Júnior Cavalcanti

Veículos podem ser usados apenas em carreatas, caminhadas e passeatas ou durante reuniões e comícios

Você deve estar sentindo a ausência dos carros de som em horário regular nesse período de campanha eleitoral. Pois é. A nova legislação sobre a circulação de carros de som e minitrios como meio de propaganda eleitoral trouxe alterações importantes.

Agora, a previsão da utilização de carros de som e minitrios, como meio de propaganda eleitoral, passou a ser permitida apenas em carreatas, caminhadas e passeatas ou durante reuniões e comícios.

A nova lei afirma que é permitida a circulação de carros de som  como meio de propaganda eleitoral, desde que observado o limite de oitenta decibéis de nível de pressão sonora, medido a sete metros de distância do veículo, e respeitadas as vedações previstas no parágrafo 3º do artigo 39, apenas em carreatas, caminhadas e passeatas ou durante reuniões e comícios.

Os carros de som geralmente geravam questionamentos no interior principalmente pelo descumprimento dos decibéis e utilização em excesso nas cidades menores. Por outro lado, era gerada uma mini-indústria dessa ferramenta, defendida por quem exercia a atividade sobre a alegação de que gerava emprego e renda neste período.

O Ministério das Cidades, por meio do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), apresentou nesta segunda-feira (27) a versão digital do Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLVe), documento de porte obrigatório dos veículos.

Assim como a Carteira Nacional de Habitação eletrônica (CNHe), o CRLVe traz todas as informações do documento impresso, além de um QR Code, que pode ser lido para verificar se há alguma falsificação no documento durante uma abordagem de trânsito.

Para o ministro das Cidades, Alexandre Baldy, o documento digital representa um avanço na desburocratização do dia a dia do cidadão. “Estamos apresentando mais uma solução inovadora, já que em diversos países do mundo a CNH digital representa uma inovação, onde em outros lugares isso não era nem imaginado. Estamos dando um passo além com o CRLVe”, afirmou Baldy.

O Departamento Nacional de Trânsito do Distrito Federal (Detran/DF) será o primeiro órgão fiscalizador de trânsito a oferecer aos condutores o CRLVe, que substituirá o documento impresso. Até 31 de dezembro deste ano, todos os Detrans deverão adotar a tecnologia, conforme determinação da Resolução Nº 720/2017 do Contran.

O documento digital será disponibilizado no mesmo aplicativo da Carteira Nacional de Habilitação digital (CNHe), sistema operacionalizado pelo Serpro desde outubro de 2017. Também será possível baixar o arquivo em formato PDF, com assinatura digital, para ser utilizado em alguma necessidade onde se exija um documento autenticado.

O diretor do Denatran, Maurício Alves, ressalta que o país se destacará mundialmente ao permitir que os motoristas brasileiros tenham as informações da CNH e do CRLV no celular.

“O Ministério vem se empenhando com as tecnologias, vindo a ser destaque mundial. Com essa nova tecnologia, acredito que nos tornamos referência em simplificar a vida do cidadão e do condutor. Temos muito a avançar nesse sentido, e queremos desburocratizar, cada vez mais, a obtenção e renovação dos documentos referentes ao trânsito. Creio que esse novo modelo será bem aceito em todo o país”, declarou.

 (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

As eleições de 2018 terão quase 350 chapas na disputa pelo Senado. E, entre elas, há casos em que parentes dividem o mesmo palanque para chegar à Casa.

Há pai como cabeça de chapa e filho na suplência, marido e mulher na mesma composição e irmãos juntos na disputa.

G1 fez uma busca nos dados eleitorais e constatou pelo menos 7 chapas ao Senado formadas por ao menos dois parentes. A prática não configura qualquer irregularidade.

O ex-senador Gilvam Borges (MDB) tenta neste ano recuperar uma cadeira do Amapá no Senado. É titular na chapa que reúne ainda o irmão, Geovani Borges (MDB), como 1º suplente e o filho, Miguel Gil Borges (MDB), como 2º suplente.

A história se repete no Amazonas, onde o casal Braga tanta refazer o resultado das eleições de 2010. O titular da chapa, Eduardo Braga (MDB), tem a companhia da mulher, Sandra Braga, na disputa por uma das vagas do estado no Senado.

Uma das 13 chapas ao Senado pelo Ceará é liderada por José Alberto Pinto Bardawil (Podemos). O empresário do setor de comunicação leva o irmão, Walter Pinto Bardawil (Podemos), como 1º suplente.

No Maranhão, a família Lobão tenta renovar uma aliança familiar que já saiu vitoriosa nas eleições de 2010. Novamente, Edison Lobão e Edison Lobão Filho se candidatam, respectivamente, a titular e 1º suplente na chapa de senador. Pai e filho concorrem pelo MDB.

No Pará, por exemplo, o deputado federal Wladimir Costa (SD) concorrerá ao Senado. A vaga de 1º suplente em sua chapa é da mãe dele, Lucimar da Costa Rabelo (SD), com o nome de urna “Nega Lucimar”.

No Piauí, o presidente do PP, Ciro Nogueira, escolheu a própria mãe, Eliane e Silva Nogueira Lima, para o cargo de 1º suplente na chapa. Nogueira já é senador e, caso eleito, terá direito a mais oito anos de atividade na Casa. Ambos concorrem pelo PP.

O Rio de Janeiro se destaca por reunir apenas candidatos com o sobrenome “Pereira” na mesma chapa. Inicialmente, o Pastor Everaldo (PSC) tinha o próprio irmão, Edimilson Dias Pereira, como 2º suplente. Depois, segundo o partido, a vaga passou a ser ocupada por Laércio de Almeida Pereira, filho de Pastor Everaldo. Laércio também é advogado e sócio da “Folha Cristã”.

O nome de Donizeti de Assis Dias Pereira, empresário do setor de transportes, completa a chapa como 1º suplente. A assessoria do candidato afirma, porém, que não há nenhum grau de parentesco entre Donizeti e Pastor Everaldo.

radialista Edvaldo Morais, de 69 anos, apresentador do programa Show de Rádio, da Rádio Folha 96.7 FM, faleceu na noite desta segunda-feira (27) no Hospital Santa Joana, no bairro das Graças, Zona Norte do Recife.

Segundo informações do filho do radialista, Edvaldo Filho, 35 anos, ele sentiu dores abdominais à tarde e foi realizar exames no hospital, quando passou mal e infartou. O radialista, que fez normalmente pela manhã o programa desta segunda – o de número 6.421 – na Rádio Folha, chegou a ser levado para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI), mas infartou outras duas vezes e não resistiu, por volta das 22h. Ainda de acordo com o filho, ele teve hemorragia e perdeu muito sangue.  O sepultamento ainda não está definido, mas será, provavelmente, nesta terça (28) no Cemitério de Santo Amaro, na área central do Recife.

