Monthly Archives: junho 2018

Presidente Michel Temer

                         Presidente Michel Temer Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

empreiteiro José Antunes Sobrinho, sócio da Engevix, prestou nesta terça-feira (5) depoimento à Polícia Federal no inquérito que apura se empresas do setor portuário pagaram propinas a Michel Temer.

Segundo pessoa com acesso às investigações, ele confirmou que foi cobrado pelo coronel João Baptista Lima Filho, amigo do presidente, a fazer um pagamento de R$ 1 milhão. O valor seria uma contrapartida à subcontratação da empreiteira para executar serviços de um contrato da Eletronuclear com empresa ligada a Lima. Os recursos teriam sido destinados à campanha de 2014.

Alvo da Lava Jato, Antunes tentou em 2016 um acordo de delação com o MPF (Ministério Público Federal), mas as tratativas não prosperaram. Agora, negocia uma colaboração com a própria PF, o que poderia reforçar algumas das teses da investigação sobre portos.

Leia também:
PF encontra R$ 23,6 mi em contas de amigo de Temer investigado por decreto
Governo Temer: entre o discurso e a prática

empresário falou durante a tarde, na sede da corporação, em Brasília. O teor do depoimento é mantido em sigilo. Declarações pregressas dele já haviam sido usadas para embasar a operação Skala, que prendeu o coronel e outros aliados a Temer em março.

empresário sustenta que Lima só conseguiu o contrato com a estatal, controlada pelo MDB, por causa do vínculo com Temer. Alega que que foi necessário subcontratar a Engevix porque a empresa ligada ao coronel não tinha capacidade para executar os serviços.

Os investigadores suspeitam que parte dos recursos recebidos pelo coronel, provenientes da Eletronuclear, tenham beneficiado o presidente, inclusive por meio de reformas em imóveis de sua família.

O contrato com a Eletronuclear, de R$ 162 milhões, foi firmado em 2012, para a elaboração de projetos da usina de Angra 3. A multinacional AF Consult, com sede na Finlândia, venceu a licitação e, para prestar os serviços, montou uma empresa no Brasil em parceria com a Argeplan Engenharia, que pertence ao coronel. Entre 2012 e 2016, o contrato rendeu R$ 55,2 milhões à filial brasileira.

defesa de Lima nega envolvimento de seu cliente em corrupção. O advogado Brian Alves Prado, que defende Temer, disse que não teve acesso ao depoimento até o presente momento, razão pela qual deixa de se manifestar sobre o assunto. A reportagem não conseguiu contato com os advogados de Antunes.

Até esta terça-feira (05.06), Pernambuco vacinou 1.796.847 pessoas (74,8%) contra a influenza. Ainda faltam ser imunizadas 602.514. A meta é beneficiar, no mínimo, 90% do público total, formado por 2.399.361 pernambucanos.

Até o momento, apenas os grupos formados pelas puérperas (mulheres que tiveram filho até 45 dias) e da população indígena atingiram a meta, com 98,1% e 93%, respectivamente. Os públicos formados pelas crianças de 6 meses a menores de 5 anos  e das gestantes estão com as menores coberturas: 62,1% e 74,5%, respectivamente.

Podem se vacinar contra a influenza: idosos, crianças de 6 meses a menores de 5 anos (4 anos, 11 meses e 29 dias), gestantes, puérperas (mulheres que tiveram filhos até 45 dias), trabalhador de saúde, professores, povos indígenas, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional.

Também contempla pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais: doença respiratória crônica, cardíaca crônica, renal crônica, hepática crônica, neurológica crônica; diabetes, imunossupressão, obesos, transplantados e portadores de trissomias.

Boletim epidemiológico – Até o dia 26 de maio, Pernambuco registrou 842 casos de síndrome respiratória aguda grave (Srag), quadro que pode ser provocado por diversos agentes (vírus, bactérias) e é caracterizado pela necessidade de internação de pacientes com febre, tosse ou dor de garganta associado à dispneia ou desconforto respiratório.

Do total de casos, 26 tiveram resultado laboratorial confirmado para influenza A(H1N1), 14 para influenza A(H3N2) e 1 para vírus sincicial respiratório (VSR). No mesmo período de 2017, foram 953 casos de Srag, com 64 confirmações para influenza A(H3N2), 21 de influenza B, 3 VSR e 1 parainfluenza1.

Em 2018, também foram registrados seis óbitos de Srag com resultados laboratoriais confirmados para influenza – cinco de influenza A(H1N1) e um de influenza A(H3N2).

A Prefeitura Municipal de Serra Talhada divulgou, nesta terça-feira (05), a programação oficial do São João 2018, que acontecerá de 09 a 30 de junho, na Concha Acústica, nos bairros Vila Bela, CAGEP e Mutirão, no Pátio da Feira e nos distritos de Tauapiranga e Água Branca.

Com a participação de aproximadamente 200 artistas locais, a abertura oficial do São João das Tradições será no próximo sábado (09), a partir das 20h, no Bairro Vila Bela, com apresentações culturais de xaxado, coco e capoeira, além de shows com Wesley Magalhães e Expresso Vaqueiro.

De 21 a 23 de junho os festejos serão na Concha Acústica, cartão postal da cidade, com a participação de 13 atrações. Se apresentarão ao longo de todo o mês de junho nos sete pólos juninos atrações como Keneddy Brazzil, Forrozão das Antigas, Joãozinho de Irauçuba, Henrique Brandão, Fábio Diniz, Leya Emannuelli, Juciano Vaqueiro e Banda Vizzu.

Haverá ainda Caravana Cultura Viva (Frevo, ciranda, coco, xaxado e recital), na segunda-feira, dia 11, a partir das 21h, no Distrito de Água Branca.

Confira a programação completa do São João das Tradições

A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva apresentou, hoje, dois novos pedidos, ao Supremo Tribunal Federal (STF) e ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), com objetivo de suspender a prisão que ele cumpre pela condenação no caso do triplex em Guarujá (SP).

Os pedidos buscam dar efeito suspensivo dentro de recursos já apresentados pela defesa contra a decisão do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) que confirmou a condenação do petista na Operação Lava Jato e elevou a pena para 12 anos e 1 mês de prisão.

Nos pedidos, a defesa reitera argumentos já apresentados ao próprio TRF-4 que apontam supostas irregularidades no processo, como incompetência de Sérgio Moro para analisar o caso, falta de imparcialidade no julgamento e de isenção por parte dos procuradores do Ministério Público.

No STF, o pedido de Lula será analisado pelo ministro Edson Fachin e no STJ por Félix Fischer. Relatores da Lava Jato nos tribunais superiores, ambos já negaram outros pedidos para suspender a prisão do ex-presidente no caso.

