Monthly Archives: maio 2018

Senador Humberto Costa (PT) fez um balanço dos oito anos de mandato

Senador Humberto Costa (PT) fez um balanço dos oito anos de mandatoFoto: Daniel Leite/Blog

Um dia após o Grupo de Trabalho Eleitoral (GTE) nacional do PT indicar pela aliança com o PSB em Pernambuco, o que poderia minar, assim, a pré-candidatura da vereadora Marília Arraes (PT) ao Governo do Estado, o senador Humberto Costa (PT) avaliou que, se houver um consenso dentro do partido antes do dia 10 – quando será definida a posição da legenda quanto as eleições de outubro próximo – a reunião deverá ocorrer, mas com um caráter diferente.

“O nosso trabalho é para construir a decisão, qualquer que seja ela, no entendimento, na conversa, no convencimento de uma parte ou de outra, qualquer que seja ela. O encontro existe, mas naturalmente se a gente construir consenso ou uma posição unificada antes disso, o encontro vai ser feito, mas teria um caráter diferente”, afirmou o senador, em conversa com a imprensa nesta quinta-feira (31).

Na avaliação do parlamentar, se a direção nacional do PT der uma orientação objetiva acerca dos rumos do partido, isso influenciará no posicionamento dos delegados que votam pela aliança. Neste caso, se a nacional sinalizar, cresce o apoio a retirada da candidatura própria. “Hoje, nós temos uma maioria pequena, mas temos uma maioria favorável ao entendimento, porque isso é uma coisa de interessa nacional do PT. Mas se houver essa recomendação, acho que essa maioria cresce bastante”, declarou o senador, que confirmou que a senadora Gleisi Hoffmann, presidente nacional da sigla, sinalizou para aliança com o PSB.

Humberto Costa também falou que o governador Paulo Câmara (PSB) deve ligar para Gleisi Hoffmann, e que semana que vem deverá ocorrer outra reunião do GTE da legenda.

Com informações de Daniel Leite, editor do Blog.

Bruno Ribeiro, presidente estadual do PT

Blog da Folha

Mesmo com as articulações nacionais em prol da aliança com o PSB, a direção estadual do PT deve se reunir até o final de semana para definir os detalhes do encontro do próximo dia 10 de junho.

Na última semana, a vereadora do Recife, Marília Arraes (PT), solicitou cópias dos estatutos do partido e das regras do encontro, estas, porém, ainda não estão definidas. O requerimento da petista, contudo, não foi bem digerido pela direção nacional.

Apesar de ser uma solicitação simples, alguns dirigentes sentiram uma disposição da vereadora para uma eventual judicialização do processo, o que poderá trazer desgastes a legenda e a petista. Ela explicou, na ocasião, que estava sentindo dificuldades de obter estes documentos, apesar de serem públicos, e gostaria de se preparar para a reunião.

Duas preocupações da vereadora era saber, por exemplo, como se daria a escolha da tese – aliança ou candidatura própria – e dos candidatos, se por votação aberta ou secreta, e se os 300 delegados firmados no Processo de Eleição Diretas (PED) em 2017 poderia ser alterado às vésperas da disputa, como se cogitou internamente.

Segundo o presidente estadual do PT, Bruno Ribeiro, a parte que cabe a direção estadual é operacionalizar o debate. “Não temos margem para regulamentar, cuidamos da operacionalização”, explicou Ribeiro. Ou seja, cabe à direção resolver credenciamento, formação da mesa e desdobramentos do debate, acrescentou o dirigente. “Não podemos inovar”.

Foto: Humberto Pradera/Divulgação

Do Blog de Jamildo

O presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, negou que o partido esteja discutindo uma aliança nacional com o PT, com o ex-prefeito de Belo Horizonte o socialista Márcio Lacerda como um possível vice em uma chapa encabeçada pelo ex-prefeito Fernando Haddad, considerado plano ‘B’ petista para a eleição presidencial.

Em entrevista ao Blog de Jamildo, Siqueira foi enfático e disse que “não há clima” para uma aliança no plano nacional com os petistas e o que vem sendo discutido no ninho socialista são os palanques estaduais, como em Pernambuco, onde o governador Paulo Câmara (PSB) tenta a reeleição e a vereadora Marília Arraes é pré-candidata, e Minas Gerais, onde Márcio Lacerda é pré-candidato ao governo contra o atual governador Fernando Pimentel (PT).

“Não existe (conversas para fechar a aliança nacional com o PT). Se essa discussão existe é fora do partido”, disse Siqueira, que classifica como mera “especulação” as notícias que dão conta da formação de um palanque nacional com o candidato indicado pelo PT.

Apesar de reafirmar sua pré-candidatura, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) deve ser enquadrado na Lei da Ficha Limpa, por ter sido condenado em segunda instância a 12 anos e um mês de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, e ser impedido de concorrer pela sexta vez ao Planalto.

De acordo com o presidente do PSB, há duas tendências fortes no partido: liberar os Estados, como aconteceu nas eleições presidenciais de 2006, lembra Siqueira. Nesse pleito, a legenda não lançou candidato próprio e nem apoiou formalmente nenhum nome, apesar da maioria dos socialistas ter apoiado o ex-presidente Lula, que disputava a reeleição. A outra tendência é compor uma frente de esquerda com o ex-governador do Ceará Ciro Gomes (PDT), que chegou a afirmar em sabatina do UOL que os socialistas eram parceiros preferenciais do projeto dele.