Natural do Recife, Edvaldo Morais tinha cerca de 50 anos de rádio e estava na Rádio Folha havia cerca de 10 anos. Antes, trabalhou com jornalismo esportivo nas rádios Jornal e Clube. Na Rádio Olinda, começou o seu estilo de trabalho com prestação de serviços e política. Ele deixa três filhos e dois netos.

“Edvaldo era um profissional extremamente bem informado, determinando; dava muito furo”, definiu a gerente geral da Rádio Folha, Marise Rodrigues. Ela contou que ele sempre gostava de trabalhar cedo, para dar ao ouvinte, como costumava dizer, “notícias quentinhas” logo ao acordar. Para o programa, transmitido de segunda a sexta-feira das 5h às 8h, costumava chegar uma hora antes, às 4h. “Um programa de muita prestação de serviço”, disse Marise.

A recepcionista da Folha de Pernambuco Annelise Almeida que também trabalhou com ele, afirma que animação era a marca de Edvaldo. “Ele era muito animado, tratava todo mundo bem, nunca via ele aborrecido. Muitos ouvintes ligavam para ele e ele sempre ajudava”, disse.

No perfil do Facebook do radialista, fãs prestaram homenagens ao comunicador. “Ainda sem acreditar. Vai com Deus, meu porta-voz”, disse Glauber Henrique nas redes sociais. “Profundamente lamentável a inesperada partida de Edvaldo Morais. Minhas orações à família”, se despediu Wilson Firmo.

Programa
Nesta terça-feira, o horário do programa Show de Rádio será todo dedicado ao radialista. Segundo a gerente de Jornalismo, Marise Rodrigues, a rádio vai abrir espaço para ouvintes e amigos falarem e expressarem suas homenagens a Edvaldo Morais.

A abertura e encerramento do programa terão as vinhetas com os bordões célebres do radialista, que finalizava a transmissão dizendo: “Estou indo agora para o outro lado, o lado de lá, mas, com certeza, para o lado do coração de uma mulher.”

Edvaldo também participava do quadro “O que o povo quer saber”, do programa Frente a Frente, apresentado por Magno Martins e Mônica Morais.

Na Imagem da Semana, o Bispo da Diocese de Pesqueira, Dom José Luiz Salles, recebe o Título de Cidadão Pernambucano na Assembleia LegislativaProposição do deputado João Eudes homenageia o Centenário da Diocese de Pesqueira e entrega Título de Cidadão Pernambucano ao Bispo Dom José Salles

      Em sessão solene da Assembleia Legislativa do Estado de Pernambuco (ALEPE) na qual a Diocese de Pesqueira foi homenageada pelos seus 100 anos de Vida e Missão, foi concedido o título de cidadão pernambucano ao Bispo Dom José Luiz Ferreira Salles.

      Na imagem, o deputado João Eudes com o bispo e Vavá de Mutuca.

Mãe não sabia que ela participava do desafio e afirmou que não tinha o hábito de verificar o celular da filha

Mãe não sabia que ela participava do desafio e afirmou que não tinha o hábito de verificar o celular da filhaFoto: Reprodução Youtube

A onda de desafios propagados na internet que colocam em risco a vida de crianças e adolescentes tem feitos vítimas em diversos lugares do mundo. Uma menina de 12 anos teve 49% do corpo queimado com o “Desafio do Fogo“, uma nova modalidade destes jogos que surgiu nos Estados Unidos. A criança americana da cidade de Detroit, no estado de Michigan, teve pelas redes sociais ao jogo cuja ideia é queimar pequenas partes do corpo.

A mãe dela, a contadora norte-americana Brandi Owens, 35, disse que a filha terá que passar meses no hospital para se recuperar. No Recife, um jogo semelhante, o da “Boneca Momo”, circula por WhatsApp e é suspeito de ter feito uma vítima fatal. Um menino de 9 anos, foi encontrado morto, enforcado em uma árvore. Os casos alertam para a importância do monitoramento dos pais quanto ao conteúdo acessado pelos pequenos na web.

No caso do “Desafio do Fogo”, a mãe de Timiyah Landers socorreu a filha sem saber o que havia provocado aquilo. Ela só teve conhecimento sobre o jogo após uma amiga explicar que o desafio pedia para que a criança molhasse partes do corpo com álcool e outra pessoa acendesse um fósforo para atear fogo nesses locais. Assim como a mãe de Timiyah, que afirmou não ter o hábito de checar o que a filha assistia e lia na internet, muitos pais não imaginam que crianças e adolescentes possam estar ligadas a essas “brincadeiras” e do risco que elas correm.

Nos EUA, Timiyah Landers, de apenas 12 anos de idade sofreu queimaduras de terceiro grau após participar do Nos EUA, Timiyah Landers, de apenas 12 anos de idade sofreu queimaduras de terceiro grau após participar do “Desafio do fogo”. – Crédito: Reprodução Youtube

Boneca Momo

A Polícia Civil de Pernambuco investiga a morte de Arthur Luiz Barros Santos, que supostamente foi induzido a se enforcar por conta do desafio. A família o descrevia como uma criança alegre e divertida. A mãe, Jany Nascimento, não tinha ideia do que era a “Boneca Momo” até perder o filho.

De acordo com o diretor de educação da SaferNet Brasil, Rodrigo Nejm, há dois tipos de golpes associados a Momo. “A boneca surgiu como uma lenda urbana na internet em fóruns e grupos virtuais. Em geral, eles começam como uma zoeira entre colegas, mas depois os criminosos se utilizam dessas lendas para se aproximar de crianças e adolescentes para praticar vários tipos de golpes”, explica.

SaferNet é uma entidade de referência nacional no enfrentamento aos crimes e violações aos Direitos Humanos na Internet. O primeiro tipo de golpe, identificado pela associação, é quando os criminosos atraem as vítimas pela curiosidade, já que a Momo é uma figura curiosa de mulher-pássaro.

“Quando a pessoa aceita o contato no Momo por telefone, imediatamente o criminoso por trás disso já consegue visualizar, através do número, o país e o estado que ela está e muitas pessoas têm no status do WhatsApp o seu nome completo”. É por meio da manipulação das informações disponíveis das redes sociais que os golpistas começam a ameaçar esses jovens.

O outro tipo de golpe é semelhante é o da Baleia Azul. “São criminosos que fazem apologia ao suicídio para que as pessoas participem destas situações. É muito triste ver a vulnerabilidade destas crianças ao participarem dessa rede porque elas ainda não têm maturidade para discernir sobre onde estão se envolvendo”, ressalta.

Em 12 anos, a SaferNet recebeu e processou 681.797 denúncias anônimas de Apologia e Incitação a crimes contra a Vida. Diante desse cenário, Rodrigo Nejm recomenda aos pais e educadores ficarem atentos ao uso da internet pelas crianças e adolescentes.

“Não podemos ignorar que a internet é a maior praça pública do planeta. Se uma criança não tem maturidade para sair na rua sozinha, ela também não tem maturidade para ficar na internet sozinha. É indispensável que o uso seja acompanhado por adultos”, disse.

