maior do que o concedido, mas foi diluído pela combinação entre o período de nove meses usado como base para o cálculo do preço, conforme definido na metodologia anunciada em janeiro, e do mecanismo de compensação que permitirá que eventuais diferenças entre os preços praticados ao longo do ano e o preço internacional sejam ajustadas ao longo do ano seguinte conciliando a redução da volatilidade dos preços com os resultados da Petrobras.

Folha PE

Segundo Uchoa Júnior, o pai, parlamentar Guilherme Uchôa, teve um mal estar no domingo e foi socorrido para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Lá, foi sedado e entubado.

Em seguida, Guilherme Uchoa foi trazido de ambulância para o Hospital Português, no Recife. “Passamos dois dias com ele lá. Nesses dois dias, só melhora, as taxas melhorando, evoluindo e a tendência a partir de hoje era diminuir a sedação. E de repente ele teve outra embolia e dessa embolia ele não conseguiu voltar”, explicou em entrevista.

“Infelizmente, perde a gente, a família, os amigos, perdem todos. Painho nunca fez política, ele sempre fez amizade. E hoje todos os políticos e amigos dele estão hoje transtornados”.

Guilherme Uchoa Júnior é pré-candidato a deputado federal pelo PSC. Os dois se filiaram ao partido em março insatisfeitos com o tratamento recebido dentro do PDT, antigo partido. Questionado sobre os rumos políticos, o pré-candidato disse que vai avaliar o cenário. “Vamos parar, pensar nesse momento aí o que é que a gente vai desenhar. No momento, é muita perda, é muita dor, o que a gente se Deus quiser vai vencer”.

Congresso em Foco

O procurador Deltan Dallagnol, coordenador da Operação Lava Jato no Paraná, criticou o ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF), por ter livrado o ex-ministro José Dirceu do uso de tornozeleiras eletrônicas, conforme havia determinado o juiz Sérgio Moro.

“Naturalmente, cautelares voltavam a valer. Agora, Toffoli cancela cautelares de seu ex-chefe”, ironizou Dallagnol no Twitter. Antes de assumir a vaga no Supremo, Toffoli foi advogado do PT e sub-chefe da Casa Civil durante a passagem de Dirceu pela pasta.

Condenado a mais de 30 anos de cadeia por corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa, Dirceu tinha até essa terça-feira (2) para ir à capital paranaense e colocar a tornozeleira. A decisão de Toffoli também derruba as outras cautelares determinadas por Moro, como a entrega do passaporte e a proibição de se comunicar com outros acusados e testemunhas ligadas ao processo.

Para Toffoli, Moro agiu de ofício de maneira indevida, impondo a Dirceu “medidas cautelares diversas da prisão, em claro descumprimento de decisão desta Suprema Corte”.

A decisão de Toffoli foi de ofício, ou seja, sem que a defesa de Dirceu tivesse feito o pedido. O ministro alega que a Segunda Turma do STF, que soltou Dirceu na última sessão antes do recesso do Judiciário, assegurou “a liberdade plena” do petista até a conclusão do julgamento pelo colegiado.

“Considerando que a decisão proferida pela Segunda Turma, por maioria de três votos a um, em nenhum momento restabeleceu a prisão provisória do reclamante, tratando-se, no caso, de prisão-pena, a qual foi suspensa para assegurar a liberdade plena do ora reclamante, em razão da plausibilidade jurídica dos recursos interpostos e, mais ainda, por não subsistir nenhuma esfera de competência do Juízo da 13ª Vara Federal de Curitiba – que sequer foi comunicado da decisão desta Corte –, casso, até posterior deliberação da Segunda Turma, a decisão”, acrescentou o ministro.

Luiz Inácio Lula da Silva

                             Luiz Inácio Lula da Silva Foto: Juca Varella/Agência Brasil

Apesar da apreensão provocada pelo calendário eleitoral, o PTdecidiu manter a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva até o dia 15 de agosto, enterrando publicamente, ao menos até lá, as discussões sobre quem disputará pelo partido, de fato, a Presidência.

Em reunião da executiva nacional, a cúpula petista decidiu fazer mobilização neste dia para registrar a candidatura de Lula, preso em Curitiba desde 7 de abril.

Leia também:
Lula se compara a Tiradentes e diz que será lembrado como o presidente que mais fez pelo Brasil

Ao final do encontro, a presidente nacional do PT, senadoraGleisi Hoffmann, leu uma carta em que o ex-presidente critica o que chamou de manobras do Judiciário.

“Já não há razões para acreditar que terei Justiça”, disse Lula no texto em que diz ver o comportamento de ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) repetir o que se passou no julgamento do juiz federal Sergio Moro e no TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região).