Questionado se a forma como Ciro saiu do PSB, em 2014, chamando de “oportunista” o ex-governador Eduardo Campos por ter se lançado à corrida presidencial deixou alguma mágoa entre os integrantes do partido, Carlos Siqueira relembrou o próprio histórico de Campos para ressaltar que a questão nem foi tema de conversas entre os socialistas.

“Não se faz política olhando o retrovisor. Estamos de olho no futuro e nas necessidades do País”, disse, relembrando a aproximação de Campos com o seu antigo adversário ferrenho ex-governador Jarbas Vasconcelos em 2012. Segundo Siqueira, o PSB segue a mesma postura do seu ex-presidente e não trata a política como algo “congelado”. “A política é dinâmica. (O partido) tem ele (Eduardo) como referência”, disse.

POSTO SERTÂNIA CITY JÁ DISPÕE DE GASOLINA

Em Sertânia, ainda temos uma situação crítica com relação a abastecimento de combustíveis. É que o Posto Pinheirão que ontem, dia 30, estava disponibilizando gasolina com abastecimento limitado de até cem reais por carro, hoje, quinta-feira, já não tem mais.

Nesta quinta-feira, quem dispõe de combustíveis são três  postos, o Posto Esperança na saída para a cidade de Monteiro, às margens da rodovia, posto novo Horizonte de junior, na saída  para Albuquerque Né e o outro é o Posto Posto Sertânia City, na saída para Cruzeiro do Nordeste, às margens da rodovia.

Os donos de veículos estão abastecendo sem enfrentar longas filas até o momento. Há expectativa que outros postos até amanhã recebam também seus combustíveis e assim a vida volte a normalidade na cidade.

Em nota a Prefeitura de Sertânia já comunicou que amanhã não haverá aulas no município, que desde a segunda-feira, se encontra sem transportes escolares. Espera-se que a partir de segunda-feira, dia 4 de junho tudo volte ao normal.

Hábito de fumar ainda abrange um em cada dez brasileiros que vivem nas capitais do País

Hábito de fumar ainda abrange um em cada dez brasileiros que vivem nas capitais do País Foto: André Nery/Arquivo Folha

Nesta quinta-feira (31) é lembrado o Dia Mundial sem Tabaco. Foco de atenção em vários âmbitos, o fumo ainda é um dos principais desafios da saúde pública no Brasil e no planeta. No mundo, sete milhões de pessoas morrem, anualmente, devido ao tabagismo, sendo dessas 890 mil fumantes passivas. No País, foi verificado que 428 pessoas vêm a óbito por dia, ou seja, mais de 155 mil a cada ano.

Vilão principal para vários tipos de câncer, o produto também é responsável pelo aumento do risco de doenças cardíacas. Os perigos cardiovasculares são o mote da campanha nacional de 2018 contra o cigarro. Apesar dos alertas recorrentes, comportamentos de risco ainda se multiplicam envelopados em mitos. Um dos mais curiosos verificados pela Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica (SBOC) verificou é que 21% de fumantes ou ex-fumantes creem que existe um limite seguro de consumo.

Dados inéditos do Ministério da Saúde apontam que a frequência do consumo do tabaco entre os fuman­tes nas capitais brasileiras redu­ziu em 36%, no período de 2006 a 2017. Nos últimos anos, a prevalência de fumantes caiu de 15,7%, em 2006, para 10,1% em 2017. Apesar da queda, o hábito de fumar ainda abrange um em cada dez brasileiros que vivem nas capitais do País e dá sinais de novo avanço em algumas faixas etárias, como entre jovens de 18 a 24 anos, cujo percentual de adeptos ao cigarro cresceu de 7,4%, em 2016, para 8,5% no último ano. Os novos números foram divulgados ontem.

“No cigarro ou em qualquer produto fumígeno há pelo menos 60 tipos diferentes de cancerígenos. O fumo é o único produto com causa e efeito totalmente comprovados com o câncer. E para essas substâncias não existem níveis mínimos tolerados”, reforçou o pneumologista do Real Hospital Português (RHP), Blancard Torres.

Leia também
Anvisa, STF e Congresso podem mudar regulamentação do fumo no País
Cigarro com sabor terá nova batalha na Justiça

O engenheiro Mauricio Souza, 30 anos, conseguiu evitar o consumo por quatro anos, mas recentemente teve recaída. “Estou até reduzindo um pouco. Mas acho que essa redução não traz benefício”, comentou. Ele garantiu que tem um planejamento de parar de fumar completamente em até um ano.

Blancard Torres comentou que o potencial maléfico do fumo é tão evidente que ao abolir o cigarro no hábito humano seria possível cortar em 30% todos os tipos de cânceres. Torres destacou que a multiplicidade de danos do tabaco perpassa não só o fumante, mas as pessoas que convivem, além do ambiente. “Dependendo da concentração e do tempo da exposição, o fumante passivo e o terciário ficam com as mesmas doenças pertinentes aos fumantes ativos.”

Ação
A Secretaria de Saúde do Recife promoverá hoje uma ação no Mercado do Cordeiro, Zona Oeste da Cidade, a partir das 14h. Redutores de Danos farão abordagem e sensibilização sobre os prejuízos causados pelo fumo.