A entidade possui um canal gratuito oferecendo orientação sobre o uso seguro da internet. É importante ressaltar que nesses casos de ameaças e chantagens é necessário procurar a polícia para fazer a denúncia.

Meta de segurança vacinal  é de 95% do público infantilDezesseis cidades pernambucanas ainda estão com a taxa de vacinação da campanha contra sarampo e poliomielite abaixo de 50% entre as crianças de 1 ano a menores de 5 anos. Nessa lista, as piores coberturas vacinais, segundo a Secretaria Estadual de Saúde (SES), são as de Glória do Goitá, São Bento do Una, Triunfo, Machados e Inajá, que não alcançaram nem 40% do público infantil, faltando uma semana para o fim da mobilização nacional.

Por outro lado, já há cidades pernambucanas que atingiram a meta de segurança da vacinação que é de 95%. O ranking dos municípios que já protegeram a maioria das crianças é formado por São José da Coroa Grande, Terezinha, Abreu e Lima, Araçoiaba e Jatobá.

“Conseguimos uma boa adesão do público durante o Dia D, no último sábado, mas ainda precisamos chegar até as mais de 170 mil crianças que ainda não foram imunizadas. Estamos abastecidos das vacinas e reforçando com os municípios a necessidade de continuar a mobilização”, afirmou a coordenadora do Programa Estadual de Imunização (PNI), Ana Catarina de Melo.

Até o momento, Pernambuco notificou 132 casos suspeitos de sarampo. Desses 73 já foram descartados e dois foram confirmados. Outros 57 estão em investigação Em relação à poliomielite, o Estado não confirma casos desde 1988. O Recife, que acumula a maior parte dos casos notificados e os dois confirmados, já ultrapassou os 75% da vacinação de tríplice viral e pólio.

A coordenadora do PNI da cidade, Elizabeth Azoubel, explicou que a taxa de proteção das crianças esta bem distribuída em todo o território. “Isso dá uma segurança para a cidade. Quanto mais crianças vacinadas, mais protegida fica a população como um todo”, disse.

Epicentro do tremor foi registrado na fronteira do Brasil com o Peru

Epicentro do tremor foi registrado na fronteira do Brasil com o PeruFoto: Reprodução/USGS

Um fortíssimo terremoto de 7,1 graus na escala Richter atingiu a fronteira entre Peru e Brasil às 6h04 (horário de Brasília; 4h04 no horário local) desta sexta-feira (24). Segundo o Centro Geológico dos Estados Unidos (USGS, na sigla em inglês), o epicentro do tremor, que teve profundidade de 610 quilômetros, aconteceu ao sul do distrito de Puerto Esperanza, na província peruana de Purus, perto da fronteira com o Acre.

Segundo o chefe do Instituto Nacional de Defesa Civil do Peru, o General Jorge Chávez, em entrevista ao jornal Local La Republica, não se reportaram danos e vítimas até o momento.

A Direção de Hidrografia e Navegação da Marinha de Guerra do Peru confirmou que o terremoto não gerou nenhuma possibilidade de tsunami em todo o litoral do país.

Foto: Blog Moxotó da Gente

Do NE 10

A agência da Caixa Econômica Federal (CEF) de Sertânia, no Sertão de Pernambuco, foi reaberta após passar nove meses fechada. A unidade bancária passou por reformas na infraestrutura para melhorar o atendimento aos clientes.

A agência fica na Avenida Agamenon Magalhães, no centro da cidade. A agência da Caixa foi alvo de explosão criminosa no dia 23 de novembro do ano passado. Naquela madrugada, 15 criminosos armados invadiram a unidade bancária e utilizaram explosivos para acessar a agência. O caso é investigado pela Polícia Federal.

A Prefeitura de Flores está com inscrições abertas para o Processo Seletivo Simplificado da Secretaria Municipal de Saúde. As inscrições começaram na última terça-feira (21) e seguem até o próximo dia 05 de setembro, conforme o Edital nº 001, de 17 de agosto de 2018 e visa contratação temporária por um período de 12 (doze) meses, podendo ser prorrogado pelo o mesmo período.

Ao todo, são 14 (quatorze) vagas distribuídas entre médico plantonista para a (Unidade Mista Genésio Francisco Xavier) e para as Unidades Básicas de Saúde – UBS’s.

As inscrições para participar do Processo de Seleção Pública Simplificada serão realizadas, presencialmente na sede da Prefeitura Municipal, situada a Rua Dr. Santana Filho, n° 40, Centro, Município de Flores, das 08 às 13 horas; ou via Correios, através de SEDEX, mediante o preenchimento do formulário de inscrição disponibilizado no edital 001/2018. Leia a íntegra do edital clicando aqui.

Gleisi Hoffmann

                                          Gleisi Hoffmann Foto: Evaristo Sá/AFP

Consumado o acordo que levou o PSB à neutralidade nas eleições, a presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann(PR), convidou o partido a integrar a coordenação geral da campanha do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva à Presidência.

Apesar de uma tendência favorável à oferta, o presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, informou que ainda consultará outros integrantes do partido sobre a proposta antes da decisão.

“Fomos convidados para indicar um representante do PSB na coordenação da campanha do PT. Vamos decidir até o final do dia de amanhã [sexta-feira, 24]”, afirmou Siqueira.

O desempenho eleitoral de Lula -que chegou a 39% no último Datafolha- tem atraído aliados de diferentes partidos, inclusive os apoiadores do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff.

No embalo das pesquisas e disposto a dar capilaridade à campanha, o PT montará comitês eleitorais em todas as capitais brasileiras, reativando uma rede criada em 2002.

A coordenação de cada comitê contará com um representante do PT, do PC do B e do PROS, partidos que formalmente integram a coligação petista. Um dos responsáveis por essa estrutura, o secretário-geral do PT, Romênio Pereira, explica que a composição dependerá do cenário em cada Estado e admite presença de partidos que apoiaram o impeachment, chamado de golpe pelo PT.

Romênio cita como exemplos o estado de Alagoas, onde o partido é aliado ao MDB. Lá, o MDB deverá integrar o comitê. Estado de Roraima, o PTB deverá ser incorporado à campanha petista. No Piauí, o PP será convidado a participar. Esse também é o caso do PSB de Sergipe e do Amapá. “A pessoa que quiser se incorporar ao projeto é bem-vinda. A bacia é grande”, diz Romênio.