No novo pedido de liberdade, os advogados de Lula alegam que a soltura “não causará nenhum dano à Justiça Pública ou à sociedade” e que a manutenção dele na cadeia causa “lesão grave de difícil reparação”.

“Trata-se de pré-candidato à Presidência da República que, além de ver sua liberdade tolhida indevidamente, corre sérios riscos de ter, da mesma forma, seus direitos políticos indevidamente cerceados, o que, em vista do processo eleitoral em curso, mostra-se gravíssimo e irreversível”, diz a peça apresentada ao STF.

Condenado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, Lula está preso desde 7 de abril na sede da Polícia Federal em Curitiba.

A imagem pode conter: 3 pessoas, pessoas sentadas e área internaNa pauta da Sessão de hoje, na Câmara Municipal, conseguimos aprovar três importantes requerimentos, um solicita a construção de uma Autarquia de ensino superior em nossa cidade, outro que solicitava audiência pública para construção do Plano de Gastos, referente aos 24 milhões dos precatórios do FUNDEF, e, o requerimento de cópias dos Decretos editados pelo prefeito em 2018, todos aprovados por unanimidade.

Em se tratando de como aplicar os “milhões extra”, além da Autarquia de ensino superior (uma faculdade), nossa sugestão é a construção de mais três creches, obras que iram alavancar a Educação do nosso município, sendo uma creche no Bairro Luiz Cristino/Redenção, outra no Cruzeiro e outra na Vila da Cohab. Tomando por base o montante do projeto da Creche do Guarany, pouco mais de 1,1 milhões de uma unidade e pelo custo de aproximadamente de mais 5 milhões na Faculdade, daria para construir as referidas obras e ainda sobraria muito dinheiro dos 40 % dos créditos provenientes dos precatórios do FUNDEF.

Acreditamos que a cobrança pelo uso dos ônibus públicos, que transportam nossos estudantes para a cidade de Serra talhada, Arcoverde e Sertânia, já deve ser coisa do passado, bem como a aquisição dos fardamentos para alunos da rede municipal. Os 24 milhões já recebidos pelo município, representa o segundo ‘milagre econômico” vivido em Custódia.

O que desejamos é que o prefeito não erre no muito, já que vem errando no “pouco”( na gestão atual, o pouco, que só é pouco pra educação e saúde, mas os recursos não são poucos pra festas e locações de veículos). O Plano de Gastos deve ser construído ouvindo a sociedade e obedecendo a Lei do FUNDEB.

A imagem pode conter: textoA imagem pode conter: texto

A imagem pode conter: textoA imagem pode conter: texto

Faltando cinco dias para os 300 delegados do PT de Pernambuco decidirem se o partido terá candidatura própria ao governo do estado, pesquisa do instituto Vox Populi, encomendada pelo comando nacional da sigla para consumo interno, apontaria, em pelo menos um dos cenários, empate técnico entre o senador Armando Monteiro (PTB) e a vereadora Marília Arraes (PT). O governador Paulo Câmara (PSB) viria em terceiro no levantamento.

Nos bastidores, os números coletados entre os dias 27 e 30 de maio estão sendo utilizados para pressionar o grupo de Humberto Costa a desistir de fechar uma aliança com o PSB em Pernambuco. As negociações estão bem avançadas entre Paulo Câmara e a cúpula nacional do partido.

O senador petista tenta levar o partido para o palanque governista. Existe a promessa por parte do PSB de que Humberto disputaria a reeleição ao Senado ao lado de Jarbas Vasconcelos (MDB).

Os números de hoje podem não servir para mudança de quadro, mas elevam bastante a temperatura interna do PT. A pesquisa foi apresentada aos dirigentes petistas locais no dia em que o governador de Pernambuco se reúne com a presidente do PT, Gleisi Hoffmann.

Em outro cenário, sem Marília Arraes, Armando Monteiro aparece em primeiro, seguido por Paulo Câmara.

A pesquisa aponta que Lula ainda é o maior cabo eleitoral em Pernambuco. A maioria dos entrevistados respondeu que votaria num candidato apoiado pelo ex-presidente.

Grêmio é o atual campeão da Libertadores

                 Grêmio é o atual campeão da LibertadoresFoto: Lucas Uebel/Grêmio

O sorteio para as oitavas de final da Copa Libertadores, realizado na noite dessa segunda-feira (4) em Luque, no Paraguai, colocou Corinthians e Palmeiras em rota de colisão. Os clubes paulistas podem se enfrentar nas quartas de final da competição.

O Corinthians enfrenta o Colo-Colo nas oitavas, com o primeiro jogo no Chile e o segundo no Itaquerão. As partidas de ida serão disputadas entre 7 e 9 de agosto e as de volta entre 28 e 30 do mesmo mês.

Já o Palmeiras joga contra o Cerro Porteño, também disputando o jogo de volta em casa.

Haverá um confronto brasileiro já nas oitavas, entre Flamengo Cruzeiro, com a primeira partida no Rio de Janeiro. As duas equipes fizeram a final da Copa do Brasil de 2017, vencida pelo time mineiro.

O vencedor do duelo brasileiro encara quem passar entre Boca Juniors, da Argentina, e Libertad, do Paraguai.

No lado de cima da chave, o Santos joga contra o Independiente, da Argentina, com jogo de volta na Vila Belmiro. Se avançar, espera outro argentino, o vencedor entre Racing e River Plate.

Já o atual campeão Grêmio enfrenta o Estudiantes, da Argentina, com o segundo jogo em Porto Alegre, e pode encarar o Santos apenas na semifinal. Se passar pelo primeiro “mata-mata”, o time gaúcho pega Atlético Tucumán (ARG) ou Nacional de Medellín (COL).

Confrontos das equipes brasileiras nas oitavas da Libertadores:

Independiente-ARG x Santos
Estudiantes-ARG x Grêmio
Colo-Colo-CHI x Corinthians
Cerro Porteño-PAR x Palmeiras
Flamengo x Cruzeiro

Caminhoneiros bloqueiam estradas em vários estados

Caminhoneiros bloqueiam estradas em vários estadosFoto: Arthur Mota / Folha de Pernambuco

Congresso Nacional começa a se debruçar nesta semana sobre as três primeiras medidas provisórias (MPs) assinadas pelo presidente Michel Temer para atender demandas dos caminhoneiros, que há duas semanas iniciaram uma greve cujos efeitos ainda não foram completamente estimados.

Fruto da segunda tentativa de acordo do governo federal com os manifestantes, as propostas começaram a ter efeito na semana passada, quando a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) publicou uma tabela com os preços mínimos dos fretes.