Gleisi Hoffmann

                       Gleisi Hoffmann Foto: Divulgação

Uma reunião para definição de aliança, em Pernambuco, entre o PSB e o PT já estava para ser marcada, mas acabou não ocorrendo em função dos transtornos causados pela greve dos caminhoneiros. Como a coluna cantou a pedra, ainda no último dia 26, socialistas, ali, já admitiam que a decisão dos petistas sobre composição no Estado poderia sair antes do dia 10 – data da reunião prevista para se votar se Marília Arraes será mantida ou não no páreo da disputa pelo Palácio das Princesas. A previsão de membros da Frente Popular sobre iminente antecipação vinculava-se, então, à desistência do ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, de fazer visita ao Estado no último dia 25. Palacianos já ponderavam que a mudança nos planos de Haddad tinha a ver com “não ter que dar palanque” à vereadora petista. Se uma aliança se confirmar, a participação do PT na chapa majoritária de Paulo Câmara é uma possibilidade considerada na cúpula da Frente Popular. Desde a última sexta-feira, a presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, e o vice-presidente, Márcio Macêdo, solicitavam que representantes do PT estadual fossem a Brasília para uma reunião. Mas, diante dos empecilhos apresentados pela crise de abastecimento, o resultado foi uma vídeoconferência, realizada entre as 9h e as 12h ontem, que colocou, de um lado, o senador Humberto Costa, Gleisi, Márcio Macêdo e o secretário de Movimentos Populares, que integra a executiva nacional, Ivan Alex, e do outro, petistas pernambucanos, incluindo o presidente do PT-PE, Bruno Ribeiro, e Marília Arraes. A apresentação feita por Gleisi remontou à reaproximação entre PT e PSB desde novembro e estendeu-se às “sinalizações muito sólidas”, segundo o dirigente estadual, “de que 10 a 11 governadores do PSB poderiam estar apoiando Lula o primeiro turno”. No PSB, essa conta dos votos no ex-presidente ainda não está fechada, mas a lógica dessas composições em 10 ou 11 estados já coincide com a de petistas.

Do lado de cá
Em Pernambuco, estavam reunidos, ontem, durante a vídeoconferência, além de Bruno Ribeiro e Marília Arraes, entre outros, a deputada Teresa Leitão, o ex-prefeito João da Costa, Oscar Barreto, Múcio Magalhães, Glaucus Lima, Sheila Oliveira, Carlos Veras, Ângela Cristina, Doriel Barros.

Cabeceira >
 Quando o deputado federal Silvio Costa encontrou-se com Lula, na última terça-feira, o ex-presidente estava lendo “A poeira e a Estrada”, biografia do cantor pernambucano Maciel Melo. Silvio ficou de levar mensagem ao compositor.

Caminho único > A sessão do STF começou, ontem, com uma manifestação da presidente da Cármen Lúcia sobre a crise no País: “Não há escolha de caminho. A democracia é o único caminho legítimo”. Cármen Lúcia disse que tem “profunda preocupação com o grave momento político, econômico e social experimentado pelos cidadãos brasileiros”.

Deboche 1 > O deputado estadual Waldemar Borges disse, na Assembleia Legislativa, que estava estarrecido com “o deboche da Petrobras”, que insiste em continuar com a política que atrela o preço dos combustíveis ao mercado internacional, aumentando a venda de petróleo cru e a importação do refinado, e reduzindo, assim, a utilização de suas refinarias.

Deboche 2 > “O País passa a comprar no mercado internacional um bem que poderia produzir no Brasil e, em meio a toda essa crise, ainda promove mais um reajuste do preço da gasolina. É muito deboche, é muita cara de pau, é muita insensibilidade, é muita falta de compromisso com a população”, criticou.

São João de Caruaru

                       São João de Caruaru Foto: Geyson Magno/Prefeitura de Caruaru

A programação do São João 2018 de Caruaru, no Agreste de Pernambuco, não sofrerá alterações por causa do desabastecimento provocado pela greve dos caminhoneiros. A festa na Capital do Forró será aberta oficialmente neste sábado (2), às 19h, na Estação Ferroviária, e terá 29 de dias de festa até 30 de junho. Um público de 2,5 milhões de pessoas é esperado para as 400 apresentações.

Na semana passada, a prefeita Raquel Lyra decretou estado de emergência na cidade por causa dos prejuízos causados em setores como escolas, transporte coletivo e coleta de lixo. A manutenção da abertura foi anunciada na noite dessa quarta-feira (30) pela gestão municipal, que afirmou ter chegado à conclusão de que Caruaru tem condições de começar a programação neste fim de semana.

Leia também:
Prefeitura de Caruaru decreta estado de emergência
Abertura de São João de Campina Grande é adiada

Durante a coletiva, Raquel explicou o que motivou a decisão. “O São João é muito importante para Caruaru e não é só culturalmente. O impacto econômico é importantíssimo para girar a economia local“, destacou. “Nos reunimos com toda a sociedade civil, órgãos de segurança, comerciantes, donos de restaurantes e patrocinadores e todos concordaram em manter a festa“, completou.

Todos os serviços prestados pela prefeitura devem voltar a funcionar nesta quinta-feira (31). A programação completa do São João 2018 de Caruaru foi disponibilizada pela prefeitura no site oficial do evento.  A festa junina de Campina Grande, na Paraíba, por sua vez, foi adiada em uma semana por causa da paralisação e terá início apenas em 8 de junho.

Caminhão-tanque

                       Caminhão-tanque Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

No décimo dia de paralisação, o Exército e a Polícia Rodoviária Federal deram apoio a caminhoneiros que queriam voltar às estradas. O reabastecimento começou a ser retomado pelo país. Em São Paulo, a véspera de feriado teve postos cheios e estradas vazias.