Inaldo Sampaio

Inaldo SampaioFoto: Colunista

Envolvidos nessa primeira fase da campanha com a busca de apoios para fortalecer os seus palanques, os dois principais candidatos ao Governo do Estado, Paulo Câmara e Armando Monteiro, ainda não tiveram tempo de apresentar aos pernambucanos os seus programas de governo. Não aqueles calhamaços que ninguém lê, mas pelo menos um resumo que possa ser compreendido pelos eleitores de nível médio. O que pensam, por exemplo, sobre o brutal déficit previdenciário? Aposentadorias e pensões continuarão sendo pagas com recursos do tesouro ou há alguma proposta em vista para enfrentar esse problema, como, por exemplo, o aumento da alíquota previdenciária dos servidores? Na Zona da Mata Sul, excluindo-se os municípios em torno do Porto de Suape, qual a alternativa econômica para aliar-se ao setor sucro-alcooleiro? E para a Zona da Mata Norte, igualmente empobrecida, o que é possível ser feito para dinamizar a economia da região? Há alguma providência em vista para recuperar a bacia leiteira do Agreste meridional, que foi praticamente dizimada pela seca dos últimos sete anos? E para o Sertão não beneficiário pelos projetos de irrigação do São Francisco (Pajeú, Moxotó, Araripe, etc.), qual a proposta de ambos? Imagina-se que os dois prestariam um notável serviço aos eleitores se colocassem essas questões nas suas agendas em vez de ficarmos discutindo apenas a “turma do Temer” contra a “turma do Lula”, dado que nenhum desses dois é candidato a governador.

Da fome à prefeitura
Centenas de pessoas se emocionaram na inauguração do comitê de campanha de Manoel e André Ferreira (PSC), na noite da última quarta-feira, em Jaboatão dos Guararapes. Manoel, patriarca da família e candidato a deputado estadual, levou muita gente ás lágrimas quando disse o seguinte: “Na cidade em que passei fome, vejo hoje meu filho (Anderson) na prefeitura”.

Ecletismo > A prefeita de São Bento do Una, Débora Almeida (PSB), mandou imprimir farta propaganda com os candidatos que está apoiando nessas eleições: Paulo Câmara (PSB), Bruno Araújo (PSDB), Mendonça Filho (DEM), João Campos (PSB) e Aglailson Victor (PSB). Duvida-se que lá o PSB abra a boca para chamar Mendonça e Bruno de “turma do Temer”.

É comigo! > O vereador, 1º secretário da Câmara do Recife e candidato a deputado estadual, Marco Aurélio, faz parte da coligação PSL-PRTB. Coincidentemente, Bolsonaro é do PSL e o vice, general Mourão, do PRTB. Daí estar recebendo apoio dos “bolsonaristas” de Pernambuco.

No cargo > Morreu em Balneário Camburiú (SC), no início desta semana, o presidente da Assembleia Legislativa de SC, Aldo Schneider (PP). Era 14 anos mais novo que Guilherme Uchoa (PSC), presidente da Assembleia Legislativa de PE, que morreu no início de julho.

A disparidade > Apesar da força do “lulismo” em Pernambuco, o PT só deverá eleger três ou quatro deputados estaduais e esse mesmo número de deputados federais. Poderia eleger mais, mas a chapa é fraca. Os federais seriam Marília Arraes, Odacy Amorim, Fernando Ferro e Carlos Veras.

Gilcélio (E) e Anthenor (D), "reforços" do Náutico fora dos gramados

Gilcélio (E) e Anthenor (D), “reforços” do Náutico fora dos gramados Foto: Anderson Stevens/Folha de Pernambuco

A preparação do Náutico em busca do acesso à Série B não se limita ao trabalho dentro de campo. De olho no fortalecimento mental dos atletas, o clube montou uma equipe que, desde o ano passado, tem auxiliado na motivação do grupo e na compreensão do perfil psicológico de cada peça. Até mesmo a hipnose tem sido usada para extrair o máximo de rendimento dos alvirrubros

A dupla formada por Gilcélio Silva e Anthenor Bittencourt não será escalada para o jogo contra o Bragantino, domingo, na Arena de Pernambuco, pelo duelo da volta das quartas de final da Série C. Mas são nomes importantes que estão ajudando o técnico Márcio Goiano desde sua chegada ao Timbu. O primeiro é psicólogo do clube, enquanto o segundo trabalha como coach e hipnoterapeuta.

“Futebol é cíclico, indo do céu ao inferno muito rápido. Precisamos preparar os atletas para as demandas que surgirão. A ansiedade em cima deles é grande, além de algumas variáveis externas, desde notícias que saem na mídia até o assédio da torcida. Existe sempre uma barreira inicial para os jogadores se abrirem porque, para muitos, essa é a primeira experiência com psicologia. Mas, com o apoio da comissão técnica, conseguimos estabelecer essa relação para ajudá-los”, afirmou o psicólogo. Cada jogador recebe uma atenção especial. “Você não pode tratar da mesma forma Ortigoza e Luiz Henrique. Podemos usar a mesma técnica, envolvendo exercícios de respiração, mas cada atleta tem um jeito de ser e precisamos trabalhar com as diferentes experiências de vida”, completou.

O trabalho do coach vai mais além, intensificando a confiança, principalmente em momentos decisivos. “A performance será sempre igual aos pontos fortes menos as interferências. Algumas vezes vamos estimular a motivação para treinar, outras vezes vamos reduzir fatos que possam atrapalhar no rendimento, como por exemplo problemas pessoais. Ensinamos aos atletas que eles devem honrar e respeitar sua história. Esse time construiu sua campanha desde o início do ano, com o título estadual e a reação da lanterna à liderança. Precisamos lembrá-los que eles merecem crédito e que o placar pode ser revertido”, disse Bittencourt

Entre as técnicas utilizadas pelo coach está a hipnose. “Todo atleta de alta performance trabalha com hipnoterapia. Ela é uma ferramenta que acessa os recursos internos, as memórias de conquistas passadas, além de acelerar também a recuperação física. Tanto é que ela é recomendada também pelo Conselho Federal de Fisioterapia. Quando você aciona os pontos certos na mente, a recuperação é mais duradoura”, finalizou.

Silvio Santos, apresentador

                                   Silvio Santos, apresentador Foto: Divulgação

É falso um vídeo do Programa Silvio Santos, do SBT, em que o apresentador e dono da emissora parece mostrar apoio ao presidenciável Jair Bolsonaro, do PSL. Como verificado pelo projeto Comprova, coalizão de 24 organizações de mídia brasileiras, dentre elas a Folha de S.Paulo, que visa identificar, checar e combater rumoresmanipulações e notícias falsassobre as eleições de 2018, o video alterado digitalmente, que circula pelas redes sociais sem contexto, foi criado por um canal no YouTube que faz sátiras.

O programa realmente foi ao ar e uma pessoa da plateia citou o nome de Bolsonaro. A edição do vídeo, no entanto, corta a pergunta feita pelo apresentador e altera as dicas apresentadas no quadro Jogo das 3 Pistas. O primeiro registro do vídeo nas redes sociais é de outubro de 2017. Ele voltou a circular em grupos de WhatsApp e teve viralização em páginas de Facebook em agosto de 2018.