Na carta, Lula cita o ministro Edson Fachin, do STF. O ex-presidente contesta decisão do magistrado de retirar da Segunda Turma e remeter ao plenário o julgamento de seu habeas corpus.

“Tal manobra evitou que a Segunda Turma, cujo posicionamento majoritário contra a prisão antes do trânsito em julgado já era de todos conhecido, concedesse o habeas corpus. Isso ficou demonstrado no julgamento do plenário, em que 4 do 5 ministros da Segunda Turma votaram pela concessão da ordem”, disse na carta.

Cleiton Collins

                                       Cleiton Collins Foto: Divulgação

No último sábado, o governador Paulo Câmara trocou um telefonema com o, então, presidente da Assembleia Legislativa, Guilherme Uchoa. Os dois combinaram de se encontrar no dia seguinte. Haveria um grande encontro, no domingo, na fazenda do parlamentar, em Igarassu. O encontro acabou não acontecendo e aquela foi a última vez que o socialista ouviu Uchoa, que acabou falecendo na manhã de ontem. Por seis vezes consecutivas, ele presidiu a Casa de Joaquim Nabuco. Na vacância do espaço, o 1º vice-presidente, Cleiton Collins, do PP, assumiu interinamente o comando do legislativo e, pelo regimento, deve convocar eleição para o cargo. O volume de votos do PP, partido que tem a maior bancada da Casa com 14 parlamentares, no entanto, passou a ser ressaltado, nas coxias, como variável que lançaria Collins como a “bola da vez”. O detalhe é que os dois deputados do PR, sigla que firmou um bloco, recentemente, com os progressistas, entram nessa conta, somando, em tese, a favor de Cleiton. Nesse cálculo, o total de votos de Cleiton já seria de 16 e ele precisaria de mais nove para ser eleito presidente da Casa. O PP, recentemente, ampliou ainda mais o seu tamanho no Governo do Estado ao passar a comandar a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e o Complexo de Suape. Aos olhos de alguns governistas, esse crescimento não foi visto com bons olhos. Houve quem apontasse o movimento do governo como “rendição” ao PP. A legenda já ocupava algumas diretorias de Suape, além de comandar o Lafepe, o Ipem, o Porto do Recife, a administração de Fernando de Noronha e a Secretaria de Desenvolvimento Social. Ontem, diante da perspectiva de o partido vir a ocupar a presidência do legislativo, parlamentares já advertiam para o risco de a gestão Paulo Câmara ficar ainda mais “refém” do PP, presidido no Estado por Eduardo da Fonte. Ontem, nos corredores da Alepe, já se cogitava antecipar para julho a eleição que, segundo regimento, ocorreria em agosto.

Homenagem e votação extraordinária
Ainda que o recesso parlamentar tenha tido início, havia uma reunião extraordinária convocada por Guilherme Uchoa para as 15h de ontem, como a coluna registrara. Diante da morte do parlamentar, a mesma foi remarcada para as 10h de hoje e deve ter redação final definida amanhã. Os deputados, então, resolveram aliar a votação a uma solene em homenagem a Uchoa.

Executivo > Ainda ontem, um secretário do Governo do Estado definia a referida votação como “importantíssima”. Ela diz respeito a projeto do Poder Executivo que prorroga a contribuição do Fundo Estadual de Equilíbrio Fiscal. Empresas beneficiárias por incentivos de ICMS devem depositar, para o Estado, 10% do benefício.

Eleição > À coluna, Cleiton Collins informou o seguinte: “Vou verificar a fundo o regimento, se antes de cinco meses, seis meses…(se há necessidade de eleição). A gente ainda vai tentar harmonizar ao máximo. A partir de amahã (hoje), vou dar andamento. Quero ouvir os deputados relacionados a esse processo”.

Testemunha 1 > Das últimas coisas irreverentes que o deputado Eriberto Medeiros ouviu de Guilherme Uchoa foi uma declaração, na última quinta-, a um jornalista que quis saber se ele permaneceria no palanque de Paulo Câmara.

Testemunha 2 > O progressista ouviu Uchoa responder: “Só se José Queiroz não for candidato na majoritária. Se ele for na majoritária, eu voto em Armando (Monteiro Neto)”. Eriberto registra que a pergunta foi refeita. “Ele repetiu, no buraco frio, abertamente”, rememora o deputado.

Com Cid > Pré-candidato a deputado federal pelo PDT, Túlio Gadelha vai à mesa, hoje, em Brasília com o presidente nacional da sigla, Carlos Lupi, e com o ex-governador Cid Gomes. A reunião, no diretório nacional do PDT, levará, à pauta, a candidatura dele.