As MPs 831, 832 e 833 foram assinadas por Temer no último dia 27. O prazo para os parlamentares apresentarem emendas aos textos acabou nessa segunda-feira (4). Já a instalação e a eleição dos presidentes das comissões que vão discutir o tema, formadas por 13 deputados e 13 senadores, estão marcadas para o início da tarde de amanhã (6).

Leia também:
Congresso tem mais uma semana com pauta dos caminhoneiros em foco
Paralisação dos caminhoneiros reduz exportações em 36% no período
Autoridades avaliam retomada do abastecimento após paralisação

Como se tratam de medidas provisórias, as matérias já têm força de lei, mas precisam ser referendadas pela Câmara Senado nos próximos 60 dias, prorrogáveis uma vez por igual período.

A primeira medida provisória obriga a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) a reservar até 30% de sua demanda para a contratação de transportadores autônomos.

Para isso, a Conab ficará dispensada de promover licitação e deverá contratar autônomos para transportarem cerca de um terço de sua demanda anual de frete, desde que o valor cobrado pelos motoristas não exceda o preço praticado nas tabelas referenciais da companhia.

A meta é priorizar cooperativas, associações e sindicatos de transportadores autônomos. Mas caso não haja oferta de serviços suficiente à demanda por transportes da Conab, a instituição fica livre da regra. De acordo com nota técnica da consultoria legislativa do Congresso, o texto da MP não causa, a princípio, efeitos às receitas, nem às despesas da Conab.

A MP 832 institui a Política de Preços Mínimos para o Transporte Rodoviário de Cargas. A criação de um preço mínimo que os caminhoneiros poderão cobrar sobre cada quilômetro de frete realizado foi uma das principais demandas da greve.

Na última quarta-feira (30), atendendo ao disposto nesta medida provisória, a ANTT divulgou a tabela com os valores obrigatórios, separando o preço por eixo e de acordo com a especificidade de cada carga: geral, a granel, frigorificada, perigosa e neogranel.

Após a divulgação da primeira tabela, a MP determina que os preços serão reajustados semestralmente: nos dias 20 de janeiro e de julho de cada ano. Se os contratantes não cumprirem o preço mínimo, estarão sujeitos a uma multa equivalente ao dobro do valor estipulado.

Para definir os preços, a ANTT deverá observar os custos do óleo diesel e dos pedágios. O processo de escolha dos valores precisa contar com a participação de representantes das cooperativas de transportes de cargas, das empresas de transportes e transportadoras autônomas, mas há sugestões de alterações no texto para que mais entidades sejam ouvidas.

A MP 833 amplia as normas previstas na chamada Lei dos Caminhoneiros, sancionada em 2015 no governo da ex-presidente Dilma Rousseff, justamente em meio a outra paralisação de caminhoneiros.

A isenção do pagamento de pedágio para os caminhões e carretas que transitarem com eixos suspensos já vale há três anos, mas a medida provisória dá maior abrangência à lei, ampliando-a para estradas estaduais que foram concedidas à iniciativa privada.

Pedágio gratuito

De acordo com a MP, o pedágio gratuito sobre veículos de carga que circularem descarregados deve ser observado em todo território nacional, em vias terrestres federais, estaduais, distritais e municipais, “inclusive as concedidas”.

De acordo com a ANTT, no caso das rodovias federais, as empresas que ganharam licitação para fazer a manutenção de estradas pelas próximas décadas já promoveram o reequilíbrio financeiro de seus contratos.

Caso os caminhoneiros suspendam de modo indevido os eixos dos veículos, estarão sujeitos a uma multa por infração grave, conforme prevê o Código de Trânsito Brasileiro.

Tramitação

Além dessas, outras três medidas provisórias foram encaminhadas pelo governo ao Congresso para pôr fim à greve, que causou filas em postos de combustíveis e desabastecimento em algumas cidades brasileiras.

O acordo para reduzir o preço do óleo diesel em R$ 0,46 nas bombas foi fechado na segunda rodada de negociações, após os representantes dos caminhoneiros saírem descontentes das primeiras reuniões feitas com o governo.

Inaldo Sampaio

                          Inaldo Sampaio Foto: Colunista

Pesquisas de opinião realizadas nos últimos anos revelam que a maioria do povo brasileiro é contra a privatização da Petrobras. O resultado não surpreende porque a petroleira é um dos orgulhos da nação. Foi criada em 1953 pelo presidente Getúlio Vargas para extrair petróleo do nosso subsolo e hoje produz aproximadamente 2 milhões de barris/dia, quase o suficiente para suprir a demanda interna. A empresa passou por uma grave crise no governo Dilma, que mandou segurar os preços dos combustíveis para acalmar a inflação, após ter sobrevivido ao governo Lula, que loteou suas diretorias com partidos políticos, gerando o escândalo da Lava Jato. Ao assumir em 2016, o presidente Michel Temer convidou Pedro Parente para dirigi-la, o qual impôs algumas condições: não aceitaria ingerência política na escolha dos seus diretores e a política de preços obedeceria à variação do preço do barril do petróleo no mercado internacional. O resultado dessa política todos conhecemos: 11 dias de greve dos caminhoneiros, que paralisou o Brasil e obrigou o próprio Parente a pedir demissão. O novo presidente Ivan Monteiro já disse que não mudará a política do seu antecessor, ou seja, a Petrobras continuará sendo gerida como empresa privada. A continuar assim, a próxima briga da empresa não será mais com os caminhoneiros e sim com os consumidores de gasolina, que irão se fazer esta pergunta: ora, se a lógica da Petrobras é a mesma da empresa privada, gerando lucros bilionários para seus acionistas privados, qual o sentido de ser estatal? Privatiza logo!

A desmoralização dos partidos
Com diz o ex-presidente FHC, nossos partidos políticos estão desmoralizados. Em recente passagem pelo Agreste, o deputado André de Paula (PSD) afirmou que “quando a gente pensava que nada podia ser pior, veio o vice escolhido por Dilma (Temer) e deu nessa bagaceira que aí está”. O presidente do partido de André, Gilberto Kassab, foi ministro de Dilma e é de Temer.

Livres > Antes de se filiar ao PPS, Daniel Coelho exigiu da sua direção que abrisse espaço para o “Livres”, que militava no PSL e saiu após a entrada de Bolsonaro. Pois bem, esse movimento elegeu domingo o prefeito de Teresópolis (RJ), Vinicius Clausen, exatamente pelo PPS.

A posse > O TCE empossará hoje às 11h os 36 candidatos aprovados no concurso público de 2017. O último se realizou em 2014. A concorrência foi pesada: 500 candidatos para cada vaga.

Hemope > O vereador Marcos de Bria (PSDC) vai promover uma ação humanitária no bairro de Santo Amaro: um campeonato de futebol, que se iniciará no próximo sábado, para estimular os atletas a doarem sangue ao Homope.