Os caminhoneiros já deixaram as estradas?
O país não tem mais bloqueios totais de rodovias, mas em ao menos 16 estados ainda há caminhoneiros realizando protestos.

O abastecimento de combustível já voltou ao normal?
Em muitas cidades, o fornecimento está se normalizando -um quarto dos postos da Grande São Paulo, por exemplo, já receberam caminhões-tanques.

Leia também:
Temer sanciona reoneração com veto a isenção de imposto sobre diesel
Petrobras defende política de preço em vídeo a funcionários

A greve dos petroleiros pode gerar novos problemas?
Segundo a Petrobras, não há risco de desabastecimento por causa da greve

Como está o abastecimento de feiras e mercados?
Mercados e entrepostos começaram a receber volumes maiores de produtos nesta quarta-feira, mas ainda faltam alguns itens.

A produção de alimentos já foi normalizada?
Cerca de um terço dos frigoríficos voltou a funcionar, a produção de itens como soja começou a ser escoada e granjas já receberam um pouco de ração. Mas a situação deve demorar alguns dias para voltar ao normal.

Ainda haverá impactos no feriado de Corpus Christi?
Hotéis e agências de viagem registraram cancelamentos (em algumas cidades, eles chegaram a 90% das reservas). O fluxo nas estradas deve ser menor que o de costume, e cidades do interior e do litoral podem levar mais tempo para ter o abastecimento de combustível normalizado. Alguns aeroportos ainda sofrem com a falta de combustível.

O que vai acontecer com os manifestantes?
Os caminhoneiros começaram a sair das rodovias dois dias após o governo anunciar, no domingo à noite, um conjunto de medidas que atende algumas das reivindicações dos manifestantes. Na noite de terça-feira (29), o Senado aprovou a lei de reoneração da folha de pagamento e deixou para o presidente Temer vetar o artigo que acaba com a cobrança do Pis/Cofins sobre o óleo diesel até o fim do ano.

Temer assinou o veto na noite de quarta-feira (30), e houve somente uma redução na taxa e não a sua isenção. O Ministério Público vai apurar se houve crimes durante as manifestações. Existe a suspeita da prática de locaute por parte de transportadoras.

O que o governo prometeu? 
Desconto de R$ 0,46 centavos no preços do diesel (redução corresponde a soma dos valores do PIS/Cofins e da Cide) O preço do óleo diesel, já com o desconto, será válido por 60 dias. Depois período, os reajustes serão mensais e não mais diários Isenção da cobrança do eixo suspenso em todo o país via medida provisória Caminhoneiros autônomos terão 30%, pelo menos, dos fretes da Conab, a Companhia Nacional de Abastecimento (medida estabelecida também via medida provisória) Estabelecimento da tabela mínima de frete.

De onde o governo irá tirar o dinheiro para reduzir o valor do diesel?
O governo irá cortar impostos sobre o diesel e irá subsidiar outra parte. O ministro do Planejamento, Esteves Colnago Jr, não descartou a necessidade de aumento de impostos para compensar a redução.

Veja abaixo como será a conta:
R$ 0,46 é o valor que será reduzido no litro do diesel e equivale ao peso total dos tributos federais sobre o combustível.
Desse total…
R$ 0,05 – É a redução obtida com a eliminação da Cide
R$ 0,11 – É a redução obtida a partir da redução da alíquota de PIS/Cofins do combustível
R$ 0,30 – É a redução no litro do diesel a partir de subsídio bancado com recursos do Tesouro Nacional. Esta redução equivale ao restante do PIS/Cofins que incide sobre o diesel

Como será financiado?
Retirada e/ou diminuição dos tributos
R$ 0,05 Cide +R$ 0,11 PIS/ Confins = R$ 0,16
Com a reoneração da folha de pagamentos + aumento de impostos e/ou retirada de incentivos tributários = Governo pretende alcançar o mesmo valor perdido com a retirada dos impostos.  (Essa compensação é obrigatória, segundo a Lei de Responsabilidade Fiscal)

Quanto esse subsídio vai custar aos cofres públicos?
R$ 0,30 por litro de diesel = R$ 9,5 bilhões até o fim do ano
R$ 5,7 bilhões serão sacados da reserva de contingência do Orçamento federal + R$ 3,8 bilhões serão obtidos por meio de corte de despesas que estavam programadas = R$ 9,5 bilhões

Como o governo vai fazer esse rearranjo?
Governo vai editar duas medidas provisórias:
1 – Criará o programa de subsídio ao diesel, no valor de R$ 0,30 por litro
2 – Solicitará crédito extraordinário para compensar despesas não previstas no Orçamento

E o diesel importado?
De acordo com o Ministério da Fazenda, o combustível importado responde por 25% do mercado. Para evitar distorções concorrenciais, o governo vai subsidiar também o produto importado. Caso o preço do diesel no exterior caia, os importadores pagarão mais Imposto de Importação, a fim de manter as condições de equilíbrio de competição com a Petrobras.

Caminhões deixam Suape

                            Suape Foto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

Os caminhões que estavam estacionados na avenida que dá acesso ao Porto de Suape deixaram o local, nesta quarta-feira (30), após a Justiça Federal expedir uma notificação para que eles liberassem, imediatamente, os pontos de bloqueios. Por volta das 2h30, a Polícia Militar de Pernambuco esteve no local e os caminhoneiros, sem resistência, desocuparam Suape.