Inaldo Sampaio

                                                           Foto: Colunista

Guilherme Uchoa foi um homem público controverso desde que trocou a magistratura pela política nos anos noventa, mas tinha qualidades que o fizeram ser eleito seis vezes consecutivas para presidir a Assembleia Legislativa de Pernambuco. Ele chegou ao cargo a primeira vez quebrando uma tradição da Casa, que era colocar na presidência um representante do partido que tivesse a maior bancada. Esse partido era o PSB e ele pertencia ao PDT, que tinha apenas três deputados. O PSB abriu mão da presidência em seu favor, graças à providencial ajuda do então governador Eduardo Campos, seu principal cabo eleitoral nesta e nas três reeleições seguintes. Eduardo enxergava nele liderança e capacidade de diálogo com as oposições, conseguindo aprovar com ele na presidência todos os projetos de interesse do seu governo, a maioria dos quais por unanimidade. É certo que uma de suas reeleições foi questionada judicialmente com base em vedação expressa pelo Regimento Interno, mas isso não ofuscou sua liderança na Casa, que o reelegeu mais duas vezes consecutivamente, fazendo dele o presidente mais longevo do parlamento pernambucano nos últimos 50 anos. Se era controverso por um lado, por outro fazia questão de preservar a autonomia do Poder Legislativo e jamais deixou de ser solidário com seus colegas parlamentares, do governo ou da oposição, em qualquer dificuldade em que se encontrassem. Com ele, Eduardo Campos conseguiu tudo o que quis, inclusive colocá-lo num mesmo palanque com Yves Ribeiro, seu histórico adversário em Igarassu durante mais de 30 anos, mas ele jamais foi subserviente ao PSB.

Vai dar Marília
O jornalista Édson Barbosa, que cuidou do “marketing” dos dois governos de Eduardo Campos, arriscou ontem um palpite sobre a eleição de Pernambuco, embora resida na Bahia: “Marília (Arraes) será eleita governadora”. Ele enxerga na neta de Arraes uma série de atributos que não vê em Paulo Câmara nem no senador Armando Monteiro: a capacidade de “sacudir” o Estado.

O herdeiro > O empresário Guilherme Uchoa Júnior (PSC) tinha no pai, falecido ontem, o principal cabo eleitoral de sua campanha por uma cadeira na Câmara Federal. Sem ele, que costurou uma série de acordos no interior e área metropolitana, vai ter que se virar sozinho.

Às lágrimas > O ex-deputado e ex-prefeito de Araripina, Emanuel Bringel (PSDB), que era um dos grandes amigos de Guilherme Uchoa (PSC), chorou copiosamente ontem ao saber da morte dele quando chegava em sua empresa de gipsita para trabalhar.

A frustração > O maior sonho de Guilherme Uchoa era encerrar sua vida pública como prefeito de Igarassu, sua terra, cidade que fazia questão de exaltar em qualquer lugar que se encontrasse.

A concorrência > Aliados de Augusto Coutinho (SD) acreditavam que ele seria o federal do cunhado Mendonça Filho (DEM), que será candidato a senador na chapa encabeçada pelo PTB. Mas o ex-ministro da Educação decidiu apoiar um filho.

O desafio > Bruno Araújo (PSDB) continua tentando convencer o prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, Édson Vieira (PSDB), a apoiar Armando Monteiro (PTB) pra governador. Se conseguir, o senador reunirá o que até hoje parece impossível: o prefeito e o ex-deputado José Augusto Maia (Avante).

Mestre Miro dos Bonecos, que participa da feira

                                 Foto: Ed Machado/Folha de Pernambuco

A 19ª edição da Feira Nacional de Negócios do Artesanato (Fenearte) abre hoje e seguirá até o próximo dia 15, no Centro de Convenções de Olinda. Evento aguardado por todos que gostam de arte e cultura, neste ano a Fenearte conta com doze dias de duração (um a mais que as edições anteriores) e vai expor materiais de mais de cinco mil participantes, em 800 estandes de todos os estados brasileiros e também de outros 22 países. A previsão é de que seram gerados mais de R$ 43 milhões em negócios.

“A feira está linda, recheada de várias linguagens e produtos de gastronomia, arte, dança e música”, adianta Thiago Angelus. Entre as novidades que vão estar expostas na Fenearte, quatro novos países vão trazer produtos para a feira: Itália, Egito, Polinésia Francesa e Países Baixos.

Além de peças feitas por artesãos de Pernambuco e de outros estados, haverá o Salão de Arte Popular Ana Holanda e a Alameda dos Mestres Janete Costa (reunindo 64 artistas pernambucanos que simbolizam a resistência de nossa identidade), com palestra dos mestres convidados Juão de Fibra (GO), que faz objetos trançados com caoim colonião, e Lupércio dos Anjos (MT), que cria e pinta lamparinas artesanais.