A montagem faz parecer que Silvio Santos está usando seu programa para favorecer o candidato, o que não ocorreu. O perfil oficial do SBT no YouTube publicou a íntegra do Programa Silvio Santos, que foi ao ar em 15/10/2017.  No jogo, Silvio Santos dá até três pistas para que outros apresentadores descubram quem é o personagem. Se eles erram, é a vez da plateia tentar adivinhar -quem acerta ganha um valor em dinheiro.

No programa original, as três dicas eram: “Foi do exército”, “Mudou o regime” e “15 de novembro”. A primeira pessoa da plateia que tentou adivinhar, uma mulher chamada Gabrielly, começa a responder dizendo que não tem certeza, mas palpita “Jair Messias Bolsonaro“, e já emenda um comentário dizendo que errou a resposta. Silvio Santos na hora questiona se ela “estava lá para fazer propaganda ou se era do comitê do deputado federal”. A segunda pessoa acerta a resposta: “Marechal Deodoro da Fonseca”.

As primeiras montagens desse conteúdo começaram a circular logo após o programa ir ao ar. As páginas oficiais de Jair Bolsonaro no Facebook e Twitter compartilharam um trecho do programa, em que aparece a menção feita a ele, no dia 16/10.  Depois, a partir do dia 17/10, começaram a aparecer, no YouTube, as primeiras montagens com edição nas dicas que apareciam na tela. Nesse caso, as pistas foram alteradas e aparecem as opções: “Próximo presidente”, “Vai salvar o Brasil” e “Não é corrupto”.

Recentemente, em agosto de 2018, o conteúdo voltou a viralizar em páginas de Facebook que declaram apoio ao presidenciável do PSL.  A montagem já foi verificada pelo Teleguiado, ainda em 2017. O e-farsas também verificou a montagem em outra postagem que desmentia um boato relacionado a um programa de Silvio Santos.

Manual para não propagar fake news

– Busque a fonte original;
– Faça uma busca na internet: muitos casos já foram desmentidos;
– Cheque a data: a “novidade” pode ser antiga;
– Leia a notícia inteira;
– Cheque o histórico de quem publicou;
– Se a notícia não tem fonte, não repasse.

Hospital afastou as funcionárias e também apura a morte da criança

Hospital afastou as funcionárias e também apura a morte da criançaFoto: Google Street View

Ministério Público de Pernambuco (MPPE) formulou denúncia por homicídio culposo contra duas técnicas de enfermagem do Hospital Infantil do Cabo de Santo Agostinho, no Grande Recife, que é gerido pelo município. As funcionárias são suspeitas de terem provocado a morte de um bebê, do sexo feminino, de 1 ano e 7 meses ao aplicar, por via venosa, uma dose de adrenalina que deveria ter sido administrada por nebulização.

A menina, que foi socorrida pelos pais com tosse e febre na noite do dia 19 de novembro de 2017, faleceu no dia 20, logo depois de receber a injeção. O caso teve muita repercussão à época porque, desesperados com a perda da filha, os pais da criança chegaram a tentar o suicídio.

“Da análise dos depoimentos dos pais e das duas técnicas, mais o confronto com o prontuário da menina, é possível verificar os horários das medicações e a forma como foram feitas essas medicações. Do confronto dessas duas provas, documental e testemunhal, é possível perceber que a medicação daquele horário era uma adrenalina, que era para ser feita via nebulizaçãoHouve o erro quando injetaram na criança. E a quantidade de adrenalina (5 ml) via venosa num bebê de menos de dois anos é fatal, como foi. Isso fez com que, para o MPPE, ficasse clara a responsabilidade das denunciadas”, comentou a 3ª Promotora de Justiça Criminal do Cabo de Santo Agostinho, Cláudia Ramos Magalhães.

O caso foi denunciado pela mãe na 40ª Delegacia de Polícia de Homicídios do Cabo de Santo Agostinho, logo depois do óbito. A polícia apurou que a criança foi socorrida para o Pronto-Socorro de Gaibu e transferida para o Hospital Infantil Municipal, sendo medicada com nebulização e outros remédios. Por volta das 5h do dia 20 de novembro, já perto da alta, uma das técnicas preparou várias medicações de pacientes, dentre elas os 5 ml de adrenalina da menina.

Segundo a denúncia do MPPE, essa funcionária, de forma negligente e com inobservância de regra técnica da profissão, deixou a medicação da paciente pronta numa seringa, no posto de enfermagem, sem a advertência da via de administração, e saiu do posto para ir ao banheiro. Na sequência, a segunda técnica, apressada pela proximidade do horário de término do seu plantão, de forma negligente e com inobservância de regra técnica da profissão, pegou a medicação e – sem conferir a prescrição médica para nebulização – injetou na veia da criança.

“Apesar de não previsível nem querido o resultado, elas concorreram culposamente para o resultado. Fica claro que houve uma negligência, ou seja, uma conduta culposa”, reforçou a promotora. Socorrida às pressas e levada à UTI, a bebê faleceu cerca de 1h30 depois da aplicação. Agora, o caso aguarda decisão judicial.

O secretário de Saúde do Cabo, José Carlos de Lima, informou que a apuração administrativa da morte do bebê na unidade municipal ainda está sendo apurada. Segundo ele, as duas funcionárias foram afastadas no ano passado e uma delas se aposentou. José Carlos ainda disse que recebeu recentemente o laudo do Serviço de Verificação de Óbito (SVO) e que está sendo checado como a medicação pode ter ou não provocado a morte da paciente.

Foto: Miva Filho/Divulgação

Campanha segue até 31 de agosto. Meta é vacinar, no mínimo, 95% do público

A Secretaria Estadual de Saúde (SES), por meio do Programa Estadual de Imunização, reforça com os pais ou responsáveis de crianças entre 1 ano e menores de 5 (4 anos, 11 meses e 29 dias) a importância de vaciná-las contra a poliomielite o sarampo. Até o próximo dia 31 de agosto, o Estado continua em campanha, objetivando imunizar, independente do histórico vacinal, 544.178 meninos e meninas pernambucanos.

De acordo com os dados do Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunização (SIPNI), até a manhã desta quinta-feira (23.08), em Pernambuco, 373.304 crianças foram vacinadas contra a poliomielite, representando 68,6% do público total. Em relação à tríplice viral, que protege contra sarampo, rubéola e caxumba, foram 371.232 (68,2%).

“Conseguimos uma boa adesão do público durante o Dia D, no último sábado, mas ainda precisamos chegar até as mais de 170 mil crianças que ainda não foram imunizadas. Estamos abastecidos das vacinas e reforçando com os municípios a necessidade de continuar a mobilização para proteger esses pequenos pernambucanos contra doenças que podem deixar graves sequelas e até mesmo matar”, afirma a coordenadora do Programa Estadual de Imunização, Ana Catarina de Melo. A coordenadora lembra que é importante comparecer ao posto de saúde munido da caderneta de vacinação.