Afogados da Ingazeira

                       Afogados da Ingazeira Foto: Divulgação

Um homem foi preso após roubar a aposentadoria da própria mãe, de 65 anos, na tarde da terça-feira (29), na cidade de Afogados da Ingazeira, no Sertão de Pernambuco.

Segundo o 23º Batalhão da Polícia Militar de Pernambuco, ele foi encontrado em um bar na praça Monsenhor Alfredo de Arruda Câmara, no Centro da cidade, com o cartão do banco e a quantia de R$ 673 em espécie. A ocorrência foi divulgada nesta quarta-feira (30), pela Polícia Militar.

Leia também:
Assalto a loja é frustrado pela PM em Afogados da Ingazeira
Polícia fecha casa de jogos de azar em Arcoverde
Filho de comunicador é assassinado no Cabo de Santo Agostinho

A polícia foi acionada e a mãe contou aos policiais que costumava mandar a neta sacar o benefício, mas o filho pediu para acompanhá-la. Após o saque, o homem, que mora com a mãe no bairro do Borges, tomou o dinheiro da sua filha e fugiu. Os policiais buscaram o suspeito pela cidade e o encontraram no bar. Ele foi encaminhado à Delegacia de Polícia Civil da cidade, onde foi autuado.

Polícia Federal em operação

                       Polícia Federal em operação Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Ministério Público Federal (MPF) Polícia Federal (PF) cumpre mandados de busca e apreensão nos gabinetes dos deputados Paulinho da Força (SD-SP), Jovair Arantes (PTB-GO) e Wilson Filho (PTB-PB), nesta quarta-feira (30), na Câmara dos Deputados. Todos são investigados por fraudes no sistema de registro sindical.

De acordo com a PF, a ação representa a fase ostensiva da Operação Registro Espúrio, e foi determinada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin.

As investigações já duram cerca de um ano, e revelam um “amplo esquema de corrupção dentro da Secretaria de Relações de Trabalho do Ministério do Trabalho, com suspeita de envolvimento de servidores públicos, lobistas, advogados, dirigentes de centrais sindicais e parlamentares”, informou a PFpor meio de nota.

Leia também:
Justiça determina multa ao PT por manter vigília em frente à PF
MPF denuncia militares que executaram em SP opositores da ditadura

Segundo o MPF, sedes nacionais de dois partidos políticos e de centrais sindicais também são alvos da operação. Também por meio de nota, o MPF informa terem sido ordenadas “medidas cautelares diversas à prisão” contra os parlamentares.

Segundo a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, foi identificada pela Polícia Federal a existência de um esquema criminoso estruturado em cinco núcleos de atuação: administrativo, político, sindical, captador e financeiro.

Fraudes

Na petição enviada ao STF, Dodge menciona, como exemplo das fraudes, pagamentos que envolviam valores que chegaram a R$ 4 milhões pela liberação de um único registro sindical. A nota divulgada pelo MPF hoje informa que, desde 2017, parte do grupo criminoso responde a uma ação por improbidade administrativa em andamento na Justiça Federal, em Brasília.

Cerca de 320 policiais federais estão cumprindo 64 mandados de busca e apreensão, 8 mandados de prisão preventiva e 15 mandados de prisão temporária, além de outras medidas cautelares. Os mandados estão sendo cumpridos no Distrito Federal, São Paulo, Goiás, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Paraná, Santa Catarina e Minas Gerais.

Anchieta Santos – Especial para o blog

Ainda em meio à crise dos combustíveis os municípios da região do Pajeú voltam lentamente à rotina. Um exemplo é Itapetim, onde os Postos Petrovia e Rede Almeida atenderam ao público ontem e encerraram atividades com gasolina em suas bombas.

Em São José do Egito, de três Postos que receberam gasolina, dois seguem abastecidos: Trevo e Rede Almeida. O Petrovia acabou ontem mesmo. Na cidade o gás de cozinha atingiu o preço de R$ 80 diante da revolta da população.  Hoje em Riacho do Meio, um dos Postos tem previsão de receber combustível agora pela manhã.

Em Tuparetama e Brejinho a gasolina que chegou ontem, ontem mesmo acabou. Em Tabira, o Posto Alves, no Brejinho, recebeu gasolina ontem. A procura foi grande e não deu para quem quis.

Em Carnaíba, o Posto Vale do Pajeú recebeu gasolina mas apenas uma cota para o abastecimento dos serviços essenciais.

Informações de ouvintes ao Rádio Vivo da Rádio Pajeú hoje cedo indicaram gasolina em três dos quatro postos da vizinha cidade paraibana de Água Branca.

Enquanto isso Afogados da Ingazeira, Solidão, Ingazeira e outras cidades chegam ao 10º dia de greve sem combustível. Os postos de Afogados da Ingazeira aguardam ainda a chegada de gasolina para hoje.

Os prejuízos da greve na visão de empreendedores  – o programa Cidade Alerta da Cidade FM ouviu empresários tabirenses sobre os efeitos da greve dos caminhoneiros em suas atividades.

Todos são unânimes em elogiar o movimento, criticar o governo e entender que está na hora da categoria voltar ao trabalho.

Empregador de mais de cem trabalhadores na fábrica de Pipocas e Salgadinhos Ki Garot, o empresário Paulo Manu contabiliza até hoje oito dias de paralisação na produção, caminhões em sua maioria presos nos bloqueios e um prejuízo ainda incalculável.

“O setor de frutas e verduras é quem mais sofre neste momento”. Foi a definição de Pipi da Verdura ao apontar que com as estradas obstruídas ficou impossível reabastecer o comercio.

