Assembleia no Sindicato dos Bancários

                               Assembleia no Sindicato dos Bancários Foto: Divulgação

Os bancários pernambucanos aprovaram a proposta apresentada pela Federação Nacional de Bancos (Fenaban) na negociação salarial de 2018. A decisão foi tomada em assembleia realizada pelo Sindicato dos Bancários, no Recife, na noite desta quarta-feira (29), e descarta a possibilidade de greve que vinha sendo alimentada pela categoria.

A presidente sindical Suzineide Rodrigues explicou que, após dez rodadas de negociação, os bancos concordaram em manter os direitos trabalhistas presentes na convenção coletiva da categoria. Além disso, foi oferecido um aumento de 5%, que equivale à reposição da inflação e a um ganho real de 1,18%), no salário e nos benefícios como o tíquete alimentação. A Participação nos Lucros e Resultados (PLR) também foi mantida.

“É verdade que o aumento de 5% é pequeno se comparado aos lucros dos bancos. Mas o mais importante nesta negociação era a manutenção dos direitos trabalhistas, pois não sabemos o que vem para o Governo Federal nos próximos anos”, justificou Suzineide, ressaltando que a proposta da Fenaban foi aprovada pela ampla maioria dos bancários que compareceram à assembleia desta quarta.

Outro ponto que pesou a favor da aprovação foi o fato de que o acordo vale por dois anos. “Para o próximo ano, já estão aprovados os direitos trabalhistas, a reposição da inflação e o ganho real de 1%”, informou a presidente do Sindicato dos Bancários de Pernambuco. Ela concluiu que, desta forma, está descartada a possibilidade de greve nos bancos tanto em 2018 quanto em 2019.

Deixe uma resposta