Leia também:
Projeto Virtuosi leva música para Belo Jardim, no Agreste pernambucano
Fenearte: governo oferece incentivo para produção de artesãos 
Mestre Salu e seu legado cultural serão celebrados na Fenearte

Entre as atrações musicais, que se apresentam diariamente, à tarde e à noite, pode-se destacar a abertura com o Maracatu Piaba de Ouro (comandado pela família Salustiano) e as apresentações do mestre Galo Preto, Maracatu Porto Rico e Afoxé Alafin Oyó, entre outros. Para as crianças também haverá opções, como o Baú da Camilinha e as histórias africanas Luanda Ruanda.

Colocada no viaduto do Pina, uma estátua imensa de Mestre Salustiano, que está sendo homenageado pela feira, convoca os recifenses e os turistas que circulam pela Zona Sul a comparecerem ao evento, que este ano traz muitas novidades, a começar pela maior facilidade de acesso (uma queixa recorrente em outras edições).

Segundo o coordenador da Fenearte, Thiago Angelus, desta vez os ingressos podem também ser comprados pela internet através do site www.ticketfolia.com, otimizando um tempo que era perdido na fila das bilheterias. A entrada da feira agora está mais larga e o tráfego nos corredores, melhor organizado.

O translado para quem quiser vir de ônibus foi modificado: haverá um serviço de microônibus gratuitos, saindo a cada 15 minutos dos Shoppings Tacaruna e RioMar diretamente para o Centro de Convenções. O pagamento do estacionamento nos shoppings não será progressivo, e o ponto final dos microônibus está localizado bem próximo às bilheterias.

Quem, ainda assim, preferir ir de carro, poderá contar com um estacionamento de 3,5 mil vagas, a um custo fixo de R$ 7,50 (válido das 7h às 0h). Para mais comodidade, a dica é baixar o aplicativo desenvolvido por alunos da rede pública de Pernambuco: ele inclui a localização dos expositores, programação e orientação sobre translado, mapas e palestras, além de possibilitar a compra online de ingressos. O aplicativo já está disponível para download para aparelhos Android, iOS e Windows Phone no endereço m.app.vc/fenearte.

   Opções gastronômicas

Foi construído um mezanino especial, com diversas opções gastronômicas, inclusive mostra de cervejas artesanais pernambucanas. Haverá transmissão ao vivo dos jogos da Copa, e o consagrado Bar de Seu Luna vai vender pratos típicos regionais (entre os quais, seu famoso chambaril).

Uma ampla estrutura de alimentação será montada, com 12 restaurantes distribuídos em uma área de 2.418m², além de estandes, quiosques, foodbikes e foodtrucks comercializando guloseimas (Acarajé da Bahia, China in Box, Burgogui Coreano, Casa da Macaxeira, República dos Pastéis, Rei das Coxinhas de Gravatá, MyBurguer, Manthara, Plim Pizzas e Massas, Casa do Pará, Massa Delas Cone Pizza e Bar da Fava). Na Passarela Fenearte, estudantes de moda e criadores locais vão exibir seus trabalhos para o público, com desfiles às 18h e 19h.

Serviço:
19ª Fenearte
Quando: De 4 a 15 de julho, das 14h às 22h (segunda a sexta-feira); 10h às 22h (sábado e domingo)
Onde: Centro de Convenções de Pernambuco
Quanto: : R$ 10 e R$ 5 (meia-entrada) – Segunda a sexta
R$ 12 e R$ 6 (meia-entrada) – Sábado e domingo
Pontos de venda de ingressos: shoppings Tacaruna, RioMar, Boa Vista, Recife, Guararapes; Centro de Artesanato de PE e bilheterias do evento
Venda online: www.ticketfolia.com

Se forem considerados culpados, torcedores poderão receber multas ou serem proibidos de  retornar ao país

                                                          Foto: divulgação

O Ministério do Interior da Rússia acatou a carta denúncia da ativista feminista russa Alyona Popova e abriu um inquérito formal para investigar o grupo de brasileiros que constrangeu uma mulher daquele país em Moscou, num vídeo divulgado na internet. O ex-secretário de Turismo do município de Ipojuca e advogado Diego Jatobá é um dos protagonistas do vídeo.

Segundo o jornal O Estado de S.Paulo, em carta enviada ao governo, a ativista reivindicou que os estrangeiros se desculpassem publicamente “diante do sexismo, da falta de respeito às leis da Federação Russa, o desrespeito por um cidadão russo, insultos, humilhação da honra e dignidade de um grupo de pessoas com base em seu gênero.“ Se forem considerados culpados, os brasileiros poderão receber multas e serem proibidos de voltar a entrar em território russo.