Assessoria > O coronel PM Luiz Meira, pré-candidato a governador pelo PRP, já começou a andar pelo interior apresentando-se como “o candidato de Bolsonaro”. Já montou inclusive uma assessoria técnica e contratou o jornalista Bruno Cantarelli para assessorá-lo.

Pesquisa > O instituto Múltipla (Arcoverde) já entrou em campo para fazer nova pesquisa sobre a intenção de votos dos pernambucanos para o governo estadual e as duas vagas do Senado. O pedido de registro foi feito ao TRE na última 6ª feira, estando a divulgação prevista para o dia 7.

O Instituto Múltipla, com sede em Arcoverde, encerra nesta quarta-feira (06), a mais nova pesquisa eleitoral para governador, senador e presidente em Pernambuco. Iniciada no último dia 02, sábado passado, a pesquisa vai ouvir 600 pessoas em todas as regiões do Estado.

No Sertão do Moxotó, além de Arcoverde, o eleitorado está sendo pesquisado nos municípios de Custódia e Sertânia. No Agreste Meridional tem Garanhuns, Lajedo, Águas Belas, Bom Conselho e Buíque. Já no Sertão do Pajeú a pesquisa passa por Afogados da Ingazeira e São José do Egito. No alto Sertão tem Serra Talhada, Salgueiro, Floresta, Petrolândia, Cabrobó, Petrolina, Santa Maria da Boa Vista, Araripina, Bodocó, Exu, Ipubi, Ouricuri, Salgueiro e São José do Belmonte. Abaixo todos os municípios pesquisados.

A pesquisa orçada em R$ 15 mil será divulgada nesta quinta-feira, dia sete de junho. O intervalo de confiança estimado é de 95% para uma margem de erro para mais ou para menos de 4,1% e está registrada no TSE sob o número PE-02707/2018.

A divulgação da pesquisa vai acontecer há três dias do Encontro Estadual do Partido dos Trabalhadores que decidirá se terá candidato próprio (Marília Arraes) ou irá ficar a reboque do PSB e apoiar a reeleição do governador Paulo Câmara.

Municípios pesquisados

Floresta, Petrolândia, Cabrobó, Petrolina, Santa Maria da Boa Vista, Araripina, Bodocó, Exu, Ipubi, Ouricuri, Salgueiro, São José do Belmonte, Afogados da Ingazeira, São José do Egito, Serra Talhada, Arcoverde, Custódia, Sertânia, Águas Belas, Bom Conselho, Buíque, Garanhuns, Lajedo, Belo Jardim, Bezerros, Bonito, Brejo da Madre Deus, Caruaru, Gravatá, Pesqueira, São Bento do Una, São Caetano, Bom Jardim, João Alfredo, Limoeiro, Santa Cruz do Capibaribe, Surubim, Toritama, Abreu e Lima, Cabo, Camaragibe, Igarassu, Ipojuca, Jaboatão dos Guararapes, Moreno, Olinda, Paulista, Recife, São Lourenço da Mata, Água Preta, Barreiros, Catende, Escada, Palmares, Ribeirão, Sirinhaém, Vitória de Santo Antão, Aliança, Carpina, Glória do Goitá, Goiana, Itambé, Nazaré da Mata, Paudalho, Timbaúba e Vicência.

Ex-prefeito João da Costa (PT)

               Ex-prefeito João da Costa (PT)Foto: Ed  Machado/Folha de Pernambuco

Presidente estadual do PT, Bruno Ribeiro trocou mensagens, ontem, com a dirigente nacional da sigla, Gleisi Hoffmann. Por enquanto, ela não cravou a convocação para que a comissão do diretório local siga para Brasília, visando a debater a estratégia de eleição no Estado. Mas, ontem, em reunião, a executiva estadual estabeleceu um dos membros do comitê que irá a Gleisi. Do lado dos que defendem aliança com o PSB em Pernambuco, o representante será o ex-prefeito João da Costa. Na ala dos que querem candidatura própria, o membro a compor o colegiado ainda está sendo definido. Uma das que trabalham em prol da candidatura de Marília Arraes ao Governo de Pernambuco, a deputada Teresa Leitão tem expectativa de que Gleisi se manifeste hoje ainda, uma vez que o grupo precisa programar deslocamento. Na avaliação dela, sobram casos em que o PT rachou, razão pela qual ela classifica que “não é melhor opção nem para o partido, nem para os aliados, nem é bom para a candidata” uma divisão. Em entrevista à Rádio Folha, Bruno Ribeiro, ontem, fez advertência em relação à necessidade de se prezar pela democracia interna. “Fazer diferente é repetir o que foi feito no impeachment de 2016”, comparou ele, referindo-se ao que petistas definem como “golpe”. Bruno resumiu: “No encontro do dia 10, vamos respeitar a decisão da maioria dos delegados e delegadas do partido”. E projetou: “Depois da decisão, quem não for vitorioso vai se somar à tese vitoriosa”. Teresa realça o mesmo “compromisso de aceitar o resultado”. Hoje, quem vai à mesa com Gleisi é o governador Paulo Câmara. Ontem, como a coluna cantou a pedra, ele esteve, à noite, com o governador Márcio França, em São Paulo. Nas coxias do PSB, há quem aposte que o encontro entre Gleisi e Paulo pode ser decisivo.

Histórico de punições computadas
Em 2015, o PT chegou a punir quatro prefeitos que não respeitaram a decisão do partido relativa ao pleito de 2014. Entre eles, estiveram os gestores de Machados, Ibirajuba, Orocó e o pastor Marcos, de Abreu e Lima, seria punido, mas desfiliou-se antes.

Ponte 1 > O porta-voz da Rede em Pernambuco, Clécio Araújo, terá conversa, hoje, com o presidente do PV, Carlos Augusto Costa, sobre possível aliança entre as duas siglas.

Ponte 2 > Na semana passada, o PTC fechou apoio à chapa da Rede, encabeçada pelo ex-prefeito Júlio Lóssio. Roberto Leandro registra que o partido segue firme na decisão “tomada na conferência estadual”, que é ter Lóssio na corrida pelo Campo das Princesas.

Esquizofrênica > À coluna, Lóssio registra que tem conversado “com muita gente, inclusive com pessoas ligadas ao governo”. Mas pondera: “Contudo a Rede está construindo um projeto majoritário para Pernambuco, que possa quebrar essa polarização esquizofrênica que se tornou a política brasileira”.

Incômodo 1 > Entre os proporcionais do movimento das oposições Pernambuco Quer Mudar, a decisão do deputado Mendonça Filho de lançar o filho, Vinícius, candidato à Câmara Federal, gerou ruídos. Fala-se que essa decisão “atrapalha a vida de muita gente”.