Dados epidemiológicos – Até o momento, Pernambuco notificou 132 casos suspeitos de sarampo. Desses 73 já foram descartados e 2 confirmados. Os demais estão em investigação. Em relação à poliomielite, o Estado não confirma casos desde 1988.

Campanha de Vacinação – Pernambuco

Poliomielite

Vacinados em PE: 373.304 (68,6%)

Público total: 544.178 (170.874 ainda precisam ser vacinados)

Municípios que atingiram meta: São José da Coroa Grande (100,28%), Terezinha (98,62%), Abreu e Lima (97,24%), Araçoiaba (96,68%) e Jatobá (95,76%)

Municípios com as menores coberturas vacinais: Glória do Goitá (16,23%), São Bento do Una (29,41%), Triunfo (34,09%), Machados (36,13%) e Inajá (37,09%)

Tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola)

Vacinados em PE: 371.232 (68,2%)

Público total: 544.178 (172.946 ainda precisam ser vacinados)

Municípios que atingiram meta: São José da Coroa Grande (100,28%), Terezinha (99,31%), Abreu e Lima (97,68%) e Jatobá (95,76%)

Municípios com as menores coberturas vacinais: Glória do Goitá (17,73%), São Bento do Una (29,36%), Triunfo (34,09%), Inajá (35,94%) e Machados (36,13%)

** Os dados foram extraídos do Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunização (SIPNI) na manhã desta quinta-feira (23.08).

Partidos podem contestar até esta sexta. TSE fará julgamento definitivo sobre os tempos na próxima terça. Horário eleitoral na televisão terá dois blocos diários, de 12 minutos e 30 segundos cada.

Do G1

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) apresentou nesta quinta-feira (23) o tempo previsto para a propaganda no rádio e na televisão de cada um dos 13 candidatos à Presidência da República, para a campanha do primeiro turno das eleições deste ano.

O horário eleitoral na TV começa no dia 31, mas os programas dos presidenciáveis começam a ir ao ar em 1º de setembro, até 4 de outubro.

Os programas dos candidatos a presidente serão veiculados aos sábados, terças e quintas-feiras, em dois blocos diários de 12 minutos e 30 segundos. No rádio, haverá um bloco às 7h da manhã e outro às 12h. Na TV, o primeiro bloco será veiculado às 13h e o segundo às 20h30.

Além de um tempo fixo em cada um dos dois blocos diários, cada candidato à Presidência terá um número diferente de inserções de 30 segundos cada a serem veiculadas na programação de cada emissora ao longo de toda a campanha de primeiro turno.

Os tempos e o número de inserções poderão ser contestados pelos partidos. Por isso, poderá haver mudanças. Um julgamento definitivo sobre a distribuição do tempo pelo TSE está marcado para a próxima terça-feira (28).

O tempo de cada um

O tempo de cada presidenciável corresponde a um cálculo proporcional à representação na Câmara dos Deputados de cada um dos partidos que integram a coligação. Abaixo, todos os tempos de cada candidato (em ordem alfabética):

Alvaro Dias (Podemos, PSC, PTC, PRP): 2 blocos diários de 40 segundos cada um + 52 inserções no primeiro turno + 1 inserção de sobra de 30 segundos

Cabo Daciolo (Patriota): 2 blocos diários de 8 segundos cada um + 11 inserções no primeiro turno

Ciro Gomes (PDT, Avante): 2 blocos diários de 38 segundos cada um + 50 inserções no primeiro turno + 1 inserção de sobra de 30 segundos

Eymael (Democracia Cristã): 2 blocos diários de 8 segundos cada um + 11 inserções no primeiro turno + 1 inserção de sobra de 30 segundos

Geraldo Alckmin (PSDB, PRB, PP, PTB, PR, PPS, DEM, PSD, SDD): 2 blocos diários de 5 minutos 32 segundos cada um + 434 inserções no primeiro turno

Guilherme Boulos (PSOL, PCB): 2 blocos diários de 13 segundos cada um + 17 inserções no primeiro turno

Henrique Meirelles (MDB, PHS): 2 blocos diários de 1 minuto e 55 segundos cada um + 151 inserções no primeiro turno

Jair Bolsonaro (PSL): 2 blocos diários de 8 segundos cada um + 11 inserções no primeiro turno

João Amoêdo (Novo): 2 blocos diários de 5 segundos cada um + 7 inserções no primeiro turno + 1 inserção de sobra 30 segundos

João Goulart Filho (PPL): 2 blocos diários de 5 segundos cada um + 7 inserções no primeiro turno

Lula (PT, PC do B, PROS): 2 blocos diários de 2 minutos e 23 segundos cada um + 188 inserções no primeiro turno + 1 inserção de sobra de 30 segundos

Marina Silva (Rede, PV): 2 blocos diários de 21 segundos cada um + 28 inserções no primeiro turno + 1 inserção de sobra de 30 segundos

Vera Lúcia (PSTU): 2 blocos diários de 5 segundos cada um + 7 inserções no primeiro turno

Durante a audiência no TSE, seis candidatos ganharam, por sorteio, uma inserção a mais, referente a uma sobra do cálculo.

Ordem de aparição na TV

No mesmo evento, foi sorteada a ordem de veiculação do primeiro dia de propaganda para presidente, no dia 1ª de setembro:

  1. Marina Silva
  2. Cabo Daciolo
  3. Eymael
  4. Henrique Meirelles
  5. Ciro Gomes
  6. Guilherme Boulos
  7. Geraldo Alckmin
  8. Vera Lúcia
  9. Lula
  10. João Amoêdo
  11. Alvaro Dias
  12. Jair Bolsonaro
  13. João Goulart Filho

A ordem mudará a cada dia, de modo que o primeiro de antes será o último no dia seguinte.

Assim, no segundo dia de propaganda, 4 de setembro, o primeiro programa será de Cabo Daciolo e no terceiro dia, 6 de setembro, o primeiro será de Eymael, e assim por diante.

Todos os dias, o último a veicular sua propaganda terá 9 segundos a mais, relativos a uma sobra no tempo de cada bloco.

Foto: Ricardo Stuckert/Instituto Lula

Tribunal intimou o ex-presidente nesta quinta-feira (23). Petista terá que contestar, por meio de seus advogados, 16 impugnações e notícias de inelegibilidade apresentadas à Justiça Eleitoral.

Do G1

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) intimou nesta quinta-feira (23) o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva – candidato do PT à Presidência – a apresentar defesa de sua candidatura em até 7 dias corridos, prazo que termina em 30 de agosto.

Por meio de seus advogados, o petista deverá contestar todas as 16 impugnações e notícias de inelegibilidade apresentadas por outros partidos, candidatos e cidadãos ao seu registro de candidatura.

Pela Lei da Ficha Limpa, Lula está inelegível, em razão de ter sido condenado criminalmente por tribunal de segunda instância. Mas a candidatura dele ainda será julgada pelo TSE.