Tabirense com empresa em São Paulo, Téa da Damol, citou que enfrenta carência de matéria prima para produção de algumas peças e a entrega está comprometida por falta de combustível. Téa também citou a falta de funcionários que estão impossibilitados de chegar ao trabalho.

Fonte: Nill Júnior

O prefeito de Serra Talhada, Luciano Duque, considerando a crise instalada proveniente da greve dos caminhoneiros, decretou ponto facultativo nas repartições públicas municipais da administração direta e indireta nos dias 30 e 31 de maio e 1º de junho de 2018, de acordo com o Decreto Nº 2.184, de 29 de maio de 2018.

A medida foi necessária, segundo nota,  em virtude da situação de colapso que o município enfrenta mediante à greve nacional dos caminhoneiros, que não afeta somente o abastecimento de combustíveis, mas a própria rede de distribuição de alimentos e gás liquefeito de petróleo, face à ausência de circulação de veículos de carga no país.

Desta forma, funcionarão normalmente apenas as repartições que prestam serviços essenciais, como a Secretaria Municipal de Finanças e os Postos de Saúde, além da manutenção da coleta de lixo, que terá redução de um dia em cada setor (comunidade), incluindo o centro da cidade.

Pelo decreto, fica delegado ainda aos secretários municipais à atribuição de definir quais os serviços públicos considerados não essenciais que permanecerão em funcionamento no período. Veja o decreto: DECRETO PMST

Sede da Amupe

                        Sede da Amupe Foto: Reprodução/Google

O número de municípios pernambucanos que decretaram situação de emergência devido à crise dos combustíveis passou de 100 em menos de uma semana. A Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe) montou um grupo de trabalho para discutir a situação nessas cidades e levar demandas para o Comitê de Gerenciamento de Crise do governo estadual. Compõem o GT as prefeitas de São Bento do Una, no Agreste, Débora Almeida; e de Surubim e vice-presidente da Amupe, Ana Célia; e o prefeito de Riacho das Almas, Mário Mota.

De acordo com a associação uma das principais ações, no momento, é atender os municípios que já decretaram estado de emergência e conseguiram as liminares de trânsito. Para tanto, os representantes reuniram-se com as distribuidoras de combustível e o sindicato destas empresas, para garantir que não faltem os serviços essenciais à população. A informação do GT é de que caminhões com combustível já foram liberados para municípios de diferentes regiões.

Leia também:
Justiça determina liberação de bloqueios na BR-101 e em Suape
Estoques dos supermercados já estão pela metade, diz associação

O MPPE também compõe o Comitê Estadual e está temeroso com a situação de restrição de direitos diante da crise, principalmente no Interior. O procurador-geral de Justiça, Francisco Dirceu Barros, destacou que “a questão começa a afrontar os direitos fundamentais na medida em que dificulta o acesso da população aos produtos de necessidade básica”. A instituição vem com atuação em várias esferas desde a última semana priorizando a manutenção dos direitos de consumo e cidadania.

Senado aprova MP que autoriza saque do PIS/Pasep

               Senado aprova MP que autoriza saque do PIS/Pasep Foto: Arquivo/EBC

Senado aprovou nesta segunda-feira (28) permissão para que qualquer titular de conta do PIS/Pasep saque os recursos que possui em conta individual até o dia 29 de junho deste ano. O Projeto de Lei de Conversão (PLV) 8/2018, decorrente da Medida Provisória 813/2017, ainda permite ao governo federal estender o prazo até o dia 28 de setembro. O texto aprovado foi relatado pelo senador Lasier Martins (PSD-RS) e segue para sanção presidencial.

Após o prazo de 29 de junho ou sua prorrogação, os recursospoderão ser sacados apenas por maiores de 60 anos, aposentados e militares da reserva. Antes da edição da MP, o saque era permitido apenas a quem tinha mais de 70 anos.

Foram incluídas na MP original outras duas hipóteses para saque: pessoas que recebam o Benefício de Prestação Continuada (BPC), pago a idosos sem condições de se sustentar e a pessoas com deficiência; e a portadores de certas doenças.

Depósito em conta
O resgate permitido é do saldo em contas individuais do período anterior a 1988. Como o PIS é administrado pela Caixa Econômica Federal e o Pasep pelo Banco do Brasil, quem tiver conta nestes bancos e tiver direito a resgate contará com o depósito em conta corrente ou poupança, em folha de pagamento ou outro arranjo de pagamento de titularidade do participante. O depósito será automático se não houver manifestação contrária.

Estes bancos estabelecerão um cronograma de atendimento para as pessoas que não têm conta neles, com pagamentos até junho. A transferência dos valores para outros bancos será sem cobrança de taxas no prazo de 90 dias do depósito.

Para facilitar o saque em caixas automáticos, os centavos do saldo da conta individual do PIS/Pasep serão arredondados para cima até um inteiro.

Morte do titular
Na hipótese de morte do titular da conta individual, o saldo poderá ser retirado pelos dependentes, de acordo com a legislação da Previdência Social ou dos estatutos de servidores públicos.

Segundo o Ministério do Planejamento, a mudança poderá injetar até R$ 33 bilhões na economia. Quem não sabe se tem direito ao benefício e gostaria de verificar, basta levar um documento de identificação às agências bancárias. O atendimento é feito na hora, informando os próximos passos, caso haja valores a serem retirados.