Incômodo 2 > Há queixas em relação ao “apetite” do democrata, que “não estaria dando contrapartida”. Um oposicionista sapeca: “Ele tem o apoio do Solidariedade, de Augusto Coutinho, mas não está fazendo esforço nenhum para trazê-lo para oposição”.

Coronel João Baptista Lima Filho

       Coronel João Baptista Lima Filho Foto: Flávia Albuquerque/Agência Brasil

Polícia Federal encontrou planilhas e extratos bancários que apontam cerca de R$ 20,6 milhões em contas de uma empresa do coronel aposentado João Baptista Lima Filho, amigo do presidente Michel Temer. Mais R$ 3,04 milhões estão em uma conta do próprio Lima. A PF investiga a suposta atuação de Lima como um intermediário de propina do presidente da República.

O dinheiro está, de acordo com os documentos, em contas correntes e investimentos em nome do coronel (pessoa física), da PDA Projeto e Direção Arquitetônica LTDA e da PDA Administração e Participação LTDA. Não há nenhuma menção nos papéis sobre a Argeplan, empresa mais conhecida de Lima, dona de diversos contratos milionários com o setor público ao longo dos últimos anos.

Leia também:
Governo Temer: entre o discurso e a prática
Filha de Temer diz que pegou empréstimos para pagar reforma, mas não apresenta comprovantes

Em recente depoimento à PF, um contador do coronel, Almir Martins, disse só se recordar do faturamento líquido da Argeplan, que seria em torno de R$ 100 mil a R$ 200 mil anuais. Afirmou ainda que o patrimônio atualizado da empresa é de R$ 5 milhões.

Uma das planilhas, que tem a data de abril de 2017, registra o valor de R$ 20,6 milhões em contas da PDA Administração e Participação no Bradesco. Em nome de Lima, aparece o valor de R$ 3,04 milhões, dos quais R$ 1,8 milhão está também no Bradesco, R$ 500 mil no Banco do Brasil e o restante em outras contas.

Há ainda uma segunda planilha, que detalha os tipos de investimentos. No caso da coronel, ele tem, de acordo com as anotações,dinheiro aplicado em letras de crédito imobiliário e em renda fixa. Segundo registro na junta comercial de São Paulo, a PDA Administração, constituída em 2011, divide muro com a Argeplan na Vila Madalena. Seu objeto social é “gestão e administração de propriedades imobiliárias”. A reportagem tentou buscar contratos assinados pela PDA Administração, mas não encontrou.

A PDA Projetos, por sua vez, se tornou conhecida depois de um executivo da Engevix dizer, em uma proposta de delação premiada, que havia pago R$ 1 milhão ao coronel Lima. O dinheiro teria sido repassado por meio de uma subcontratada, a Alúmi. A PF agora tenta investigar qual é a origem de todo dinheiro identificado e se seria possível esse valor ter sido arrecadado por meio de serviços lícitos.

Os documentos integram o inquérito que apura se houve pagamento de propina em um decreto do setor portuário, editado pelogoverno Temer em maio de 2017. O coronel Lima já foi alvo duas vezes de operações da PF. A última foi em março deste ano, quando ele chegou a ficar preso por alguns dias.

A primeira, em maio do ano passado, decorreu de delação da JBS, quando a polícia também encontrou documentos ligados a uma reforma na casa de Maristela, uma das filhas de Temer. Até hoje o coronel não se pronunciou à PF sobre as suspeitas. A principal linha de apuração é de que o presidente lavou dinheiro de propina em transações imobiliárias e em obras em casas de familiares. Temer nega as suspeitas. Um dos fornecedores da reforma de Maristela afirmou ter recebido em dinheiro vivo pagamentos pelos produtos, todos das mãos de Maria Rita Fratezi, mulher de Lima.

Na semana passada, o jornal Folha de S.Paulo mostrou que a PF encontrou o que considera ser o primeiro elo financeiro documentado entre o coronel e a Rodrimar, empresa que é o foco da principal investigação em andamento sobre o presidente. Segundo a linha de investigação, a ligação entre o coronel e a Rodrimar é a empresa Eliland, braço de uma offshore sediada no Uruguai.

Aberto em 2017, o inquérito busca esclarecer se Temer recebeu, por meio do militar aposentado, propina da Rodrimar em troca da edição de um decreto que teria beneficiado companhias que atuam no porto de Santos.

   Outro lado

A defesa do coronel Lima diz que as questões enviadas pela reportagem envolvem “sigilo contábil e fiscal da empresa” e não podem ser respondidas “sob pena de infração ética profissional”. A reportagem perguntou como a PDA Arquitetura e a PDA Administração ganharam dinheiro e se assinaram contratos públicos.

Sobre o valor de R$ 1 milhão citado na proposta de delação da Engevix, o advogado de Lima, Cristiano Benzota, disse que “a própria empresa e seu sócio desmentiram publicamente, inclusive por meio da imprensa, a informação supostamente constante de sua proposta de delação de que houvera irregularidade ou pagamento de propina envolvendo o sr. Lima ou qualquer de suas empresas”.

A defesa ainda afirmou que o coronel “reafirma inexistir a prática ou participação em conduta ilícita e cometimento de qualquer irregularidade”.

Ascom

Falta apenas um mês para o início da 46ª Exposição Especializada em Caprinos e Ovinos de Sertânia, evento que acontece entre os dias 04 e 08 de julho, deste ano.

A programação da maior festa do município, divulgada durante os festejos de 145 anos de Emancipação Política, conta com nomes, como o de Solange Almeida, Pablo, Dorgival Dantas e Alexandre Pires.

Na edição deste ano, se apresentam ainda os artistas locais: Cristina Amaral, Adriana Neves e a banda Farra do Imperador, no palco do Parque de Exposições Professor Renato Moraes.

O camarote da acessibilidade será mantido. Durante a Exposição acontece ainda comercialização de animais, torneio leiteiro, palestras e cursos. Além disso, quem visita o local do evento pode degustar a culinária bodística.

Jardim Botânico do Recife

                        Jardim Botânico do Recife Foto: Arthur de Souza

Este 5 de junho, o calendário marca o Dia Mundial do Meio Ambiente. Em Pernambuco, a data é comemorada ao longo do mês com atividades gratuitas em alguns pontos Região Metropolitana do Recife. Estabelecida pela Organização das Nações Unidas (ONU), a data foi criada com a proposta de chamar a atenção do governo e da população sobre a necessidade de implantar medidas emergenciais para prevenir a degradação do meio ambiente.