O pedido de registro da candidatura foi protocolado pelo PT em 15 de agosto e questionado em razão da condenação de Lula no caso do triplex em Guarujá (SP). O ex-presidente está preso, desde abril, em uma cela especial da superintendência da Polícia Federal em Curitiba.

Uma das impugnações à candidatura de Lula foi apresentada pela procuradora-geral da República, Raquel Dodge. A decisão sobre o registro de Lula caberá ao plenário do TSE, formado por 7 ministros.

Em caso de rejeição, a defesa ainda poderá tentar manter a candidatura do petista junto ao Supremo Tribunal Federal (STF), composto por 11 ministros.

O PT tem até 17 de setembro para substituir Lula, caso considere inviável mantê-lo como titular. Neste caso, poderá assumir a cabeça de chapa o atual candidato a vice, Fernando Haddad, tendo como sua vice Manuela D’Ávila (PC do B).

Após analisar a defesa de Lula, o relator do pedido de registro do petista no TSE, ministro Luís Roberto Barroso, ainda poderá ouvir testemunhas (em até 4 dias), coletar provas (mais 4 dias) e pedir alegações finais das partes (outros 5 dias) antes de levar a decisão sobre o registro ao plenário do TSE.

Embora haja prazo máximo para cada uma dessas fases, há a possibilidade de o processo correr mais rápido se as partes e o ministro não usarem todo o tempo previsto.

À TV Globo, Luiz Fernando Pereira, um dos advogados de Lula no TSE, disse que não usará todo o tempo disponível para apresentar a defesa.

“Fomos intimados. Vamos cumprir o prazo. Não vamos pedir produção de prova e nenhuma medida protelatória. Só o procedimento normal”, afirmou Pereira.

Se isso ocorrer, é possível que a candidatura de Lula seja julgada até meados de setembro, em tempo hábil para o PT substituir o nome do candidato a presidente nas urnas eletrônicas.

Do blog de Jamildo

Em Pernambuco, 16 candidatos correm o risco de não disputar a eleição este ano, pois o Ministério Público Eleitoral recomendou a impugnação do registro das respectivas candidaturas. Dos candidatos, cinco deles tentam chegar à Câmara dos Deputados e outros 11 pretendem disputar uma vaga na Assembleia Legislativa do Estado. As ações propostas pelo MP Eleitoral serão julgadas pelo Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE), que poderá autorizar ou não as candidaturas, após intimar os candidatos para apresentar suas defesas.

Segundo o Ministério Público Eleitoral, as impugnações foram feitas baseadas na Lei de Inelegibilidade. O prazo para impugnação é de cinco dias a partir da publicação do pedido de registro de candidatura. Por isso, o MP eleitoral já estava apurando e analisando informações sobre os possíveis candidatos, com base em listas de condenações entregue pelos tribunais.

Em Pernambuco não houve pedido de impugnação de candidaturas aos cargos de governador e senador pelo MP Eleitoral. A análise dos pedidos de registro de candidatura para a disputa presidencial compete exclusivamente à procuradora-geral Eleitoral, Raquel Dodge.

O Tribunal avaliará se os candidatos atendem às condições de elegibilidade, como pleno exercício dos direitos políticos, filiação partidária, escolha em convenção e idade mínima para ocupar o cargo que pretende disputar, entre outras. O MP Eleitoral atuará nesses processos, emitindo pareceres sobre o preenchimento dos requisitos necessários para o deferimento do registro de suas candidaturas. Também poderá recorrer, se discordar da decisão do TRE nesses casos.

Confira a lista completa:

Carlos Arthur Soares Avellar Júnior

(Carlinhos da Pedreira) Pernambuco em 1º Lugar PP Deputado estadual A Câmara Municipal dos Barreiros rejeitou as contas relativas ao mandato de prefeito.

Clóvis José Pragana Paiva

(Clóvis Paiva) Pernambuco em 1º Lugar PP Deputado estadual A Câmara Municipal de Ribeirão rejeitou as contas relativas ao mandato de prefeito.

Fláucio Araújo Guimarães

(Araújo) Avança Pernambuco PRTB Deputado federal O TCE julgou irregulares as contas públicas relativas à aplicação de verbas de gabinete, referentes ao exercício do cargo de vereador em Amaraji.

Genivaldo Menezes Delgado

 (Genivaldo) PCdoB Deputado estadual A Câmara Municipal de Águas Belas rejeitou as contas relativas ao mandato de prefeito.

Givanildo Pedro da Silva

(Neguinho de Israel) O Pernambuco que você quer Avante Deputado estadual O TCE julgou irregulares as contas públicas relativas à aplicação de verbas de gabinete, referentes ao exercício do cargo de vereador em Bezerros.

Ivancleide Vieira dos Santos Lima

(Ivancleide Vieira) A Esperança não tem medo PSOL Deputado estadual O Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) condenou a candidata pelo crime de apropriação indébita.

João Paulo de Lima e Silva

(João Paulo) PCdoB Deputado estadual O Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) condenou o candidato pelo crime de dispensa ou inexigência de licitação fora das hipóteses previstas em lei.

João Santos da Silva

(João Santos) PCdoB Deputado estadual O TCU julgou irregulares as contas relativas à aplicação de verbas federais quando o impugnado era presidente da Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura Familiar no Estado de Pernambuco (FETRAF).

Joel Maurino do Carmo

(Joel da Harpa) Pernambuco em 1º Lugar PP Deputado estadual Em decorrência de processo administrativo do Secretário de Defesa Social, foi condenado à pena de exclusão da Polícia Militar.

José Humberto de Moura Cavalcanti Filho

(José Humberto) Pernambuco vai mudar com seus deputados estaduais PTB Deputado estadual O TCE julgou irregulares as contas relativas ao exercício do cargo de Secretário de Serviços Públicos do Município do Recife.

José Queiroz de Lima

(Zé Queiroz) O Pernambuco que você quer PDT Deputado estadual O Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) condenou o candidato por ato doloso de improbidade administrativa.

Manuel Plácido da Silva Filho

(Cido Plácido) Pernambuco vai mudar com seus deputados estaduais PTB Deputado estadual A Câmara Municipal de Machados rejeitou as contas relativas ao mandato de prefeito.

Maria Suely de Melo

(Suely Melo) PT Deputado federal O Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF5) condenou a candidata pelos crimes de estelionato qualificado e falsificação de documento.

Odacy Amorim de Souza

(Odacy Amorim) PT Deputado federal O TCE julgou irregulares as contas públicas relativas à aplicação de verbas de gabinete, referentes ao exercício do cargo de Vereador em Petrolina.

Pedro Ricardo da Silva

(Pedro Ricardo) Avança Pernambuco PHS Deputado federal O TCU julgou irregulares as contas relativas à aplicação de verbas federais quando o impugnado era tesoureiro do Instituto de Apoio Técnico Especializado à Cidadania (IATEC).

Waldir Tenório Júnior

(Dr. Waldir Tenório) O Pernambuco que você quer PROS Deputado federal O Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF5) condenou o candidato pelo crime de falsificação de documento público.