Nessa terça (3) no Recife, um grupo de advogadas feministas do Estado protocolou uma representação contra Jatobá na Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Pernambuco (OAB-PE). De acordo com o documento, o ex-secretário “insultou todo o País ao participar de agressão machista contra mulher russa, ao referir-se à cor de sua genitália, aproveitando-se de que ela não compreendia a língua portuguesa. O fato objetifica a mulher e constitui assédio moral, naturalizado a violência de gênero num País em que uma mulher é estuprada a cada uma hora e meia”.

Para advogada Liana Cirne, uma das representantes que assinaram o documento, o caso de assédio na Rússia, que viralizou na internet, se tornou um episódio emblemático e que serviu para que a objetificação da mulher não fosse algo naturalizado. “O caso é emblemático porque ele mostra uma reação firme da sociedade civil em relação à violência de gênero. Esse tipo de agressão moral e verbal que intimida e objetifica a mulher, é muito comum no Brasil. Essa firme reação demonstra que estamos caminhando para uma mudança cultural”, declarou Liana. Claro, que ainda há muito que ser pleiteado na busca pela igualdade de gênero e o respeito à mulher, segundo a advogada. “Por isso a necessidade de cobrar aos advogados que mantenham sua postura conforme código de ética, não apenas no ambiente profissional, mas fora dele. Entendemos que esse código foi violado e entramos com a representação”, completou.

Leia também:
Rússia minimiza episódios de briga e assédio na Copa 
Ministro do Turismo releva caso de assédio na Rússia
Brasileiros fazem vídeo com russa com cenas de machismo e misoginia 

No dia 18 de junho, após emitir nota de repúdio, a OAB-PE informou, através da Comissão da Mulher Advogada, que o advogado Diego Jatobá seria investigado pelo Tribunal de Ética da Ordem. O processo já está em trâmite, mas corre em sigilo. O assédio, protagonizado também pelo tenente Eduardo Nunes, da Polícia Militar de Santa Catarina, o engenheiro civil piauiense Luciano Gil Mendes Coelho, e o estudante Wallace Padro, ganhou repercussão mundial.

Suspeito de estuprar duas mulheres em banheiro de bar em Belo Jardim

                                                         Foto: Divulgação/Polícia Civil

Polícia Civil de Pernambuco prendeu o suspeito de estuprarduas mulheres no banheiro de um bar e restaurante em Belo Jardim, no Agreste de Pernambuco. O crime aconteceu no dia 5 de maio deste ano. Imagens de José Natalino da Silva, de 33 anos, foram divulgadas pela polícia no dia 9 de maio.

suspeito é foragido e chegou a ser preso em 2003 no Centro de Ressocialização do Agreste, acusado de estupro e atentado violento ao pudor. Ele também responde por homicídio e rouboem São Paulo.

As informações sobre a prisão do criminoso serão divulgadas durante coletiva de imprensa nesta quarta (4) no auditório da Diretoria Integrada do Interior 1 (Dinter 1), na BR-104, em Caruaru.

Relembre o caso
Segundo a polícia, por volta da 1h30 do dia 5 de maio, as duas jovens foram ao banheiro feminino do bar, onde, em seguida,José Natalino entrou armado com um facão.

Imagens de câmeras de segurança do estabelecimento mostram o suspeito nas portas que dão acesso ao banheiro feminino e masculino antes do crime, vestido com um casaco preto. O suspeito foi reconhecido pelas vítimas e qualificado pela equipe da Delegacia de Belo Jardim, chefiada pelo delegado João Carlos Azevedo.

Peça conseguiu bater meta inicial apenas 30h após abrir página de financiamento

                                             Foto: Reprodução / Facebook

Um dia após ter aberto uma página de financiamento coletivo, o grupo que está organizando por conta própria a vinda da peça “O Evangelho segundo Jesus, a Rainha do Céu” para Garanhuns canta vitória: já conseguiram arrecadar mais do que os R$ 6 mil inicialmente pretendidos.

“É a resposta do povo a essa decisão arbitrária do prefeito e do governo de Pernambuco”, comemora o ator Joesile Cordeiro, um dos 50 membros do grupo responsável pela ação. No Facebook, o evento que divulga o movimento já congrega cerca de dois mil integrantes.”Queremos desconstruir a versão da mídia de Garanhuns de que a população não quer que a peça aconteça. Esse recorte que eles apontam não representa o que está realmente acontecendo aqui”, denuncia.

Leia também:
Artistas se mobilizam para manter peça que foi censurada no Festival de Garanhuns
Após polêmica, Governo retira do FIG peça com Jesus travesti
Prefeito de Garanhuns tenta impedir peça com Jesus travesti no FIG
Festival de Inverno de Garanhuns celebra a liberdade

As contribuições vieram de 112 pessoas oriundas de onze estados brasileiros diferentes (inclusive de lugares geograficamente distantes do Agreste pernambucano, como Amazonas, Tocantins e Rio Grande do Sul). Agora que a meta inicial foi batida e já está garantido um valor para translado, hospedagem e alimentação da equipe cênica, a página vai continuar aberta durante os oito dias previstos.