Decoração junina

                            Decoração junina Foto: Reprodução/Pixabay

A três dias da abertura oficial do São João em Campina Grande, a prefeitura do município paraibano decidiu, na tarde desta terça-feira (29), adiar os festejos juninos em uma semana. A festa, que começaria nesta sexta (1º), terá início agora no dia 8 de junho e deve durar até o dia 8 de julho.

Leia também:
Segundo a Prefeitura de Campina Grande, a decisão foi tomada devido às dificuldades enfrentadas pela organização em virtude do aumento dos combustíveis, que resultou na paralisação dos caminhoneiros. A prefeitura deve informar durante os próximos dias a programação da festa, que deve sofrer alterações.
UFPE

                            UFPE Foto: divulgação/UFPE

As Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) vão continuar sem aula e expediente administrativo nestas quarta (30) e quinta-feira (31).

Em nota aos alunos e funcionários, a UFPE informa que a suspensão na quarta leva em consideração “que o fornecimento de combustíveis e o transporte público ainda não estão regularizados no Estado, prejudicando a mobilidade de alunos, técnicos e professores dos campi Recife, Vitória e Caruaru”.

UFRPE avisa, em nota no site, que a suspensão é “em caráter preventivo, a Universidade suspende as atividades pela continuidade dos problemas de abastecimento de combustível e mobilidade em todo o Estado”. A Universidade informa que os “serviços essenciais devem ser mantidos, a exemplo do Hospital das Clínicas e da Superintendência de Segurança Institucional”.

Na quinta-feira, as duas universidades federais informam que não haverá aula devido ao feriado de Corpus Christi. Tanto a UFPE quanto a Rural avisam que a decisão sobre a realização de aulas na sexta-feira (1º) será informada na quinta, respectivamente, às 14h e até as 16h.

Instituto Federal de Pernambuco (IFPE) também mantém suspensos o expediente administrativo e as aulas nesta quarta em todas as unidades.

Já a Universidade de Perambuco (UPE) decidiu, nessa manhã, suspender as aulas dos turnos da tarde e da noite desta terça (29) e de todos os turnos desta quarta (30) nos 15 campi da instituição, que avisou, no entanto, que “serão mantidas normalmente as atividades administrativas da Universidade na capital e no interior”. A UPE informou que emitirá novo comunicado às 14h desta quarta-feira.

Universidade Católica de Pernambuco (Unicap) também não terá aulas nesta quarta e informou que, após assembleia entre os vários setores da instituição nessa terça, foi decidido o adiamento das provas até então previstas e que um novo calendário será feito nesta quarta-feira, quando todos os “setores estarão abertos para atendimento do aluno”, mas que na quinta-feira, dia de Corpus Christi, o feriado será mantido. A Unicap avisa também que na sexta-feira (1º) as aulas serão retomadas.

Com aula

Governo de Pernambuco divulgou que as escolas da rede estadual seguem abertas e que haverá aula esta quarta. Prefeitura do Recife também informou que as escolas são mantidas abertas, com aulas sendo realizadas na rede municipal de ensino.

Coletiva de imprensa com secretário de planejamento, Marcio Stefanni

Coletiva de imprensa com secretário de planejamento, Marcio StefanniFoto: Anderson Stevens/Folha de Pernambuco

Os acessos ao Porto de Suape estão desobstruídos segundo o secretário de Planejamento e Gestão de Pernambuco, Márcio Stefani. Comboios da Polícia Militar (PM) e do Exército estão sendo usados para desfazer eventuais bloqueios e a PM fica no local até normalizar o abastecimento. As ordens judiciais para desocupação imediata foram emitidas pelas justiças Federal e Estadual no final da tarde da terça-feira (29).

Em entrevista à TV Globo na manhã desta quarta-feira (30), ele afirmou: “Ontem [quarta, 29] à noite quando retomamos Suape passaram cem caminhões que estavam no Batalhão e já ingressaram no Porto de Suape de madrugada. Eles estão indo e voltando fazendo várias viagens para atender a demanda do povo de Pernambuco. Pedimos que a população se acalme”, disse o secretário.

Leia também:
Justiça determina liberação de bloqueios na BR-101 e em Suape
Paralisação de petroleiros é política e sem reivindicação, diz Pedro Parente
“Ele vai colocar a sociedade contra nós”, diz caminhoneiro sobre Michel Temer
Paralisação de petroleiros é política e sem reivindicação, diz Pedro Parente

Stefani lembra que o presidente do Sindicato de Combustíveis falava em 5 a 7 dias para reabastecer todos os estoques e normalizar o fluxo. “Mandamos diesel e gasolina para o interior, diesel para os veículos maiores. O interior continua a receber esse fluxo”, disse.

Interior
“Antes da gente retomar Suape já havia combustível em Caruaru, São Bento do Una [ambos do Agreste] e seguindo para Arcoverde [Sertão]. Quem tiver seu combustível comprado poderá sair para o interior”, disse o secretário. Stefani informou que dez caminhões-tanque foram levados ao interior na noite de terça-feira (29) escoltados pela Polícia e pelo Exército e três grandes comboios estão previstos para hoje. Há ainda ambulâncias indo ao interior trazer pacientes para tratamento.

Suape
Por volta de 5h da manhã vários caminhões-tanque foram vistos saindo de Suape e a passagem de carros pequenos e ônibus está se normalizando aos poucos. Também no Bom Dia Pernambuco, André Campos, secretário da Casa Civil, informou que “depois da operação da madrugada leva uns dois a três dias para normalizar a situação”.