No Recife, com o tema Verde Urbano e Mudanças Climáticas, a Secretaria de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (SDSMA) e a Autarquia de Manutenção e Limpeza Urbana (Emlurb) realizam, às 9h, intervenções no canal do Arruda, dentro da Campanha Cidade Limpa. A inicitiva Junho Verde conta com atividades como oficinas, ações educativas, seminários, plantios, passeios pelo rio Capibaribe e visitas ao Econúcleo Jaqueira e ao Jardim Botânico da Cidade.

No âmbito estadual, a Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) preparou atividades como exposições fotográficas, trilhas interpretativas, aula de campo com plantio de mudas em nascentes, seminários com apresentações de temas ambientais – como o ICMS Socioambiental e as experiências de sucesso realizadas na caatinga em diversos municípios pernambucanos -, palestras sobre conservação de fauna, permacultura e enriquecimento com os animais do Parque Estadual Dois Irmãos. Os diferenciais são o lançamento do plano de 30 anos do gerenciamento costeiro e um painel sobre vulnerabilidades e oportunidades da gestão ambiental no Estado.

No Espaço Ciência, a poluição plástica é o mote da programação da Semana do Meio Ambiente. Até sexta-feira (8), são mais de dez oficinas e outras ações, como visita à Trilha Ecológica e ao Observatório de Aves, além de um passeio no barco movido à energia solar pelo espelho d’água ou pelo manguezal. Uma novidade é o Espaço Agroecológico, fruto de parceria entre o Espaço Ciência e o Serviço de Tecnologias Alternativas. Lá os visitantes podem perceber como o manejo integrado de diferentes culturas favorece uma plantação livre de agrotóxicos e fertilizantes.

São Lourenço
Conhecida como a capital nacional do pau-brasil, o município de São Lourenço da Mata tem, até sexta-feira, palestras, ações educativas e oficinas, além da plantação de mudas para a criação de um bosque de pau-brasil na cidade por meio do plantio de 200 mudas.

No último dia, a programação é fechada pela presidente da Fundação Nacional do Pau-Brasil (Funbrasil), Ana Cristina Roldão, que ministra palestra sobre São Lourenço da Mata como capital da árvore que deu origem ao nome da nação brasileira. A exposição ocorre no Codai-UFRPE de Tiúma, onde será plantado o bosque de pau-brasil.

O atacante Neymar retornou aos gramados em grande estilo. Ele marcou o primeiro gol da vitória da seleção brasileira sobre a Croácia por 2 a 0

O atacante Neymar retornou aos gramados em grande estilo. Ele marcou o primeiro gol da vitória da seleção brasileira sobre a Croácia por 2 a 0Foto: Oli Scarff/AFP

O Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão publicou portaria no Diário Oficial da União desta segunda (4) para regulamentar o funcionamento de órgãos públicos da administração direta (ministérios) e indireta (fundações e autarquias) nos dias de jogos da Seleção Brasileira de futebol na Copa do Mundo Fifa 2018. O torneio começa no próximo dia 14 de junho, na Rússia.

A portaria, assinada pelo ministro Esteves Colnago, diz que nos dias em que os jogos do Brasil se realizarem pela manhã, o expediente só terá início a partir das 14h. Já nos dias em que os jogos se realizarem à tarde, o expediente começará de manhã e se encerrará às 13h. Segundo o dispositivo, as horas não trabalhadas deverão ser compensadas até o dia 31 de outubro. Os agentes públicos também deverão observar os turnos de funcionamento dos órgãos e entidades, além da preservação integral do funcionamento de serviços considerados essenciais, determina a portaria.

Leia também:
Tite espera por Neymar para escalar equipe ideal pela 1ª vez
“Neymar voltou acima da minha expectativa”, afirma Tite

Calendário
O Brasil estreia na Copa contra a Suíça, no dia 17 de junho, um domingo, às 15h, no horário de Brasília, pelo grupo E da competição. A segunda partida será contra a Costa Rica, no dia 22 de junho, sexta-feira, às 9h. O jogo de encerramento da fase de grupos será no dia 27, quarta-feira, contra a Sérvia, às 15h. Se chegar às semifinais ou à grande final, no dia 15 de julho, o Brasil ainda poderá jogar outras quatro vezes. A definição das datas dos confrontos das fases seguintes dependem da posição do país na fase de grupos.

Marcelo José Bezerra da Silva, de 28 anos, é suspeito de ter assassinado Maria Jaqueline da Silva, de 18 anos.

Marcelo José Bezerra da Silva, de 28 anos, é suspeito de ter assassinado Maria Jaqueline da Silva, de 18 anos.Foto: Divulgação/Polícia Civil de Pernambuco

Um suspeito de feminicídio foi preso pela Polícia Civil de Pernambuco (PCPE) na última sexta-feira (1°) em Garanhuns, no Agreste de Pernambuco. Marcelo José Bezerra da Silva, de 28 anos, é suspeito de ter assassinado Maria Jaqueline da Silva, de 18 anos. Eles tinham uma relacionamento amoroso e a jovem foi encontrada com as mãos e pés amarrados.

Maria Jaqueline desapareceu na última terça-feira (29) e foi encontrada sem vida três dias depois. A apresentação da prisão foi realizada nesta segunda-feira (4) pela PCPE No interrogatório, Marcelo José caiu várias vezes em contradição, segundo a Polícia Civil.

Leia também:
Crime de feminicídio é impedido em Boa Viagem
Estado lança protocolos de combate ao feminicídio

“Fomos checar as informações que ele contou e, por fim, ele acabou confessando tudo com frieza e riqueza de detalhes“, afirmou o titular da Delegacia Especializada na Apuração da Homicídios (DEAH), o delegado Caio Morais. “Ele alegou que mantinha uma relação extraconjugal com a vítima e a mulher estaria o pressionando para deixar a esposa e assumir a relação. No dia da morte, ela teria ameaçado contar à esposa do Marcelo”, completou.

“As suspeitas de encontrarem Maria Jaqueline começaram quando o tempo foi passando. Ela sumiu dia 29 e, por volta do dia 31, foi levantada a possibilidade de ela estar morta. No dia 1º as buscas se intensificaram”, finalizou o delegado. A prisão preventiva de Marcelo José foi decretada e ele foi encaminhado à Cadeia Pública de Saloá, também no Agreste de Pernambuco, onde está à disposição da Justiça.

A vereadora do Recife Marília Arraes (PT), o ex-presidente Lula (PT) e o senador Humberto Costa (PT)

A vereadora do Recife Marília Arraes (PT), o ex-presidente Lula (PT) e o senador Humberto Costa (PT)Foto: Ricardo Stuckert/Instituto Lula

A reunião que decidirá os rumos do PT em Pernambuco, no próximo dia 10, será realizada no Recife Praia Hotel, localizado na Avenida Boa Viagem, no Recife, entre as 9h e 18h. Na ocasião, os delegados do partido votarão se apoiam ou não o lançamento de candidatura própria para governador e, caso essa tese seja aprovada, qual será o nome escolhido. A disputa interna, neste caso, segue acirrada, entre os que defendem a postulação da vereadora Marília Arraes e os que preferem a aliança com o PSB.