“A atriz e sua equipe tinham se oferecido para vir de graça, por entender que esta era uma questão política essencial. Mas é mais que merecido que recebam um cachê. Além disso, há custos extras em relação à apresentação”, adianta Joesile.

Segundo ele, o espetáculo não precisa de muitos recursos cenográficos, mas será necessário contratar serviços de logística e de segurança, já que a peça tem sido alvo de inúmeras expressões de intolerância. “Estamos printando e guardando ameaças que vêm sendo proferidas nas redes sociais, para tomar providências legais se for necessário”, destaca. Alguns exemplos podem ser vistos na galeria desta matéria, e contêm palavras de baixo calão e de transfobia.

O grupo vem realizando visitas técnicas a vários espaços em Garanhuns, mas por enquanto prefere não divulgar onde o evento vai acontecer por temer retaliações. “O movimento tem sido muito bonito. Algumas pessoas chegaram a oferecer suas próprias casas para sediar o evento, mas a ideia é encontrar um local mais amplo, até porque a demanda será grande”, adianta.

Joesile contou à reportagem da Folha de Pernambuco que o clima na cidade está delicado. “Quando o prefeito Izaías Régis se posicionou de forma tão veemente contra o espetáculo, terminou direcionando por tabela as pessoas a aderirem a um discurso de ódio que distorce tudo aquilo a que a peça se propõe”, afirma.

“Estamos lutando para sermos consideradas seres humanos, e vejo com muita felicidade essa movimentação dos artistas. Queria que esse movimento tivesse um grande alcance nacional, porque a gente não pode deixar que esse tipo de censura volte ao Brasil”, disse a estrela da peça, a atriz transexual Renata Carvalho. 

Paralelamente à movimentação, artistas vêm se mobilizando para definir que posição devem tomar em relação ao que consideram um ato de censura. Alguns devem protestar, outros pregam o boicote. Nesta terça-feira (3), o ator Cláudio Ferrário utilizou as redes sociais para anunciar que “como cidadão e artista, diante da censura, da truculência, do conservadorismo e da misoginia” do governo estadual, resolveu desistir de participar da leitura do romance “Bernarda Soledade”, de Raimundo Carrero.

“Como aceitar que um espetáculo licitado e aprovado para participar de um festival seja, simplesmente, retirado de cena por conta de arroubos de falsos censores da moralidade?”, indaga Cláudio, para quem “ir a Garanhuns seria compactuar com tudo isso”.

Já o também ator Rodrigo Dourado é contra a ideia do boicote. “Boicote pela metade não é boicote, é ‘limpeza’. Imagina se nós, de teatro, abandonarmos a programação. Imagina se os artistas LGBTs do festival abandonarem a mostra. Que alegria seria para as mesmas pessoas que censuraram o ‘Evangelho’ ter um FIG higienizado, sem teatro e sem LGBTs”, critica.

Entenda o caso

A polêmica envolvendo a peça teatral começou na última sexta-feira (29), um dia após a Secretaria Estadual de Cultura anunciar a programação do 28º Festival de Inverno de Garanhuns (cujo tema este ano, por ironia, é a liberdade). Após uma quebra de braço com o secretário Marcelino Granja, que queria manter o espetáculo, o prefeito Izaías Régis, alegando questões religiosas, proibiu que o Centro Cultural do município fosse utilizado na apresentação.

No sábado (30), por pressão do deputado federal Pastor Eurico (ligado à Assembleia de Deus), o governador Paulo Câmara voltou atrás e cancelou a peça, dividindo opiniões e levando os artistas a se organizarem para combater a decisão, arrecadando verba para trazer a peça de forma independente através do link www.catarse.me/rainhajesus

A peça “O Evangelho segundo Jesus, Rainha do Céu” é estrelada pela atriz transexual Renata Carvalho, que faz uma releitura de Jesuscomo se ele vivesse nos dias atuais como uma travesti. O espetáculo foi impedido de ser apresentado anteriormente – duas vezes por ordem judicial, em Jundiaí (SP) e em Salvador (BA), e uma por ordem do pastor e prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, que da mesma forma que o prefeito de Garanhuns proibiu o uso de um espaço cênico municipal.

Edifício da Eletrobras

                                            Edifício da Eletrobras Foto: Divulgação

Câmara dos Deputados aprovou na noite nesta terça-feira (3) a urgência do projeto de lei que viabiliza a venda das distribuidoras da Eletrobras. Com isso, o texto poderá ser votado na nesta quarta-feira (4), para quando está prevista a próxima sessão.

votação da urgência, aprovada por 226 votos, desagradou a oposição, que considerou a articulação uma manobra. Isso porque o requerimento se baseou no artigo 154 do regimento da Câmara, que exige apenas maioria simples dos presentes para ser aprovado. O requerimento inicial, baseado no artigo 155, precisaria de maioria qualificada (257 votos favoráveis) para ser aprovada, explica o analista político Leandro Gabiati.