O Governo Municipal de Iguaracy informou em nota ao blog que realizou nesta terça-feira (29), o pagamento dos seus servidores públicos municipais na ativa, aposentados e pensionistas, antes do feriado de Corphus Cristhi.

O pagamento dentro do mês trabalhado representa injeção de quase R$ 800 mil  na economia da cidade. Segundo a nota, a determinação de cumprir com a folha de pagamentos dentro do mês mostra a preocupação com a atual situação do país e com os servidores de Iguaracy.

“Assim,  podem quitar seus vencimentos com tranquilidade, minimizando os efeitos da crise. Agindo assim, a prefeitura reforça uma gestão equilibrada através do compromisso com as datas de pagamento, que já é de costume” diz a gestão Zeinha Torres.

O Secretário de Transportes de Pernambuco Antônio Junior garantiu hoje em entrevista a Francys Maya e Giovani Sá no programa Frequência Democrática, da Vilabella FM que dentro de até 90 dias começam as operações comerciais da Azul no Aeroporto Santa Magalhães, de Serra Talhada.

“As novidades são ótimas porque nós estamos implantando a estação meteorológica de superfície remota que deverá estar toda pronta até o dia 2 de julho”, comemorou.

Segundo ele, com a estação instalada será possível iniciar a certificação final do aeroporto para que possa haver o início dos vôos comerciais. A empresa habilitada é a Azul Linhas Aéreas.

“Estamos concluindo a licitação do complemento da terraplenagem e da implantação da cerca. Eu acredito que no máximo em 90 dias nós estamos com esse aeroporto com vôo comercial”, garantiu.

Foto: Júnior Campos

A Prefeitura de Flores conseguiu nesta terça-feira (29), uma medida judicial com intuito de garantir o fornecimento de combustível ao município.

A medida foi aprovada em caráter liminar, pela Juíza da Vara Única de Flores,  Ana Carolina Santana, que na decisão determinou ao Sindicato dos Transportadores Rodoviários Autônomos Bens de Ipojuca e Grande Recife, “que se abstenham de impedir a passagem do(s) caminhão (ões) tanque placa(s) PGQ 3913 e/ou outro(s) veículo(s) que venha(m) a ser indicado(s) pela parte autora à autoridade policial cumpridora da ordem, com combustível e gás de cozinha necessária para o abastecimento da frota de veículos e órgãos públicos do município, garantindo a continuidade dos serviços públicos”.

Em atenção ao pedido feito pela Procuradoria Jurídica do Município, a magistrada ainda alertou para a multa de R$ 50 mil em caso de descumprimento.

A Juíza de Direito Comarca de Flores, ainda autorizou a utilização de força policial para o fim de assegurar cumprimento da decisão, “podendo inclusive proceder a remoção de veículos, caminhões, carros de som e outros objetos, meios e pessoas que estejam impedindo o cumprimento desta determinação”,alertou.

Uma cópia da decisão foi encaminhada ao comando do 14º BPM – Batalhão de Polícia Militar de Serra Talhada.

Em Sessão realizada hoje, na Câmara de Municipal de Custódia, destaque que a falta de planejamento e a falta de transparência são os principais problemas da administração pública municipal. O Projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), até a data de hoje, não chegou ao legislativo. As peças orçamentárias não são construídas como determina a lei, não observam a participação popular, desprezam os conselhos municipais, não realizam audiências públicas para ouvir e identifica as prioridades. A LDO e a LOA, são dotadas de dispositivos que autorizam abertura de créditos suplementares por Decreto, de forma exagerado.

Em um orçamento que autoriza o prefeito a suplementar por Decreto, em até 40%, exemplo da cidade de Custódia, e, até 50% em outros exemplos de cidades vizinhas. Para agravar a situação, são introduzidos dispositivos “discretos” que duplicam esse percentual para a maioria das dotações, ou seja, um orçamento que prevê inicialmente 50%, duplicando vai para 100% de “margem de manobra” de dotações, é uma comprovação que não existe orçamento, não existe planejamento. Falta de transparência: os Decretos de abertura de créditos suplementares não são publicados. Quanto foi suplementado até agora? Qual área foi suplementada, qual foi suprimida? É um absurdo o Poder Legislativo e a sociedade como um todo não ter acesso a essas informações. É um atentado aos Princípios da legalidade e da publicidade.

Quando o Executivo tem o apoio da maioria dos Vereadores é quase impossível evitar essas práticas, que no meu entendimento, retiram a principal prerrogativa do legislador, levando o município ao desgoverno. O que mais me entristece é saber que essas práticas são comuns, não só no município de Custódia, mas na maioria dos munícios. Que se preserve as exceções!

As dúvidas e impasses referentes a utilização dos recursos provenientes dos “Precatórios do Fundef”, assunto que interessa a todos no município, leva-nos a uma necessidade de debate que envolva o Sindicato, o legislativo, o conselho de acompanhamento do FUNDEB e o conselho da Educação, para uma construção do PLANO DE GASTOS desse dinheiro extra, dentro da legalidade e da realidade do município. Porém, o prefeito ignora o planejamento, ignora o poder legislativo, ignora até os conselhos constituídos por ele mesmo.

A luta pela não extinção do Terminal Rodoviário de nossa cidade é um assunto que também carece de debate, audiência pública, em fim, de muito diálogo. Não é possível uma acidade do porte de Custódia ficar sem Terminal.

O gestor que se nega a dialogar, não planeja e não ser transparente está condenado ao insucesso, penalizando seu povo, e, consequentemente respondendo por seus atos ímprobos.