Os detalhes da votação foram traçados nesta segunda (04), durante reunião entre membros do diretório estadual da sigla. Nela, ficou acertado que o encontro de táticas eleitorais se iniciará com uma discussão sobre a viabilidade da candidatura própria. Em seguida, os cerca de 300 delegados votarão abertamente se aderem à proposta. A opção vitoriosa deve ter, neste caso, a maioria simples dos votos.

Leia também
Bruno alerta para risco golpe, caso a decisão da maioria do PT-PE não seja respeitada
Sem consenso, PT-PE adia formação de comissão para tratar de possível aliança com o PSB

Pesquisa é vista como trunfo no PT para lançar candidatura própria

“Os delegados foram eleitos no congresso do ano passado, quando se tirou uma resolução por unanimidade, pela candidatura própria. Então, pelo perfil deles, o apoio a esta determinação deve prevalecer. Houve algumas mudanças de lá para cá, claro. Se não, a gente não estaria apreciando a possibilidade de aliança. Mas a tendência deve ser esta mesmo”, declarou a deputada estadual Teresa Leitão.

Comissão
Na reunião desta segunda (04), os petistas também conversaram sobre a formação de uma comissão para acompanhar as conversas da direção nacional, em torno das possíveis alianças com outros partidos nos estados. Ao todo, três pessoas irão compor o grupo. Uma delas é o presidente da sigla em Pernambuco, Bruno Ribeiro. Outra representará o lado que quer seguir com o PSB e a última falará em nome dos que apoiam voo solo. Porém, ainda não foram definidos os nomes. A turma pró-Marília deve fechar a indicação nesta terça (04). Em seguida, o trio deverá ter uma reunião com a presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann. A data do encontro ainda não foi anunciada.

Gasolina teve impacto com inflação de 2,57% em maio

Gasolina teve impacto com inflação de 2,57% em maioFoto: Fernando Frazão/Agência Brasil

Assim como ocorreu com o gás de cozinha e com o diesel, a Petrobras sinalizou ao governo que aceita debater a revisão da política de reajuste diário do preço da gasolina, desde que a cotação internacional do combustível continue a servir de referência para o preço no mercado interno. Outra condição, segundo pessoa próxima às negociações ouvida pela reportagem, é que a estatal seja protegida contra importações caso o preço no exterior fique mais baixo do que o praticado no Brasil.

A informação foi antecipada pelo jornal Valor Econômico. A Petrobras vem sendo ouvida pelo governo, informalmente, sobre o tema, subsidiando com informações os técnicos que participam das conversas. Segundo fonte, a avaliação é que a mudança não representaria uma novidade total na política da empresa, já que o preço do gás de cozinha residencial, desde janeiro deste ano, passou a ser atualizado trimestralmente, em vez de mensalmente.

A referência continuou a ser o preço do butano e propano comercializado no mercado europeu, mas o período de apuração das cotações internacionais e do câmbio levado em conta para o reajuste passou a ser a média de 12 meses anteriores, e não mais a variação mensal.

Leia também
Petrobras aumenta preço da gasolina em 2,25% nas refinarias
Petrobras desmente alta no preço do gás de cozinha
Troca na Petrobras não altera política de preços da empresa, diz ministro

No caso do diesel, o preço foi congelado por 60 dias, medida possível pelo subsídio dado pela União ao desconto de R$ 0,46 no litro do combustível. Nesse caso, para evitar distorções entre o preço do mercado interno e o combustível importado, o ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, anunciou a criação de um imposto de importação, a ser corrigido diariamente para compensar eventuais diferenças.

Uma medida similiar teria que ser tomada caso a revisão no preço da gasolina deixe de ser diária. Nesta sexta-feira (1º), o Ministério de Minas e Energia afirmou em nota que seria criado um grupo de trabalho, em conjunto com a ANP (Agência Nacional de Petróleo) e técnicos do Ministério da Fazenda, para discutir uma nova política de reajustes.

Havia uma reunião sobre o tema marcada para esta segunda (4), mas esta não ocorreu.

Hospital Santa Clara, em Escada, para onde a criança foi socorrida

Hospital Santa Clara, em Escada, para onde a criança foi socorridaFoto: Reprodução/Internet

Uma criança de 7 anos morreu após ter sido atingida por uma bala perdida no município de Escada, na Zona da Mata Sul de Pernambuco. De acordo com a Polícia Civil, o caso aconteceu por volta do meio-dia desta segunda-feira (4), quando dois homens cometeram um duplo homicídio no bairro da Mangueira.

Ainda segundo a polícia, dois suspeitos em uma moto dispararam contra Matheus Henrique do Nascimento, de 16 anos, que morreu no local. A segunda vítima, Josimar Dionísio da Silva, de 21 anos, tentou fugir e entrou em uma residência, mas foi perseguido e morto dentro da casa.

A criança, que estava saindo da residência onde a segundavítima se escondeu, acabou sendo atingida. Lucas Gabriel Andrade Silva chegou a ser socorrido para o Hospital Santa Clara, mas não resistiu aos ferimentos e morreu na unidade de saúde.

A Polícia Militar e a Polícia Civil estão em diligência para investigar o caso. A suspeita é de que o homem e o adolescente teriam envolvimento com tráfico de drogas na região.

Blog da Folha

O presidente estadual do PT, Bruno Ribeiro, está se empenhando para que todos os quadros do partido respeitem a decisão que será tomada no próximo dia 10, em torno da possibilidade de uma candidatura própria para governador.

Segundo ele, tanto os que defendem a postulação da vereadora Marília Arraes, quanto os que preferem a aliança com o PSB terão que seguir o resultado da votação entre os delegados, sem chance para novas interpretações posteriores ou intervenção da direção nacional da sigla. Caso contrário, na sua visão, a legenda repetirá a prática que culminou na saída da ex-presidente Dilma, em 2016, e poderá ser chamada de golpista.

“Temos feito um diálogo permanente com o conjunto do partido e com a direção nacional. Temos orgulho dos procedimentos democráticos do PT. Se vencer a candidatura de Marília, ela nos unirá e sua candidatura precisa envolver todo o partido. Não haverá vencidos nem vencedores. Se a decisão que predominar for a aliança, o mesmo efeito produzirá. Todos temos que estar unidos na execução daquilo que foi decidido no encontro”, colocou o petista, em entrevista ao programa Folha Política, hoje.