Foto: TCE/Divulgação

O Tribunal de Contas de Pernambuco, em sua sessão do pleno desta quarta-feira (22), aprovou um voto de pesar pela morte do ex-deputado Antonio Mariano de Brito ocorrida no Recife na última segunda-feira (20) num hospital privado da cidade. O autor da proposição foi o conselheiro Carlos Porto, com apoio dos colegas Ranilson Ramos e Teresa Duere. Os três foram contemporâneos do ex-deputado na Assembleia Legislativa.

Mariano era professor aposentado da rede estadual de ensino. Elegeu-se vereador em sua cidade, Afogados da Ingazeira, na década de setenta, e depois prefeito e deputado estadual, tendo sido 1º secretário da Casa de Joaquim Nabuco. Tinha 70 anos de idade e morreu de complicações cardíacas.

Aplausos – Também foram aprovados dois votos de aplausos sugeridos pela procuradora-geral do Ministério Público de Contas, Germana Laureano. O primeiro pela nomeação de Hélio Lúcio Dantas da Silva, ex-servidor do TCE, para o cargo de procurador-geral da Assembleia Legislativa e o segundo pelos 28 anos de criação da Procuradoria Geral do Estado de Pernambuco, um dos órgãos parceiros do Tribunal de Contas.

Agência do INSS

Agência do INSSFoto: Arquivo / Agência Brasil

Todos os aposentados que precisam da assistência permanente de outra pessoa poderão ganhar o adicional de 25% em seu benefício. A Primeira Seção do Superior Tribunal de Justiça (STJ)decidiu nesta quarta-feira (22) que o bônus não deve ser pago só para aposentados por invalidez que dependem dos cuidados de outra pessoa, como prevê a lei. Por ser recurso repetitivo, o entendimento dos ministros terá aplicação em todas as instâncias da Justiça.

decisão beneficia quem recebe aposentadoria por idade, por tempo de contribuição e especial e necessita de um cuidadorpara fazer tarefas básicas. Em todos os casos, o aposentado tem de comprovar que depende de outra pessoa o tempo todo -o que será avaliado pela perícia médica.

Segundo o Instituto Brasileiro de Direito Previdenciário (IBDP), que participou do julgamento, a Justiça entendeu que é preciso priorizar a proteção das pessoas com deficiência e que o adicional tem caráter assistencial. O adicional deixa de ser pago quando o aposentado morre.

No julgamento, a ministra Regina Helena Costa destacou que a situação de vulnerabilidade e necessidade de auxílio permanente pode acontecer com qualquer segurado do INSS. “Não podemos deixar essas pessoas sem amparo”, afirmou.
Por enquanto, o INSS não é obrigado a ampliar o abono para quem fizer o pedido administrativamente -será preciso brigar na Justiça.

“O INSS tem autonomia administrativa para divergir do Judiciário, o que não é incomum acontecer. O INSS nega, mas a Justiça tende a aceitar”, afirma o advogado Rômulo Saraiva. Os processos que estavam suspensos agora voltam a ser julgados. “O INSS pode recorrer ao Supremo, mas vai ser difícil mudar”, diz.

O especialista explica ainda que essa é uma das exceções em que é possível ganhar mais do que o teto do INSS (somando o valor da aposentadoria mais o bônus para o cuidador).

Inaldo Sampaio

                                                Inaldo Sampaio Foto: Colunista

Até ir para cadeia em abril deste ano, o ex-presidente Lula tinha nas pesquisas de opinião cerca de 30% de intenções de voto. Supunha-se que não teria mais como crescer porque sua taxa de rejeição era estratosférica. Ocorre que mesmo trancafiado numa cela da Polícia Federal, em Curitiba, ele soube “pautar” a mídia nacional, e até internacional, com a versão de que o juiz Sérgio Moro o persegue e que o condenou sem provas. Assim, não passou um só dia da data da prisão até hoje sem criar um fato político. Foi notícia quando recebeu a visita do Prêmio Nobel da Paz, Adolfo Perez Esquivel, quando a juíza das execuções penais, Carolina Lebbos, impediu que recebesse a visita se alguns governadores, entre eles Paulo Câmara, quando um desembargador do TRF da 4ª Região mandou soltá-lo e outro desembargador, no mesmo dia, determinou que continuasse preso, quando a Comissão de Direitos Humanos da ONU recomendou ao governo brasileiro que não o deixasse fora da disputa, quando o jornal “The New York Times” abriu-lhe espaço para dizer que há no Brasil onda “onda conservadora” e quando teve publicadas em centenas de órgãos de imprensa do Brasil as cartas que escreveu para correligionários, muitas delas contendo uma série de bobagens. A farta exposição de mídia que tem todos os dias e sem o “povão” saber o que é “corrupção passiva” e muito menos “lavagem de dinheiro” contribuiu para que ele crescesse na preferência dos eleitores para voltar ao Palácio do Planalto. Não vai voltar porque não será candidato. Mas deve estar profundamente grato a alguns veículos, que no intuito de desgastá-lo com a notícia da prisão acabaram contribuindo para que ele chegasse a 45 dias da eleição com impressionantes 39% de intenções de voto, de acordo com pesquisa do Datafolha divulgada ontem.

O desempenho do PSB 

Segundo pesquisas divulgadas até agora, entre elas a do Ipespe, parceiro desta “Folha”, o PSB lidera a corrida eleitoral para governador em 4 estados: Pernambuco (Paulo Câmara), Sergipe (Valadares Filho), Amapá (João Capiberibe) e Espírito Santo (Renato Casagrande). Rodrigo Rollemberg (DF) está empatado tecnicamente com Eliana Pedroso (PROS) e Rogério Rosso (PSD).

Fora PT >
 O deputado e candidato à reeleição, Felipe Carreras (PSB), convidou Paulo Câmara para a inauguração do seu comitê no bairro do Parnamirim, mas mantém a posição de não votar em Lula para presidente nem em qualquer outro candidato indicado pelo PT.

O rombo > O déficit previdenciário não é um problema apenas da União e dos estados. O prefeito de Triunfo, João Batista (PR), está desesperado porque o dinheiro do fundo próprio acabará em 2019, obrigando-o a tirar 500 mil/mês do tesouro municipal para pagar aos inativos.

A desafio> O desafio de Lula este ano será semelhante ao de ACM na Bahia em 1982, quando teve que “inventar” um candidato a governador, às pressas, porque seu escolhido, Clériston Andrade, morrera num acidente aéreo. O “inventado” foi João Durval Carneiro, que ganhou a eleição. A “invenção” de Lula será Fernando Haddad.

A ajuda > O Palácio conseguiu um apoio substancial para tentar garantir a reeleição do deputado Waldemar Borges (PSB): a prefeita de Arcoverde, Madalena Brito (PSB). Existe lá um candidato da terra, Eduíno Brito (PP), mas os dois não se bicam.