Leia também:
Eletrobras dá mais prazo para venda de distribuidoras

projeto de lei é visto como um passo essencial para a venda das distribuidoras da Eletrobras, pois permite que a dívida bilionária das empresas seja transferida à conta de luz do consumidor, o que viabilizaria a atração de investidores.

Sem isso, a previsão é ainda mais problemática, segundo analistas do setor elétrico, pois o plano B da Eletrobras caso não consiga vender as empresas é liquidá-las. Essa saída provoca dúvida quanto à continuidade do serviço, além de gerar o risco de uma demissão em massa de funcionários e a transferência dos débitos bilionários para a controladora.

leilão das empresas, no entanto, sofre com outro entrave: a recente decisão do STF que impede a privatização de empresas ou suas subsidiárias sem a aprovação prévia do Legislativo confere enorme insegurança jurídica ao certame, previsto para ocorrer no dia 26 de julho.

Além de resolver a venda das distribuidoras, o projeto de lei poderá receber uma emenda, contendo a solução para um dos maiores problemas do setor elétrico: o risco hidrológico, que já gera um rombo de R$ 6 bilhões não pagos por geradores hidrelétricos protegidos por liminares.

O governo resiste em incluir o tema no PL, com receio de que trave a aprovação na Câmara, mas deputados e representantes do setor elétrico pressionam para a inclusão da solução no projeto.

Entenda
A Eletrobras vai vender seis distribuidoras, que operam no Amazonas, Acre, Roraima, Rondônia, Alagoas e Piauí. O processo, porém, depende de aprovação do Congresso e está sendo questionado por ações dos estados no STF (Supremo Tribunal Federal).

As empresas foram transferidas à estatal após o processo de privatização do setor, nos anos 1990, e vêm registrando prejuízos recorrentes. O governo alega que a iniciativa privada pode aumentar a eficiência das operações.

As distribuidoras serão vendidas pelo valor simbólico de R$ 50 mil, além do compromisso com investimentos na melhoria do serviço prestado. Para limpar o balanço das empresas, a Eletrobras assumiu cerca de R$ 11 bilhões em dívidas.

Sérgio Leite assumirá mandato com a lacuna deixada com morte de Guilherme Uchôa

Com morte do presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco, deputado Guilherme Uchoa (PSC), assume o comando da casa em forma de exercício, o primeiro vice-presidente, pastor Cleiton Collins (PP).

O nome dele ainda não foi confirmado, no entanto, para a presidência. Na sucessão, aparece o segundo vice-presidente o deputado Romário Dias (PSD), partido aliado ao governo do estado.

Já o terceiro suplente Sérgio Leite (PDT)  assume a vaga de Uchoa como deputado na Alepe. Sérgio fazia parte da coligação do PDT na época que Guilherme Uchoa foi eleito. Nesta manhã, a Alepe realizou uma reunião ordinária de abre e fecha, mas não houve expediente na casa.

Guilherme Uchoa faleceu na madrugada desta terça (3), no Hospital Português, no Recife. Vítima de edema pulmonar e parada cardíaca, o deputado estava em seu sexto mandato e ocupava a presidência da casa, também pela sexta vez.

Foto: Sérgio Lima/Poder360

O Juiz Marcelo Bretas condenou o empresário Eike Batista a 30 anos de prisão por corrupção ativa e lavagem de dinheiro na Operação Eficiência, desdobramento da Lava Jato no Rio.

A decisão é da última segunda-feira (2). No mesmo processo, o ex-governador do Rio Sérgio Cabral foi condenado a 22 anos e oito meses.

Eike é acusado de pagar US$ 16,5 milhões a Cabral, o equivalente a R$ 52 milhões, em propina. O pagamento teria sido feito em troca de contratos com o governo estadual.

É a sexta condenação em primeira instância do ex-governador, com a pena superando 120 anos. Também foram condenados nesta ação penal a ex-primeira dama Adriana Ancelmo, o ex-secretário Wilson Carlos, o ex-braço direito de Cabral Carlos Miranda e o braço direito de Eike, Flavio Godinho.

O advogado do empresário, Fernando Martins, informou que esta é a primeira condenação da vida de Eike e que vai recorrer. Ele havia sido preso em janeiro de 2017, após ser considerado foragido.

Em abril do ano passado, o empresário seguiu para prisão domiciliar, beneficiado pelo ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF). De acordo com a condenação desta segunda-feira, o passaporte de Eike deve continuar retido, e ele segue impedido de deixar o Brasil.