Na opinião de Bruno, “fazer diferente é repetir o que foi feito no impeachment de 2016”. “É desrespeitar a decisão que foi tomada pelo povo brasileiro, como foi na época, quando tiraram uma presidente eleita para botar um impostor. Então no encontro do dia 10 vamos respeitar a decisão da maioria dos delegados e delegadas do partido. Este é o caminho e não há nenhuma outra opção para nenhum dos defensores das duas teses”, disse.

Questionado sobre o trauma gerado após a disputa interna em 2012, quando a direção nacional interviu em Pernambuco para rifar a postulação do então prefeito João da Costa, Bruno Ribeiro fez questão de destacar que “são momentos diferentes”. “Aquela eleição era municipal e essa é de presidente. É nacional. Então, mais do que nunca, a interação entre estados e direção nacional é muito importante neste ano”, destacou.

Palco do São João de Campina Grande

G1 PB

As apresentações musicais do São João 2018 de Campina Grande foram suspensas por uma liminar concedida pela juíza pela 2ª Vara da Fazenda Pública de Campina Grande, Ana Carmem Pereira Jordão.

A determinação foi tomada com base em uma ação do Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (ECAD), que cobra o pagamento de direitos autorais pelas músicas executadas durante a festa no ano de 2017 e também pelas que vão tocar na edição 2018 do “Maior São João do Mundo”. A decisão foi divulgada nesta segunda-feira (4), quatro dias antes da abertura marcada para 8 de junho.

A decisão atinge tanto a Prefeitura de Campina Grande, quanto a empresa Aliança, contratada para a realização do evento, após processo licitatório. A assessoria de imprensa da Aliança informou que a empresa ainda não tem conhecimento da liminar e que não recebeu notificação.

Em entrevista à rádio CBN João Pessoa, o prefeito de Campina Grande Romero Rodrigues disse que ainda não foi notificado, mas que vai recorrer ao Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB). Ele destacou que o evento é gratuito.

Segundo a assessoria da 2ª Vara da Fazenda Pública de Campina Grande, para que o São João seja realizado é preciso que seja realizado o pagamento de R$ 598 mil em relação aos direitos autorais das músicas tocadas no São João 2017 mais as que vão ser tocadas no evento deste ano. Esse valor representa 10% do que foi pago à empresa em licitação para a realização do evento em 2017 com aditivo para o São João 2018.

Vereadora Marília Arraes, do PT

       Vereadora Marília Arraes, do PT Foto: Arthur de Souza/Folha de Pernambuco

O presidente estadual do PT, Bruno Ribeiro, aguarda a confirmação da presidente nacional da sigla, a senadora Gleisi Hoffmann, sobre reunião prevista para a terça-feira (5), em Brasília, cujo objetivo é discutir a estratégia eleitoral da legenda em Pernambuco. A pedido de Gleisi, uma comissão está sendo formada e será composta pelo próprio Bruno e mais dois representantes do diretório local – um favorável à candidatura própria e outro à aliança. Os nomes devem ser indicados nesta segunda-feira (4).

Defensores do projeto próprio apostam em pesquisa de intenção de voto – encomendada ao instituto Vox Populi – como argumento em prol da candidatura da vereadora Marília Arraes. Há expectativa de que a amostra seja entregue nesta segunda para que seus números sejam realçados junto à dirigente nacional.

Leia também:
Sem Marília, Lossio é a esperança do 2º turno
Marília: “Humberto foi dos maiores incentivadores

“Vamos levar informações a essa reunião. Devemos ter, no resultado da pesquisa da Vox Populi, referenciais pra tomar posição com tranquilidade”, defende a deputada estadual Teresa Leitão (PT). Há um clima de torcida entre os defensores das duas teses que serão debatidas em votação prevista para o próximo domingo (10).

Os aliancistas creem, no entanto, que podem ganhar a queda de braço antes que o evento aconteça. O vice-presidente estadual do PT, Oscar Barreto, argumenta que a decisão política de apoiar o PSB já está tomada “há muito tempo” e que não há possibilidade de existir candidatura própria.

O presidente Bruno Ribeiro, em tom amistoso, afirma que espera um entendimento prévio. “Queremos chegar ao encontro já com consensos feitos. Mas, se não for possível, a decisão será serena”, determina. Uma reunião acontece nesta segunda-feira, ao meio-dia, com integrantes da executiva estadual para definir regras do evento de domingo.

Teresa Leitão elogiou a decisão de Gleisi em ter convocado essa comissão para a reunião em Brasília. “Está havendo muita versão, cada um interpreta de um jeito o que é dito pela nacional. Da minha parte, eu achei o encaminhamento muito correto”, avalia. “Domingo nós vamos apresentar duas teses, a menos que os defensores da aliança desistam. A tese da candidatura própria, certamente, vai ser apresentada”, demarcou a deputada.

Bruno Ribeiro explica que um eventual entendimento em torno de aliança entre PT e PSB envolve dez estados, entre eles Pernambuco, razão pela qual uma decisão demanda ainda mais diálogo.

O governador Paulo Câmara, vice-presidente nacional do PSB, também terá uma reunião com a senadora Gleisi Hoffmann, na terça, momento em que pode se dar um gesto definitivo no sentido da aliança em Pernambuco. Antes, o governador desembarca, nesta segunda, em São Paulo, onde terá conversa com o governador Márcio França. O tema das alianças regionais entre PT e PSB deve ir à pauta.

Teresa Leitão, todavia, observa que esses encontros com o governador fazem parte de uma interlocução nacional dos partidos de esquerda. “Essas reuniões estão acontecendo com representantes de outros partidos. Ocorre que Paulo Câmara está doido, como quem se agarra em jacaré de boca aberta, para retirar candidatura de Marília”, dispara a parlamentar.

Oscar, contudo, desconsidera, com veemência, o peso da pesquisa na tomada de decisão. “Essa conversa de pesquisa é argumento de retórica. Ninguém toma decisão baseado em pesquisa. Humberto tinha 40% e perdeu eleição pra Geraldo Julio. Pesquisa é momento e campanha política é uma coisa mais séria”, alega o vice-presidente.

Cogitou-se uma possibilidade de os delegados do PT serem modificados, numa manobra para aprovar a política de aliança, mas petistas, que defendem a candidatura própria, usam o estatuto para vetar esse caminho.

“O estatuto do PT é muito claro ao dizer que o delegado titular só pode ser substituído se manifestar por escrito”, afirma Múcio Magalhães. “Não vi nenhuma grande manifestação de quem defende aliança com Paulo Câmara. Eles nem dizem isso claramente. Se há alguém que enxerga maioria, deveria mostrar”, adverte.