Inaldo Sampaio

                                         Inaldo Sampaio Foto: Colunista

O Partido Solidariedade, que é presidido em Pernambuco pelo deputado Augusto Coutinho e tem entre suas estrelas o também deputado Kaio Maniçoba e o prefeito de Olinda, Lupércio Nascimento, reuniu ontem a sua executiva e marcou para o dia 4 de agosto a sua convenção regional. Na ocasião, será decidido se os solidaristas permanecem na Frente Popular ou se engrossam as fileiras da oposição, para onde migraram recentemente o prefeito de Jaboatão dos Guararapes Anderson Ferreira e seu irmão, André, deputado estadual e presidente regional do PSC. A reunião do Solidariedade foi marcada por “um elevado grau de insatisfação” com o governo Paulo Câmara, segundo nota divulgada à imprensa pela assessoria de Augusto Coutinho, porque o governador, “sem diálogo”, não manteve a Secretaria de Habitação sob controle do partido. A pasta era comandada pelo deputado Kaio Maniçoba, que se desincompatibilizou em abril deste ano para concorrer à reeleição. O SD tinha a expectativa de que outro membro do partido seria convidado para substituí-lo. Mas negociações de última hora levaram o governador a chamar de volta para comandá-la o emedebista Bruno Lisboa, ligado ao deputado Jarbas Vasconcelos. Coutinho está mais para sair do que para ficar nas hostes governistas, não por causa da Secretaria de Habitação que foi completamente esvaziada pelo programa “Minha casa, minha vida”, do governo federal, e sim por ser cunhado e amigo-irmão do deputado Mendonça Filho, que será candidato a senador pela Frente das Oposições.

Os prós e os contras
Se depender do prefeito Lupércio (Olinda) e do empresário Toninho Rodrigues, filho do deputado Tony Gel (MDB) e candidato a deputado federal, o SD fica no governo. Já pela vontade de Kaio Maniçoba, irá para a oposição. Kaio, para externar sua insatisfação com o governo, não acompanhou a visita que Paulo Câmara fez a Floresta, sua terra, na semana passada.

Pé na estrada > Jarbas Vasconcelos (MDB) começou a viajar pelo interior a fim de apresentar-se aos eleitores como candidato a senador. A campanha começou pelos mercados públicos do Recife, mas já chegou também ao Agreste e ao Sertão.

Respeito mútuo >
 Embora estejam em campos opostos e disputando uma das duas cadeiras de senador que estarão em jogo em outubro próximo, Jarbas Vasconcelos (MDB) e Mendonça Filho (DEM) não falarão mal um do outro. Além de serem amigos, o 2º foi vice do 1º entre 1999 e 2006.

Chapa 2 > O médico Antonio Jordão vai disputar a presidência do Cremepe nas eleições marcadas para 7 e 8 de agosto. Ele encabeça a chapa da oposição, que vai tentar tirar do poder o grupo que comanda a entidade há 20 anos.

Já é hora > Tadeu Alencar não está sozinho no PSB quando afirma que o partido não pode ficar esperando eternamente por uma resposta do PT sobre se deseja ou não uma aliança entre as duas legendas para as próximas eleições. Outros socialistas estão impacientes e doidos por uma aliança com o PDT para apoiar Ciro Gomes.

Estudantes

                          Estudantes Foto: Arquivo/Agência Brasil

A lista dos candidatos pré-selecionados na primeira chamada do Programa Universidade para Todos (ProUni) do segundo semestre de 2018 foi divulgada nesta segunda-feira (2) pelo Ministério da Educação e já está disponível na página do programa. O prazo para os estudantes comparecerem às instituições de ensino e comprovarem as informações prestadas no momento da inscrição começa nesta segunda e vai até o dia 10 de julho.

A pré-seleção assegura ao candidato apenas a expectativa de direito à bolsa. Aquele que estiver na lista deverá comparecer à instituição de ensino para a qual foi selecionado e apresentar os documentos que comprovem as informações prestadas na ficha de inscrição. A lista com a documentação necessária pode ser consultada na página do ProUni.

candidato deve verificar, na instituição, os horários e o local de comparecimento para a aferição das informações. A perda do prazo ou a não comprovação das informações implicará, automaticamente, a reprovação do candidato. O resultado da segunda chamada será divulgado no dia 16 de julho.

Leia também:
ProUni oferece 174 mil vagas; inscrições começam dia 26
Vestibular do IFPE 2018.2 tem índice de faltas de 18,8%; confira gabarito

ProUni

ProUni oferece bolsas de estudo em instituições privadas de ensino superior. Ao todo, neste processo seletivo, serão ofertadas 174.289 vagas, sendo 68.884 bolsas integrais e 105.405 parciais, em 1.460 instituições.